Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 13 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

VW aumenta produção do CrossFox


Marcelo Moreira
Do Diário do Grande ABC

08/06/2005 | 08:03


O CrossFox, a versão off road do Fox, é a nova aposta da Volkswagen para o segmento mais sofisticado do mercado automotivo brasileiro. A procura pelo veículo é tanta que obrigou a montadora sediada em São Bernardo a rever as projeções de produção. A produção de maio, que chegou a 2 mil unidades, saiu da fábrica totalmente vendida, deve subir para 3 mil neste mês, somente para o mercado nacional.

A empresa estuda a viabilidade econômica de exportá-lo para a Europa e, se isso ocorrer, novo aumento de produção será necessário. Lançado no mercado no mês passado, o CrossFox foi desenvolvido inteiramente no Brasil, em tempo recorde. Chegou às concessionárias apenas 18 meses depois da sua apresentação, como carro conceito, durante o lançamento do Fox, no Paraná, em 2003.

A aposta no modelo é tão grande que uma campanha publicitária ousada e agressiva foi lançada nesta terça no Rio de Janeiro para reforçar a imagem do veículo especial. Durante todo o mês de junho quem visitar o Pão de Açúcar, cartão postal do Rio de Janeiro, poderá observar um CrossFox estático pendurado por cabos, paralelo ao bondinho que conduz os turistas ao cume do morro. Do jeito em que foi colocado, o carro poderá ser visto de qualquer parte do centro do Rio e da vários locais da Baía da Guanabara.

“Foi um desafio de engenharia. Colocar o veículo como se fosse o próprio bondinho exigiu estudos intensos e a colaboração do clima, já que venta muito no local”, afirma Paulo Sérgio Kakinoff, diretor de Vendas e Marketing da Volks.

O CrossFox está preso a um cabo de aço secundário, utilizado apenas no transporte de cargas, que fica ao lado do cabo de aço por onde passa o famoso bondinho que conduz turistas para os morros do Pão de Açúcar e da Urca.

Para ficar preso ao cabo de aço, o veículo passou por algumas alterações. O motor, os componentes ele-trônicos e toda a parte interna do carro foram removidos para aliviar o peso.

O slogan da campanha é “O off road que foi aonde nenhum off road conseguiu chegar”. Esta é a primeira vez que um veículo automotor é içado na linha de sustentação do bondinho. Houve vezes anteriores em que veículos foram transportados pelo bondinho até o Morro da Urca, como o carro de Fórmula Indy do piloto Maurício Gugelmin, em julho de 1997. Estima-se que, até o fim deste mês, 64 mil pessoas visitem o Pão de Açúcar e, consequentemente, subam o morro em companhia do CrossFox suspenso.

Marketing agressivo – Primeiro carro da montadora desenvolvimento totalmente no Brasil a fazer sucesso na Europa, o Fox agradou tanto na Alemanha que houve problemas de entrega do veículo nas concessionárias brasileiras no mês passado.

Segundo Paulo Kakinoff, a situação já se normalizou no mercado nacional. “As montadoras detestam passar por um problema como esse, de não ter um produto para entregar, ainda mais quando a procura está intensa. Por outro lado, a questão mostrou que o Fox é sucesso na Europa.”

Esse sucesso contou com a ajuda fundamental de uma campanha agressiva campanha publicitária. Apresentado para 800 jornalistas do mundo inteiro em Copenhague, na Dinamarca, em abril, o Fox virou tema de várias manifestações artísticas patrocinadas pela Volks, que reformou um inteiramente um hotel na cidade para mostrar o conceito jovem e esportivo do veículo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

VW aumenta produção do CrossFox

Marcelo Moreira
Do Diário do Grande ABC

08/06/2005 | 08:03


O CrossFox, a versão off road do Fox, é a nova aposta da Volkswagen para o segmento mais sofisticado do mercado automotivo brasileiro. A procura pelo veículo é tanta que obrigou a montadora sediada em São Bernardo a rever as projeções de produção. A produção de maio, que chegou a 2 mil unidades, saiu da fábrica totalmente vendida, deve subir para 3 mil neste mês, somente para o mercado nacional.

A empresa estuda a viabilidade econômica de exportá-lo para a Europa e, se isso ocorrer, novo aumento de produção será necessário. Lançado no mercado no mês passado, o CrossFox foi desenvolvido inteiramente no Brasil, em tempo recorde. Chegou às concessionárias apenas 18 meses depois da sua apresentação, como carro conceito, durante o lançamento do Fox, no Paraná, em 2003.

A aposta no modelo é tão grande que uma campanha publicitária ousada e agressiva foi lançada nesta terça no Rio de Janeiro para reforçar a imagem do veículo especial. Durante todo o mês de junho quem visitar o Pão de Açúcar, cartão postal do Rio de Janeiro, poderá observar um CrossFox estático pendurado por cabos, paralelo ao bondinho que conduz os turistas ao cume do morro. Do jeito em que foi colocado, o carro poderá ser visto de qualquer parte do centro do Rio e da vários locais da Baía da Guanabara.

“Foi um desafio de engenharia. Colocar o veículo como se fosse o próprio bondinho exigiu estudos intensos e a colaboração do clima, já que venta muito no local”, afirma Paulo Sérgio Kakinoff, diretor de Vendas e Marketing da Volks.

O CrossFox está preso a um cabo de aço secundário, utilizado apenas no transporte de cargas, que fica ao lado do cabo de aço por onde passa o famoso bondinho que conduz turistas para os morros do Pão de Açúcar e da Urca.

Para ficar preso ao cabo de aço, o veículo passou por algumas alterações. O motor, os componentes ele-trônicos e toda a parte interna do carro foram removidos para aliviar o peso.

O slogan da campanha é “O off road que foi aonde nenhum off road conseguiu chegar”. Esta é a primeira vez que um veículo automotor é içado na linha de sustentação do bondinho. Houve vezes anteriores em que veículos foram transportados pelo bondinho até o Morro da Urca, como o carro de Fórmula Indy do piloto Maurício Gugelmin, em julho de 1997. Estima-se que, até o fim deste mês, 64 mil pessoas visitem o Pão de Açúcar e, consequentemente, subam o morro em companhia do CrossFox suspenso.

Marketing agressivo – Primeiro carro da montadora desenvolvimento totalmente no Brasil a fazer sucesso na Europa, o Fox agradou tanto na Alemanha que houve problemas de entrega do veículo nas concessionárias brasileiras no mês passado.

Segundo Paulo Kakinoff, a situação já se normalizou no mercado nacional. “As montadoras detestam passar por um problema como esse, de não ter um produto para entregar, ainda mais quando a procura está intensa. Por outro lado, a questão mostrou que o Fox é sucesso na Europa.”

Esse sucesso contou com a ajuda fundamental de uma campanha agressiva campanha publicitária. Apresentado para 800 jornalistas do mundo inteiro em Copenhague, na Dinamarca, em abril, o Fox virou tema de várias manifestações artísticas patrocinadas pela Volks, que reformou um inteiramente um hotel na cidade para mostrar o conceito jovem e esportivo do veículo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;