Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Sto.André busca forças para escapar da crise


Nelson Cilo
Do Diário do Grande ABC

10/02/2006 | 08:29


Depois de mergulhar na zona de rebaixamento do Paulistão, o Santo André descobriu, enfim, um jeito de sair da crise: o clube deve apresentar nesta sexta pelo menos um ou dois reforços de um total de cinco ou seis indicados pelo técnico Roberto Fernandes. É provável que todos já completem o grupo até a próxima semana. Afinal, o treinador repete um recente recado aos dirigentes e torcedores que temem pelo pior na temporada. “Tudo tem um limite. Passou da hora de reagirmos. Não podemos esperar mais”, alerta o comandante, ao se referir à péssima campanha de quem despencou para o 17º lugar. Até agora, foram seis derrotas e apenas duas vitórias. A equipe marcou dez gols, sofreu 17 e mantém, portanto, um saldo negativo de sete. “Não preciso falar publicamente, mas já sei os motivos que nos colocaram lá embaixo da tabela”, disse.

É possível, porém, que o protesto das torcidas organizadas – que vaiaram o tropeço de quarta-feira contra o Juventus – representasse o pensamento de Fernandes. Alguns integrantes da Tuda e da Fúria, em coro, gritavam insistentemente pelos nomes de Romerito, Rafinha, Rodrigão e Dedimar, entre outros importantes personagens das maiores conquistas do Santo André nos últimos anos. Era um desabafo de quem viu o elenco se enfraquecer demais. “Às vezes, é necessário assumir as conseqüências de uma transição, mas não dá para aguardar muito tempo. Cobram resultados e é normal que assim seja. Não acredito em supertições ou azares. Confio em Deus e na força do trabalho, só isso”, garante Fernandes, que procura brecar a onda pessimista que coloca em risco a sobrevivência do time no grupo de elite.

Fernandes ignora os eventuais fantasmas de plantão, mas, além de Maia, Elton, Claudinho e Da Guia, que permanecem no departamento médico, o Santo André perdeu mais três titulares para encarar o América, domingo, em Rio Preto. O volante Ramalhão (expulso), o meia-atacante Juninho Cearense (voltou a sentir uma contratura na coxa direita), o ala Túlio e o zagueiro Gabriel (ambos tomaram o terceiro amarelo) estão fora de combate. O ala-armador Claudinho será submetido a uma cirurgia no joelho (ligamento cruzado) e não joga mais no Estadual. “Há muitos problemas, mas vamos à luta”, sugere.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sto.André busca forças para escapar da crise

Nelson Cilo
Do Diário do Grande ABC

10/02/2006 | 08:29


Depois de mergulhar na zona de rebaixamento do Paulistão, o Santo André descobriu, enfim, um jeito de sair da crise: o clube deve apresentar nesta sexta pelo menos um ou dois reforços de um total de cinco ou seis indicados pelo técnico Roberto Fernandes. É provável que todos já completem o grupo até a próxima semana. Afinal, o treinador repete um recente recado aos dirigentes e torcedores que temem pelo pior na temporada. “Tudo tem um limite. Passou da hora de reagirmos. Não podemos esperar mais”, alerta o comandante, ao se referir à péssima campanha de quem despencou para o 17º lugar. Até agora, foram seis derrotas e apenas duas vitórias. A equipe marcou dez gols, sofreu 17 e mantém, portanto, um saldo negativo de sete. “Não preciso falar publicamente, mas já sei os motivos que nos colocaram lá embaixo da tabela”, disse.

É possível, porém, que o protesto das torcidas organizadas – que vaiaram o tropeço de quarta-feira contra o Juventus – representasse o pensamento de Fernandes. Alguns integrantes da Tuda e da Fúria, em coro, gritavam insistentemente pelos nomes de Romerito, Rafinha, Rodrigão e Dedimar, entre outros importantes personagens das maiores conquistas do Santo André nos últimos anos. Era um desabafo de quem viu o elenco se enfraquecer demais. “Às vezes, é necessário assumir as conseqüências de uma transição, mas não dá para aguardar muito tempo. Cobram resultados e é normal que assim seja. Não acredito em supertições ou azares. Confio em Deus e na força do trabalho, só isso”, garante Fernandes, que procura brecar a onda pessimista que coloca em risco a sobrevivência do time no grupo de elite.

Fernandes ignora os eventuais fantasmas de plantão, mas, além de Maia, Elton, Claudinho e Da Guia, que permanecem no departamento médico, o Santo André perdeu mais três titulares para encarar o América, domingo, em Rio Preto. O volante Ramalhão (expulso), o meia-atacante Juninho Cearense (voltou a sentir uma contratura na coxa direita), o ala Túlio e o zagueiro Gabriel (ambos tomaram o terceiro amarelo) estão fora de combate. O ala-armador Claudinho será submetido a uma cirurgia no joelho (ligamento cruzado) e não joga mais no Estadual. “Há muitos problemas, mas vamos à luta”, sugere.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;