Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Israel nao se renderá, diz diplomata


Do Diário do Grande ABC

28/06/2000 | 10:20


O chefe da diplomacia israelense, David Levy, declarou esta quarta-feira, depois de um encontro com sua colega norte-americana Madeleine Albright, que Israel ``nao capitulará'' em relaçao às exigências palestinas de retirada dos territórios ocupados em 1967.

``Israel nao capitulará e nao se renderá'', disse em uma entrevista conjunta à imprensa em Jerusalém com Albright. ``Os palestinos nao podem dirigir-se a seu povo usando slogans que nos fazem retroceder dezenas de anos sobre as linhas de 1967, de Jerusalém e dos refugiados'', acrescentou, depois de acusar de novo os palestinos de recusarem qualquer compromisso nas negociaçoes com Israel.

Yasser Arafat afirmou no último domingo que um Estado palestino será proclamado ``em algumas semanas'' de maneira unilateral se for necessário, evocando um novo levante antiisraelense como o que se propagou nos territórios palestinos de 1987 a 1993.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Israel nao se renderá, diz diplomata

Do Diário do Grande ABC

28/06/2000 | 10:20


O chefe da diplomacia israelense, David Levy, declarou esta quarta-feira, depois de um encontro com sua colega norte-americana Madeleine Albright, que Israel ``nao capitulará'' em relaçao às exigências palestinas de retirada dos territórios ocupados em 1967.

``Israel nao capitulará e nao se renderá'', disse em uma entrevista conjunta à imprensa em Jerusalém com Albright. ``Os palestinos nao podem dirigir-se a seu povo usando slogans que nos fazem retroceder dezenas de anos sobre as linhas de 1967, de Jerusalém e dos refugiados'', acrescentou, depois de acusar de novo os palestinos de recusarem qualquer compromisso nas negociaçoes com Israel.

Yasser Arafat afirmou no último domingo que um Estado palestino será proclamado ``em algumas semanas'' de maneira unilateral se for necessário, evocando um novo levante antiisraelense como o que se propagou nos territórios palestinos de 1987 a 1993.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;