Fechar
Publicidade

Sábado, 16 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Corretora dá desconto de 50% para aposentados


Sérgio Toledo
Do Diário do Grande ABC

23/10/2009 | 07:00


Um público muito procurado por financeiras para empréstimo pessoal agora também começa a ser cobiçado para investir em ações na BM&FBovespa: os aposentados. Quem aposta nesta estratégia é a TOV Corretora, que desde o início do mês cortou pela metade o valor da taxa de corretagem para aposentados que operam pelo home broker. O preço das ordens executadas caiu de R$ 5 para R$ 2,50 para esse público.

A campanha vale tanto para os atuais quanto para os novos clientes da corretora, que necessitam apresentar uma cópia do documento emitido pelo INSS. "A conjuntura econômica é favorável para o investimento em Bolsa", diz o gerente de home broker da TOV, Valestan Ribeiro. Segundo ele, os aposentados respondem por cerca de 15% dos clientes da empresa.

Na BM&FBovespa, pessoas com mais de 55 anos representaram 23,5% dos 515 mil investidores pessoa física em setembro, que movimentaram R$ 53,99 bilhões (59,5%) do total de R$ 90,82 bilhões negociados no mês. Desses, 89 mil são homens e 32 mil, mulheres.

"Esse público tem perfil conservador, que investe em ações seguras e que rendam bons dividendos", conta Ribeiro. De acordo com o gerente de investimento da UP Invest, Cássio Dell'Orti, papéis que pagam bons dividendos são os das empresas do setor de energia e os bancos. "Para esse público, não recomendo apostar em empresas de menor porte, pois o retorno pode ser demorado."

A campanha para atrair aposentados faz parte da estratégia de crescimento da TOV. "É um trabalho para popularizar o investimento em ações e incrementar a carteira de clientes da corretora", afirma Ribeiro. A empresa quer alcançar até o primeiro semestre de 2010 a liderança do ranking de operações por home broker, mercado no qual é a terceira maior. "Para isso, também planejamos ações para outros públicos específicos, como as mulheres", conta Ribeiro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Corretora dá desconto de 50% para aposentados

Sérgio Toledo
Do Diário do Grande ABC

23/10/2009 | 07:00


Um público muito procurado por financeiras para empréstimo pessoal agora também começa a ser cobiçado para investir em ações na BM&FBovespa: os aposentados. Quem aposta nesta estratégia é a TOV Corretora, que desde o início do mês cortou pela metade o valor da taxa de corretagem para aposentados que operam pelo home broker. O preço das ordens executadas caiu de R$ 5 para R$ 2,50 para esse público.

A campanha vale tanto para os atuais quanto para os novos clientes da corretora, que necessitam apresentar uma cópia do documento emitido pelo INSS. "A conjuntura econômica é favorável para o investimento em Bolsa", diz o gerente de home broker da TOV, Valestan Ribeiro. Segundo ele, os aposentados respondem por cerca de 15% dos clientes da empresa.

Na BM&FBovespa, pessoas com mais de 55 anos representaram 23,5% dos 515 mil investidores pessoa física em setembro, que movimentaram R$ 53,99 bilhões (59,5%) do total de R$ 90,82 bilhões negociados no mês. Desses, 89 mil são homens e 32 mil, mulheres.

"Esse público tem perfil conservador, que investe em ações seguras e que rendam bons dividendos", conta Ribeiro. De acordo com o gerente de investimento da UP Invest, Cássio Dell'Orti, papéis que pagam bons dividendos são os das empresas do setor de energia e os bancos. "Para esse público, não recomendo apostar em empresas de menor porte, pois o retorno pode ser demorado."

A campanha para atrair aposentados faz parte da estratégia de crescimento da TOV. "É um trabalho para popularizar o investimento em ações e incrementar a carteira de clientes da corretora", afirma Ribeiro. A empresa quer alcançar até o primeiro semestre de 2010 a liderança do ranking de operações por home broker, mercado no qual é a terceira maior. "Para isso, também planejamos ações para outros públicos específicos, como as mulheres", conta Ribeiro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;