Fechar
Publicidade

Sábado, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Cartunista do Diário
é finalista do HQMix


Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

28/06/2011 | 07:02


A briga entre os universos masculino e feminino pode render boas risadas. Esse foi o objetivo do cartunista Gilmar, do Diário, quando criou a tirinha 'Ocre', na qual apresenta contos sobre o conflito eterno entre homens e mulheres. Enquanto os leitores se divertem com o escrachado trabalho, o autor vê sua obra concorrendo como Tira Nacional no Troféu HQMix, mais respeitado prêmio nacional de quadrinhos.

Apesar de se sentir honrado por estar concorrendo, Gilmar sabe que o páreo pelo primeiro lugar na votação que começa em julho é duro. Seu nome figura ao lado de Laerte (por 'Piratas do Tietê'), os irmãos Fábio Moon e Gabriel Bá ('Quase Nada'), Pryscilla ('Amely'), Orlandeli ('Sic'), Fernando Gonsales ('Níquel Náusea') e Flávio Soares ('A Vida Com Logan'). "É sempre meio injusto quanto tem caras como o Laerte e o Gonsales. Eles são top e seus trabalhos são ótimos. Tudo pode acontecer, mas não tenho muita esperança de ganhar."

Gilmar já levou para casa o prêmio de melhor cartunista em 2002. Segundo ele, que acompanhou quase todas as edições, outro destaque da festa é a troca de ideias com amigos do meio. "Tem sempre um pessoal que é complicado de se ver que vem para São Paulo para o HQMix. Também converso com algumas revelações e é muito divertido", diz o cartunista.

SUCESSO
Este tem sido um bom ano para 'Ocre'. Após surgir em 2006 no 33º Salão Internacional de Humor de Piracicaba, a obra foi ganhando cada vez mais atenção do autor. Em abril, as 178 tiras produzidas foram reunidas no livro 'Ocre - Quadrinhos Não Recomendáveis Para Pessoas Românticas'.

O sucesso do projeto se deve muito ao ar despretensioso de suas histórias. Os quadrinhos trazem ácidos, mas não menos engraçados conflitos entre o desejo dos homens e o que querem as mulheres. Muito o que se vê nas páginas é baseado em experiências pessoais do autor.

Ele explica que esse é o mais diferente e livre trabalho que já fez. "Achei muito bom fazer a tira porque não me prendia a certos padrões e regras de bom comportamento. Estava muito à vontade para fazer o que queria."

As mulheres também têm se divertido com as ‘escrotices'. Segundo Gilmar, "muitas leitoras gostaram da tira. É um trabalho com uma pegada mais machista, mas que tem encontrado espaço em todos os públicos. Tem sido uma grande surpresa".

A 23ª edição da entrega do Troféu HQMix ocorre em 15 de setembro, em São Paulo. Os nomes dos vencedores serão revelados dias antes da cerimônia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cartunista do Diário
é finalista do HQMix

Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

28/06/2011 | 07:02


A briga entre os universos masculino e feminino pode render boas risadas. Esse foi o objetivo do cartunista Gilmar, do Diário, quando criou a tirinha 'Ocre', na qual apresenta contos sobre o conflito eterno entre homens e mulheres. Enquanto os leitores se divertem com o escrachado trabalho, o autor vê sua obra concorrendo como Tira Nacional no Troféu HQMix, mais respeitado prêmio nacional de quadrinhos.

Apesar de se sentir honrado por estar concorrendo, Gilmar sabe que o páreo pelo primeiro lugar na votação que começa em julho é duro. Seu nome figura ao lado de Laerte (por 'Piratas do Tietê'), os irmãos Fábio Moon e Gabriel Bá ('Quase Nada'), Pryscilla ('Amely'), Orlandeli ('Sic'), Fernando Gonsales ('Níquel Náusea') e Flávio Soares ('A Vida Com Logan'). "É sempre meio injusto quanto tem caras como o Laerte e o Gonsales. Eles são top e seus trabalhos são ótimos. Tudo pode acontecer, mas não tenho muita esperança de ganhar."

Gilmar já levou para casa o prêmio de melhor cartunista em 2002. Segundo ele, que acompanhou quase todas as edições, outro destaque da festa é a troca de ideias com amigos do meio. "Tem sempre um pessoal que é complicado de se ver que vem para São Paulo para o HQMix. Também converso com algumas revelações e é muito divertido", diz o cartunista.

SUCESSO
Este tem sido um bom ano para 'Ocre'. Após surgir em 2006 no 33º Salão Internacional de Humor de Piracicaba, a obra foi ganhando cada vez mais atenção do autor. Em abril, as 178 tiras produzidas foram reunidas no livro 'Ocre - Quadrinhos Não Recomendáveis Para Pessoas Românticas'.

O sucesso do projeto se deve muito ao ar despretensioso de suas histórias. Os quadrinhos trazem ácidos, mas não menos engraçados conflitos entre o desejo dos homens e o que querem as mulheres. Muito o que se vê nas páginas é baseado em experiências pessoais do autor.

Ele explica que esse é o mais diferente e livre trabalho que já fez. "Achei muito bom fazer a tira porque não me prendia a certos padrões e regras de bom comportamento. Estava muito à vontade para fazer o que queria."

As mulheres também têm se divertido com as ‘escrotices'. Segundo Gilmar, "muitas leitoras gostaram da tira. É um trabalho com uma pegada mais machista, mas que tem encontrado espaço em todos os públicos. Tem sido uma grande surpresa".

A 23ª edição da entrega do Troféu HQMix ocorre em 15 de setembro, em São Paulo. Os nomes dos vencedores serão revelados dias antes da cerimônia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;