Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 15 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Azulão e Joinville fazem confronto direto

Iguais na pontuação, equipes se enfrentam após 12 anos e tentam se manter perto do G-4


Marco Borba
do Diário do Grande ABC

14/07/2012 | 07:00


Duelo de iguais. Assim é encarado o confronto entre São Caetano e Joinville hoje, às 16h20, no Anacleto, por conta da performance idêntica de ambos na Série B do Campeonato Brasileiro. Os dois somam 15 pontos, contam com as defesas menos vazadas da competição, com oito gols em nove jogos, e fazem confronto direto. Os catarinenses ocupam a quinta posição, uma acima do adversário.

A partida terá componente extra. As equipes se enfrentam pela terceira vez e voltam a se encontrar após 12 anos. Cada lado tem uma vitória, e esta é a chance de o Azulão dar o troco na derrota por 1 a 0, em 2000, em partida da Copa João Havelange. No ano anterior, o time do Grande ABC havia vencido em casa, por 1 a 0, pela Segundona do Nacional.

Embora o adversário esteja retornando à Série B após pouco mais de uma década, é visto com respeito pela até aqui surpreedente campanha. "Por muitos anos, o Joinville foi a principal equipe de Santa Catarina. Os dois times têm propósitos idênticos na competição, que é voltar a figurar entre os grandes do País, estão em busca de algo melhor."

Sérgio Guedes prevê duelo equilibrado, com os catarinenses fechados em busca dos contragolpes, e não vê outra alternativa que não o jogo de paciência por parte Azulão. "Fora de casa eles atuam com apenas um à frente da linha da bola. Então, teremos menos espaços para jogar. Precisamos ser velozes e mais precisos nos passes para não darmos a eles o que querem, os contra-ataques."

O treinador destacou o bom desempenho defensivo como um dos pontos fortes das duas equipes e avalia que, em comparação a outros tempos, a evolução do Azulão nesse quesito se deu por conta da ‘entrega' de todos. "Às vezes, quando se muda de treinador já se pensa logo em reforços. Costumo dizer que isso está dentro de cada um. Acho que cada um pode dar um pouco mais de si. Tem de haver o comprometimento de quem está jogando e de quem está no banco. Nossa preocupação é mantê-los motivados. É grupo qualificado e que vem demonstrando bom rendimento."

Sérgio Guedes gostou do intervalo de dez dias na tabela até o pega contra o Joinville. "É bom para descansar atletas e acertar alguns detalhes no esquema tático." A equipe não terá o goleiro Luiz, que se recupera de lesão na coxa esquerda.

 

JOINVILLE

O clube não confirmou se o zagueiro Maurício e o lateral-esquerdo Tarcísio, que torceram o tornozelo direito no último treino antes da viagem para São Paulo, quinta-feira, estarão em campo.

O zagueiro Pedro Paulo volta de suspensão. O clube anunciou a contratação do meia Willian, 25 anos, que encerrou vínculo com o Palmeiras. O jogador já passou por Ipatinga, Vitória, Goiás, Atlético-GO e Naútico.

 

Solidez da defesa deixa time confiante, diz atacante Leandrão

 

A solidez defensiva tem ajudado a equipe a ter mais confiança para produzir e terminar as jogadas. A avaliação é dos atacantes do São Caetano. Se no Paulistão, a falta de gols era um dos entraves do time, agora a pontaria tem sido o diferencial. O Azulão já balançou as redes adversárias 11 vezes em nove jogos.

Vice-artilheiro da equipe na Série B do Brasileiro, Leandrão elogia a defesa, que sofreu apenas oito gols. "Quando a zaga está bem, os adversários respeitam mais e a gente passa a ter confiança para criar uma jogada e tentar a finalização", afirmou.

