Fechar
Publicidade

Domingo, 13 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Torcedores argentinos sao presos com bombas


Da Redaçao

22/06/2000 | 01:31


  Ao contrário do que se imaginava, a chegada dos torcedores ao Morumbi foi tumultuada e houve até cenas violentas nesta quarta, para a final da Libertadores, entre Palmeiras e Boca Juniors. Seis torcedores do Boca Juniors foram presos dentro do estádio com bombas de fabricaçao caseira.

Entre os argentinos detidos na delegacia do Morumbi estava o estudante Facundo Ector, 19 anos. O torcedor, que junto aos outros cinco chegou às 17h em Sao Paulo, negou que estivesse carregando uma das bombas enrolada em uma bandeira.

Segundo o Major Marinho, sub-comandante do 2º Batalhao da Polícia Militar de Sao Paulo, só foi possível encontrar as bombas porque os policiais agiram rápido. "Alguns desses torcedores estavam com a bombas escondidas por dentro das calças. Infelizmente, esse tipo de atitude é que suja a imagem do futebol", disse.

Outros 20 torcedores do Palmeiras também foram detidos dentro do estádio por estarem promovendo baderna. Um palmeirense levou uma pedrada no nariz e teve de ser atendido no Pronto Socorro situado dentro do estádio.

Minutos antes da partida muitos torcedores corriam de um lado para o outro atrás de ingressos que já estavam esgotados desde a tarde de sábado. O corre-corre deu confusao e um torcedor do Palmeiras acabou levando uma facada no braço durante discussao com um cambista. O rapaz foi medicado e recebeu cinco pontos no braço. O rapaz foi atendido dentro do estádio pela médica Ana Visconti e liberado em seguida.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Torcedores argentinos sao presos com bombas

Da Redaçao

22/06/2000 | 01:31


  Ao contrário do que se imaginava, a chegada dos torcedores ao Morumbi foi tumultuada e houve até cenas violentas nesta quarta, para a final da Libertadores, entre Palmeiras e Boca Juniors. Seis torcedores do Boca Juniors foram presos dentro do estádio com bombas de fabricaçao caseira.

Entre os argentinos detidos na delegacia do Morumbi estava o estudante Facundo Ector, 19 anos. O torcedor, que junto aos outros cinco chegou às 17h em Sao Paulo, negou que estivesse carregando uma das bombas enrolada em uma bandeira.

Segundo o Major Marinho, sub-comandante do 2º Batalhao da Polícia Militar de Sao Paulo, só foi possível encontrar as bombas porque os policiais agiram rápido. "Alguns desses torcedores estavam com a bombas escondidas por dentro das calças. Infelizmente, esse tipo de atitude é que suja a imagem do futebol", disse.

Outros 20 torcedores do Palmeiras também foram detidos dentro do estádio por estarem promovendo baderna. Um palmeirense levou uma pedrada no nariz e teve de ser atendido no Pronto Socorro situado dentro do estádio.

Minutos antes da partida muitos torcedores corriam de um lado para o outro atrás de ingressos que já estavam esgotados desde a tarde de sábado. O corre-corre deu confusao e um torcedor do Palmeiras acabou levando uma facada no braço durante discussao com um cambista. O rapaz foi medicado e recebeu cinco pontos no braço. O rapaz foi atendido dentro do estádio pela médica Ana Visconti e liberado em seguida.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;