Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Sob olhos de Volpi, Dedé faz campanha em Ribeirão


Cynthia Tavares
do Diário do Grande ABC

28/07/2012 | 07:36


Ainda que de forma tímida, o prefeito de Ribeirão Pires Clóvis Volpi (PV) participou de atividade eleitoral com Edinaldo de Menezes, o Dedé (PPS), vice-prefeito e indicado pelo grupo governista a concorrer ao Executivo nas eleições de 7 de outubro.

Os dois estiveram na 8ª edição do Festival do Chocolate durante a noite de ontem. Foi a primeira aparição deles juntos num grande evento público desde o começo da campanha eleitoral. O apoio presencial ocorreu na semana em que a candidatura de Dedé foi indeferida pela Justiça.

Logo na entrada, o vice-prefeito encontrou com petistas que também faziam campanha no local. Sem seu tradicional cartão de visita, Dedé limitou-se a cumprimentar os eleitores. O popular-socialista não conseguiu escapar das perguntas sobre processo de indeferimento. Uma munícipe chegou a sugerir que ele rezasse para Nossa Senhora dos Desata Nós para resolver o imbróglio.

A poucos metros, Volpi conversava com munícipes e vigiava o desempenho do candidato da administração. "É uma coisa que eu gosto de fazer. Estar no meio do povo me dá prazer. Estou no festival sem a prática de pedir votos, mas para mostrar que estamos juntos", ressaltou o verde.

O vice-prefeito estava empolgado com a presença do chefe do Executivo e reiterou que a campanha seguirá normalmente, independentemente do problema jurídico. "O povo nos fortalece. Vamos continuar", ressaltou o popular-socialista.

 

BOMBA

Os bastidores da política municipal se agitaram. A explosão num bar da cidade foi o motivo. Segundo Boletim de Ocorrência registrado no 1º DP de Ribeirão Pires, o explosivo foi jogado na varanda do estabelecimento por dois homens. A dupla fugiu num veículo supostamente com adesivo de Saulo Benevides (PMDB), candidato ao Paço.

O peemedebista afirmou que o fato foi algo político. "Tem pessoas querendo me difamar. O carro adesivado não significa que os envolvidos trabalhem para mim", alegou o prefeiturável, que apura internamente o caso.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sob olhos de Volpi, Dedé faz campanha em Ribeirão

Cynthia Tavares
do Diário do Grande ABC

28/07/2012 | 07:36


Ainda que de forma tímida, o prefeito de Ribeirão Pires Clóvis Volpi (PV) participou de atividade eleitoral com Edinaldo de Menezes, o Dedé (PPS), vice-prefeito e indicado pelo grupo governista a concorrer ao Executivo nas eleições de 7 de outubro.

Os dois estiveram na 8ª edição do Festival do Chocolate durante a noite de ontem. Foi a primeira aparição deles juntos num grande evento público desde o começo da campanha eleitoral. O apoio presencial ocorreu na semana em que a candidatura de Dedé foi indeferida pela Justiça.

Logo na entrada, o vice-prefeito encontrou com petistas que também faziam campanha no local. Sem seu tradicional cartão de visita, Dedé limitou-se a cumprimentar os eleitores. O popular-socialista não conseguiu escapar das perguntas sobre processo de indeferimento. Uma munícipe chegou a sugerir que ele rezasse para Nossa Senhora dos Desata Nós para resolver o imbróglio.

A poucos metros, Volpi conversava com munícipes e vigiava o desempenho do candidato da administração. "É uma coisa que eu gosto de fazer. Estar no meio do povo me dá prazer. Estou no festival sem a prática de pedir votos, mas para mostrar que estamos juntos", ressaltou o verde.

O vice-prefeito estava empolgado com a presença do chefe do Executivo e reiterou que a campanha seguirá normalmente, independentemente do problema jurídico. "O povo nos fortalece. Vamos continuar", ressaltou o popular-socialista.

 

BOMBA

Os bastidores da política municipal se agitaram. A explosão num bar da cidade foi o motivo. Segundo Boletim de Ocorrência registrado no 1º DP de Ribeirão Pires, o explosivo foi jogado na varanda do estabelecimento por dois homens. A dupla fugiu num veículo supostamente com adesivo de Saulo Benevides (PMDB), candidato ao Paço.

O peemedebista afirmou que o fato foi algo político. "Tem pessoas querendo me difamar. O carro adesivado não significa que os envolvidos trabalhem para mim", alegou o prefeiturável, que apura internamente o caso.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;