Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Lula lá em 2010

Para quem tinha certeza absoluta de que não iria encontrar o nome do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na urna eletrônica


Do Diário do Grande ABC

16/12/2009 | 00:00


Para quem tinha certeza absoluta de que não iria encontrar o nome do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na urna eletrônica no ano que vem pode ter uma surpresa. Nos corredores do Planalto, a informação é de que existe um plano emergencial caso a candidatura presidencial da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), não decole no ritmo que gostaria o chefe do Executivo nacional. A ousada proposta incluiria a renúncia do presidente Lula seis meses antes da eleição e a decisão dele em sair candidato a senador por São Paulo. Dessa forma, ele estaria livre para arrastar para o palanque sua popularidade sem correr riscos de sofrer qualquer ação civil sob acusação de uso da máquina pública em benefício eleitoral. Com isso, ele garantiria influência em um provável governo petista, já que continuaria circulando em Brasília. A decisão só dependeria das próximas rodadas das pesquisas eleitorais. Não há, entre os assessores próximos, alguém que crave que essa ideia não vingue. Quem, com certeza, não gostaria de ver a proposta na prática seria o senador Aloizio Mercadante, que tenta novo mandato em 2010...

Bastidores

Escuta a gente!
Por falar em disputa, o governador José Serra (PSDB) - provável candidato tucano à sucessão de Lula - tem postado em sua página no Twitter como tem sido sua estada em Copenhague, durante a conferência sobre mudanças climáticas. Em um dos posts, Serra mostra entrevista dada por ele, Dilma e a senadora Marina Silva (PV), na capital da Dinamarca. Será que ele está preparando o eleitor para conhecer as propostas do setor dos integrantes nos próximos debates?

Safári em Diadema
A farra da dupla jornada continua. Ontem pela manhã, funcionários da Transkomby, que presta serviços de transportes para a Prefeitura de Diadema, foram vistos circulando em um dos pátios da administração municipal, próximo à Câmara, com uniformes do Zoo Safári, onde também trabalham. No dia 17 de novembro, o Diário revelou, com exclusividade, que as vans contratadas para atuar apenas no governo Mário Reali (PT), também trabalhavam no Zoo, de forma irregular.

Novo partido
Por falar em Diadema, tem servidor tão irritado com o atraso no pagamento do 13º salário que chegou até a dar outro nome ao partido de Mário Reali: PTC, que seria Partido do Trabalhador Comissionado. A reclamação geral é de que no começo do ano foi uma festa para contratar aliados políticos e agora quem paga o pato é o servidor comum, que fica sem seu direito trabalhista.

Quem é o dono?
A polêmica envolvendo a sede do PT de Mauá parece não ter fim. Após a revelação de que o imóvel foi inaugurado sem que houvesse ao menos alvará de construção, surge agora a notícia, nos bastidores, de que o imóvel pertence a um outro político influente da cidade. Esta história ainda vai longe...



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lula lá em 2010

Para quem tinha certeza absoluta de que não iria encontrar o nome do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na urna eletrônica

Do Diário do Grande ABC

16/12/2009 | 00:00


Para quem tinha certeza absoluta de que não iria encontrar o nome do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na urna eletrônica no ano que vem pode ter uma surpresa. Nos corredores do Planalto, a informação é de que existe um plano emergencial caso a candidatura presidencial da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), não decole no ritmo que gostaria o chefe do Executivo nacional. A ousada proposta incluiria a renúncia do presidente Lula seis meses antes da eleição e a decisão dele em sair candidato a senador por São Paulo. Dessa forma, ele estaria livre para arrastar para o palanque sua popularidade sem correr riscos de sofrer qualquer ação civil sob acusação de uso da máquina pública em benefício eleitoral. Com isso, ele garantiria influência em um provável governo petista, já que continuaria circulando em Brasília. A decisão só dependeria das próximas rodadas das pesquisas eleitorais. Não há, entre os assessores próximos, alguém que crave que essa ideia não vingue. Quem, com certeza, não gostaria de ver a proposta na prática seria o senador Aloizio Mercadante, que tenta novo mandato em 2010...

Bastidores

Escuta a gente!
Por falar em disputa, o governador José Serra (PSDB) - provável candidato tucano à sucessão de Lula - tem postado em sua página no Twitter como tem sido sua estada em Copenhague, durante a conferência sobre mudanças climáticas. Em um dos posts, Serra mostra entrevista dada por ele, Dilma e a senadora Marina Silva (PV), na capital da Dinamarca. Será que ele está preparando o eleitor para conhecer as propostas do setor dos integrantes nos próximos debates?

Safári em Diadema
A farra da dupla jornada continua. Ontem pela manhã, funcionários da Transkomby, que presta serviços de transportes para a Prefeitura de Diadema, foram vistos circulando em um dos pátios da administração municipal, próximo à Câmara, com uniformes do Zoo Safári, onde também trabalham. No dia 17 de novembro, o Diário revelou, com exclusividade, que as vans contratadas para atuar apenas no governo Mário Reali (PT), também trabalhavam no Zoo, de forma irregular.

Novo partido
Por falar em Diadema, tem servidor tão irritado com o atraso no pagamento do 13º salário que chegou até a dar outro nome ao partido de Mário Reali: PTC, que seria Partido do Trabalhador Comissionado. A reclamação geral é de que no começo do ano foi uma festa para contratar aliados políticos e agora quem paga o pato é o servidor comum, que fica sem seu direito trabalhista.

Quem é o dono?
A polêmica envolvendo a sede do PT de Mauá parece não ter fim. Após a revelação de que o imóvel foi inaugurado sem que houvesse ao menos alvará de construção, surge agora a notícia, nos bastidores, de que o imóvel pertence a um outro político influente da cidade. Esta história ainda vai longe...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;