Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Itália: policiais dominam homem que matou três pessoas


Da AFP

27/06/2005 | 22:05


O homem que se recusava a sair de sua casa nesta segunda-feira, na região de Novara, no norte da Itália, após ter matado três pessoas e ferido outras oito, foi preso.

"Queriam tomar minha casa", gritou Angelo Sacco, de 51 anos, no momento em que era levado pela polícia.

Após quase nove horas de negociações, seis agentes do GIS (Grupo de Intervenções Especiais), unidade de elite da polícia, entraram na casa às 00h20 (horário local) desta terça-feira e dominaram o homem. O drama ocorreu em Borgogno, localidade de 1,2 habitantes

O incidente começou durante a tarde, quando o oficial de justiça Claudio Morsuillo, de 39 anos, foi à casa de Sacco para informar a desapropriação do imóvel. O ex-militar pegou uma arma e matou o oficial e atirou em pessoas que passavam pelo local.

Armado com um fuzil e uma pistola, Sacco matou duas pessoas na rua, incluindo um jovem policial, e feriu outras oito, entre elas seis policiais e uma mulher de 35 anos. Em seguida, Sacco subiu para o segundo andar de sua casa, onde estavam sua mãe e uma irmã, e ameaçou matar qualquer um que tentasse entrar na residência.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Itália: policiais dominam homem que matou três pessoas

Da AFP

27/06/2005 | 22:05


O homem que se recusava a sair de sua casa nesta segunda-feira, na região de Novara, no norte da Itália, após ter matado três pessoas e ferido outras oito, foi preso.

"Queriam tomar minha casa", gritou Angelo Sacco, de 51 anos, no momento em que era levado pela polícia.

Após quase nove horas de negociações, seis agentes do GIS (Grupo de Intervenções Especiais), unidade de elite da polícia, entraram na casa às 00h20 (horário local) desta terça-feira e dominaram o homem. O drama ocorreu em Borgogno, localidade de 1,2 habitantes

O incidente começou durante a tarde, quando o oficial de justiça Claudio Morsuillo, de 39 anos, foi à casa de Sacco para informar a desapropriação do imóvel. O ex-militar pegou uma arma e matou o oficial e atirou em pessoas que passavam pelo local.

Armado com um fuzil e uma pistola, Sacco matou duas pessoas na rua, incluindo um jovem policial, e feriu outras oito, entre elas seis policiais e uma mulher de 35 anos. Em seguida, Sacco subiu para o segundo andar de sua casa, onde estavam sua mãe e uma irmã, e ameaçou matar qualquer um que tentasse entrar na residência.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;