Após passar oito anos no Internacional, Leandrão destaca o estilo diferenciado das equipes do Sul e prevê uma ‘guerra' diante do Joinville. "Os times do Sul têm estilo parecido com o dos argentinos, se doam muito, marcam muito forte, jogam duro. Será uma partida muito equilibrada." O meia Marcelo Costa concorda. "É time que voltou agora à Série B e se reforçou com jogadores experientes."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Azulão e Joinville fazem confronto direto

Iguais na pontuação, equipes se enfrentam após 12 anos e tentam se manter perto do G-4

Marco Borba
do Diário do Grande ABC

14/07/2012 | 07:00


Duelo de iguais. Assim é encarado o confronto entre São Caetano e Joinville hoje, às 16h20, no Anacleto, por conta da performance idêntica de ambos na Série B do Campeonato Brasileiro. Os dois somam 15 pontos, contam com as defesas menos vazadas da competição, com oito gols em nove jogos, e fazem confronto direto. Os catarinenses ocupam a quinta posição, uma acima do adversário.

A partida terá componente extra. As equipes se enfrentam pela terceira vez e voltam a se encontrar após 12 anos. Cada lado tem uma vitória, e esta é a chance de o Azulão dar o troco na derrota por 1 a 0, em 2000, em partida da Copa João Havelange. No ano anterior, o time do Grande ABC havia vencido em casa, por 1 a 0, pela Segundona do Nacional.

Embora o adversário esteja retornando à Série B após pouco mais de uma década, é visto com respeito pela até aqui surpreedente campanha. "Por muitos anos, o Joinville foi a principal equipe de Santa Catarina. Os dois times têm propósitos idênticos na competição, que é voltar a figurar entre os grandes do País, estão em busca de algo melhor."

Sérgio Guedes prevê duelo equilibrado, com os catarinenses fechados em busca dos contragolpes, e não vê outra alternativa que não o jogo de paciência por parte Azulão. "Fora de casa eles atuam com apenas um à frente da linha da bola. Então, teremos menos espaços para jogar. Precisamos ser velozes e mais precisos nos passes para não darmos a eles o que querem, os contra-ataques."

O treinador destacou o bom desempenho defensivo como um dos pontos fortes das duas equipes e avalia que, em comparação a outros tempos, a evolução do Azulão nesse quesito se deu por conta da ‘entrega' de todos. "Às vezes, quando se muda de treinador já se pensa logo em reforços. Costumo dizer que isso está dentro de cada um. Acho que cada um pode dar um pouco mais de si. Tem de haver o comprometimento de quem está jogando e de quem está no banco. Nossa preocupação é mantê-los motivados. É grupo qualificado e que vem demonstrando bom rendimento."

Sérgio Guedes gostou do intervalo de dez dias na tabela até o pega contra o Joinville. "É bom para descansar atletas e acertar alguns detalhes no esquema tático." A equipe não terá o goleiro Luiz, que se recupera de lesão na coxa esquerda.

 

JOINVILLE

O clube não confirmou se o zagueiro Maurício e o lateral-esquerdo Tarcísio, que torceram o tornozelo direito no último treino antes da viagem para São Paulo, quinta-feira, estarão em campo.

O zagueiro Pedro Paulo volta de suspensão. O clube anunciou a contratação do meia Willian, 25 anos, que encerrou vínculo com o Palmeiras. O jogador já passou por Ipatinga, Vitória, Goiás, Atlético-GO e Naútico.

 

Solidez da defesa deixa time confiante, diz atacante Leandrão

 

A solidez defensiva tem ajudado a equipe a ter mais confiança para produzir e terminar as jogadas. A avaliação é dos atacantes do São Caetano. Se no Paulistão, a falta de gols era um dos entraves do time, agora a pontaria tem sido o diferencial. O Azulão já balançou as redes adversárias 11 vezes em nove jogos.

Vice-artilheiro da equipe na Série B do Brasileiro, Leandrão elogia a defesa, que sofreu apenas oito gols. "Quando a zaga está bem, os adversários respeitam mais e a gente passa a ter confiança para criar uma jogada e tentar a finalização", afirmou.

Após passar oito anos no Internacional, Leandrão destaca o estilo diferenciado das equipes do Sul e prevê uma ‘guerra' diante do Joinville. "Os times do Sul têm estilo parecido com o dos argentinos, se doam muito, marcam muito forte, jogam duro. Será uma partida muito equilibrada." O meia Marcelo Costa concorda. "É time que voltou agora à Série B e se reforçou com jogadores experientes."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;