Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 14 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Parque Tecnológico rebatizará a região


Nelson Tucci
Paulo Rosa

14/09/2009 | 07:00


Na região, o Consórcio Intermunicipal Grande ABC tem um avançado GT (Grupo de Trabalho) para a implantação de um Parque Tecnológico.

No dia 3 de agosto, o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, esteve reunido com os sete prefeitos do Grande ABC instalando oficialmente este GT, na sede do Consórcio, em Santo André.

Se o Parque será viabilizado em área única, ou em diversos segmentos integrados - como o químico, petroquímico, automotivo, etc -, ainda não está definido, mas o fato é que o Grande ABC estará no Sistema Paulista de Parques Tecnológicos, criado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que subsidia boa parte da iniciativa, muito em breve.

E a área de tecnologia da informação é uma das que mais se expande na região, com universidades oferecendo cursos de alto nível, incubadora de empresas e novas empresas se instalando e dando um novo verniz ao perfil tecnológico da maior região industrializada do País.

 

Localizado em São Caetano, Espaço Cerâmica deve abrigar novas empresas ainda neste ano

Em São Caetano do Sul, a horizontalização é impossível, por falta de espaço físico, mas as indústrias de ponta, verticais, são bem-vindas.

No Espaço Cerâmica está sendo construída uma área urbana, totalmente planejada, de uso misto, incluindo serviços e moradias. Objetivo revelado pelo prefeito José Auricchio Junior é receber empresas de alta tecnologia.

A área, de 360 mil metros quadrados, onde funcionou a Cerâmica São Caetano, tem localização privilegiada, junto à divisa com a Capital, próximo à Via Anchieta, e com fácil acesso ao Porto de Santos, às principais rodovias e aeroportos.

A prefeitura local já realizou serviços de infraestrutura para a instalação do bairro planejado, como a construção de um piscinão às margens da Avenida Guido Aliberti, para a contenção de cheias, em parceria com o governo do Estado, e entregou o Complexo Viário Nélson Braido, formado pelo prolongamento da Avenida Fernando Simonsen e a duplicação da Rua Engenheiro Armando de Arruda Pereira, no Bairro Cerâmica.

 

Estagiários na área de tecnologia são bem remunerados

Fazer um curso tecnológico em Segurança de Informação ou de Desenvolvimento de Games já é meio caminho andado para ingressar no mercado de trabalho.

O Brasil, que tem participação inferior a 1% no mercado mundial de games, tem um espaço extraordinário para crescer. Por isso, todo profissional que chega ao mercado é rapidamente absorvido. E o salário para estagiários pode passar dos R$ 1.000.

Tanto que não é raro depararmos com a sensação de que o Brasil acaba de ser descoberto e que ainda há tudo por ser feito. Na área de Tecnologia da Informação, por exemplo, constantemente se tem essa sensação.

O engenheiro de softwares da IBM e professor da FATEC (Faculdade de Tecnologia de São Paulo) Rodrigo Vertulo, atesta essa situação. Formado em Ciências da Computação pela USCS há nove anos, hoje é um dos especialistas na área e confirma a expectativa de contratações.

"Temos 50 empresas de games no Brasil para uma população de 190 milhões de pessoas, e isso é muito pouco. Surgirão novas empresas e ainda precisaremos de muita mão de obra especializada", antecipa.

As faculdades de tecnologia também são poucas no País, e esta área pode ser boa opção para quem ainda não decidiu o que fazer depois de concluído o Ensino Médio. O professor Vertulo enxerga "uma curva em ascensão" e não tem dúvida que muitas oportunidades ainda surgirão neste mercado.

Grandes empresas, como a IBM, têm programas de estágio permanentes. Uma dica é consultar os sites dessas corporações, bem como as opções de cursos para as alternativas que a área de tecnologia da informação oferece.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Parque Tecnológico rebatizará a região

Nelson Tucci
Paulo Rosa

14/09/2009 | 07:00


Na região, o Consórcio Intermunicipal Grande ABC tem um avançado GT (Grupo de Trabalho) para a implantação de um Parque Tecnológico.

No dia 3 de agosto, o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, esteve reunido com os sete prefeitos do Grande ABC instalando oficialmente este GT, na sede do Consórcio, em Santo André.

Se o Parque será viabilizado em área única, ou em diversos segmentos integrados - como o químico, petroquímico, automotivo, etc -, ainda não está definido, mas o fato é que o Grande ABC estará no Sistema Paulista de Parques Tecnológicos, criado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que subsidia boa parte da iniciativa, muito em breve.

E a área de tecnologia da informação é uma das que mais se expande na região, com universidades oferecendo cursos de alto nível, incubadora de empresas e novas empresas se instalando e dando um novo verniz ao perfil tecnológico da maior região industrializada do País.

 

Localizado em São Caetano, Espaço Cerâmica deve abrigar novas empresas ainda neste ano

Em São Caetano do Sul, a horizontalização é impossível, por falta de espaço físico, mas as indústrias de ponta, verticais, são bem-vindas.

No Espaço Cerâmica está sendo construída uma área urbana, totalmente planejada, de uso misto, incluindo serviços e moradias. Objetivo revelado pelo prefeito José Auricchio Junior é receber empresas de alta tecnologia.

A área, de 360 mil metros quadrados, onde funcionou a Cerâmica São Caetano, tem localização privilegiada, junto à divisa com a Capital, próximo à Via Anchieta, e com fácil acesso ao Porto de Santos, às principais rodovias e aeroportos.

A prefeitura local já realizou serviços de infraestrutura para a instalação do bairro planejado, como a construção de um piscinão às margens da Avenida Guido Aliberti, para a contenção de cheias, em parceria com o governo do Estado, e entregou o Complexo Viário Nélson Braido, formado pelo prolongamento da Avenida Fernando Simonsen e a duplicação da Rua Engenheiro Armando de Arruda Pereira, no Bairro Cerâmica.

 

Estagiários na área de tecnologia são bem remunerados

Fazer um curso tecnológico em Segurança de Informação ou de Desenvolvimento de Games já é meio caminho andado para ingressar no mercado de trabalho.

O Brasil, que tem participação inferior a 1% no mercado mundial de games, tem um espaço extraordinário para crescer. Por isso, todo profissional que chega ao mercado é rapidamente absorvido. E o salário para estagiários pode passar dos R$ 1.000.

Tanto que não é raro depararmos com a sensação de que o Brasil acaba de ser descoberto e que ainda há tudo por ser feito. Na área de Tecnologia da Informação, por exemplo, constantemente se tem essa sensação.

O engenheiro de softwares da IBM e professor da FATEC (Faculdade de Tecnologia de São Paulo) Rodrigo Vertulo, atesta essa situação. Formado em Ciências da Computação pela USCS há nove anos, hoje é um dos especialistas na área e confirma a expectativa de contratações.

"Temos 50 empresas de games no Brasil para uma população de 190 milhões de pessoas, e isso é muito pouco. Surgirão novas empresas e ainda precisaremos de muita mão de obra especializada", antecipa.

As faculdades de tecnologia também são poucas no País, e esta área pode ser boa opção para quem ainda não decidiu o que fazer depois de concluído o Ensino Médio. O professor Vertulo enxerga "uma curva em ascensão" e não tem dúvida que muitas oportunidades ainda surgirão neste mercado.

Grandes empresas, como a IBM, têm programas de estágio permanentes. Uma dica é consultar os sites dessas corporações, bem como as opções de cursos para as alternativas que a área de tecnologia da informação oferece.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;