Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Youtuber abastece carros com Coca-Cola, uísque e alvejante; veja o resultado

Maria Beatriz Vaccari

22/06/2018 | 11:18


Entre dezembro de 2017 e março de 2018, o canal do YouTube TechRax decidiu testar três combustíveis alternativos para carros: Coca-Cola, uísque e alvejante. Os resultados desastrosos, você confere abaixo.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Carro abastecido com Coca-Cola 

Encher o tanque de uma BMW com Coca-Cola e sair dirigindo pode não ser uma boa ideia. Depois de 60 segundos em movimento, o veículo testado pelo TechRax começou a fazer um barulho estranho, que provavelmente vinha do carburador. Logo em seguida, o painel acendeu uma luz que indicava a necessidade de manutenção no motor e o carro parou.

No final, o youtuber ainda destaca que precisaria desembolsar mais de mil dólares para consertar o veículo.

Carro abastecido com alvejante 

Abastecer um Lexus com alvejante (e um pouquinho de óleo automotivo) pode deixar o seu carro bem cheirosinho, mas apenas por alguns minutos. Após encher o tanque com o produto de limpeza, o youtuber conseguiu dirigir o carro por 15 minutos sem problemas. Entretanto, após estacionar o veículo, percebeu que o motor estava soltando bastante fumaça. Depois, o modelo começou a fazer barulhos estranhos.

Carro abastecido com uísque 

O Porsche Boxster abastecido com uma garrafa de uísque não teve a mesma sorte dos modelos que receberam Coca-Cola e alvejante. O veículo rodou por poucos segundos e acabou ficando preso na lama. Depois, foi impossível fazer o carro ligar. Uma oficina identificou que o automóvel apresentava problemas na bateria e na bomba de combustível.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;