Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Ministro diz que podem ocorrer erros na correção do FGTS


Do Diário OnLine

10/06/2002 | 11:11


O ministro do Trabalho e Emprego, Paulo Jobim, admitiu que podem existir eventuais divergências nos extratos emitidos pela Caixa Econômica Federal (CEF) sobre as correções do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) durante os Planos Verão e Collor 1.

O ministro afirmou que os casos de extratos com problemas serão revistos pela Caixa. "Ao aderir ao acordo, a pessoa está concordando com a forma de pagamento e não com os valores. Para isso, está sendo montada uma estrutura bastante ampla para tirar todas e quaisquer dúvidas dos interessados. Esse programa de pagamentos é o maior do gênero em termos logísticos já criado no país e é natural que surjam problemas, mas a estrutura que foi montada está pronta para resolvê-los", afirmou à rádio Eldorado.

Nesta segunda-feira, o governo começa a creditar parte do dinheiro referente às perdas provocada pelos dois planos econômicos nas contas dos trabalhadores. Jobim esclareceu que a grande maioria dos beneficiários é formada por pessoas com direito a receber até R$ 1 mil por conta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ministro diz que podem ocorrer erros na correção do FGTS

Do Diário OnLine

10/06/2002 | 11:11


O ministro do Trabalho e Emprego, Paulo Jobim, admitiu que podem existir eventuais divergências nos extratos emitidos pela Caixa Econômica Federal (CEF) sobre as correções do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) durante os Planos Verão e Collor 1.

O ministro afirmou que os casos de extratos com problemas serão revistos pela Caixa. "Ao aderir ao acordo, a pessoa está concordando com a forma de pagamento e não com os valores. Para isso, está sendo montada uma estrutura bastante ampla para tirar todas e quaisquer dúvidas dos interessados. Esse programa de pagamentos é o maior do gênero em termos logísticos já criado no país e é natural que surjam problemas, mas a estrutura que foi montada está pronta para resolvê-los", afirmou à rádio Eldorado.

Nesta segunda-feira, o governo começa a creditar parte do dinheiro referente às perdas provocada pelos dois planos econômicos nas contas dos trabalhadores. Jobim esclareceu que a grande maioria dos beneficiários é formada por pessoas com direito a receber até R$ 1 mil por conta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;