Fechar
Publicidade

Sábado, 28 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

São Bernardo ganhará shopping


Hugo Cilo
Do Diário do Grande ABC

15/02/2006 | 07:36


Empolgada pelos bons resultados de vendas obtidos na região, a rede supermercadista Sonda anunciou nesta terça um megapacote de investimentos no Grande ABC. Serão injetados mais de R$ 100 milhões na construção de quatro grandes empreendimentos, que vão gerar 1,1 mil empregos diretos.

O maior projeto é o de um shopping center, de R$ 35 milhões, que será erguido até final deste ano na avenida Pereira Barreto, em área anexa à única loja da empresa em São Bernardo – vice-líder em faturamento entre as 12 unidades da rede.

Na mesma avenida, estão localizados dois potenciais concorrentes – o shopping Metrópole (160 lojas), em São Bernardo, e o Shopping ABC (317 lojas), em Santo André. O conjunto comercial do grupo Sonda terá 135 espaços locáveis (117 boxes e 18 restaurantes, além de sete salas de cinema, distribuídos por três pavimentos) e empregará 500 pessoas.

Os outros empreendimentos anunciados pelo Sonda para este ano no Grande ABC são três novos pontos de venda – dois em São Bernardo e um em Santo André – e um CD (Centro de Distribuição), um superdepósito de 208 mil m² ficará às margens da via Anchieta.

Por R$ 24 milhões, a rede varejista comprou da Volkswagen o terminal 21 da montadora (utilizado para manutenção e reparos em veículos defeituosos) e fará no local um armazém de estocagem de mercadorias e uma loja de porte médio. O atual CD da empresa, em Guarulhos, com 17 mil m², será desativado.

Já a loja de Santo André será construída na praça Chile, no Parque das Nações. As obras começam em abril, simultaneamente à edificação do shopping. Ambas terminarão juntas, entre dezembro deste ano ou início de 2007, segundo o diretor financeiro Roberto Longo Pinho Moreno. A unidade terá pouco mais de 3 mil m² e vai criar 300 postos de trabalho – operadores de caixa, estoquistas, repositores, entre outros.

A terceira loja da rede Sonda em São Bernardo ainda não tem local definido. A direção da empresa garantiu que está em fase de levantamento de áreas de potencial econômico e de fácil acessibilidade. “Vamos definir nas próximas semanas. A estrutura viária e a proximidade com áreas residenciais são quesitos fundamentais para o sucesso do empreendimento. Por essa razão, o levantamento deve ser cauteloso”, afirma Moreno.

CD – O centro de distribuição e as lojas serão inaugurados ao mesmo tempo em que o Sonda colocará em funcionamento um novo modelo de distribuição e estocagem. Em vez do atual sistema – que mantém em cada unidade da companhia um pequeno depósito –, a empresa centralizará toda a distribuição em São Bernardo. A intenção é reduzir o custo logístico e otimizar o processo, segundo o diretor financeiro.

“A dimensão do novo CD nos dará a possibilidade de implementar esse sistema mais moderno e eficiente”, afirma o diretor geral, Idi Sonda. “Temos condições para isso. Afinal, além da estrutura física, contamos com uma frota própria de 100 veículos e, destes, 48 são caminhões” acrescenta Moreno.

Shopping – O local escolhido pelo Sonda para a construção do shopping, na avenida Pereira Barreto, já abrigou – sem sucesso – duas outras gigantes varejistas: Eldorado e Carrefour. A dificuldade no acesso e, por conseqüência, o baixo fluxo de clientes, foi o argumento adotado pelas empresas anteriores para deixar o local.

No entanto, o Sonda vai negociar com a Prefeitura de São Bernardo possíveis alterações no sistema viário do local, a fim de facilitar a entrada ao shopping. A Prefeitura já manifestou disposição para colaborar com o shopping, segundo a direção da companhia.

Escolha – Os investimentos anunciados pelo Sonda no Grande ABC quase foram para o litoral. A dúvida da direção da empresa era escolher entre a Baixada Santista e o Grande ABC. No entanto, prevaleceu a segunda opção pelo poder de consumo – terceiro maior do país, atrás de São Paulo e Rio de Janeiro – e pela localização privilegiada, segundo o diretor geral, Idi Sonda.

“Estamos entre a Capital, onde mantemos 11 de nossas 12 lojas atuais, e o coração do Grande ABC. Além disso, as modernas rodovias do sistema Anchieta-Imigrantes e a chegada em breve do Rodoanel pesaram a favor de São Bernardo na decisão tanto do shopping quanto do centro de distribuição”, explica Sonda.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;