Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Courtney Love usou cocaína quando foi presa em 2003


Do Diário OnLine

04/05/2004 | 12:45


A cantora Courtney Love estava sob efeitos de cocaína quando foi presa em 2003, segundo resultados de testes divulgados pelo promotor Jerry Baik. A artista não compareceu ao tribunal, na segunda-feira, quando houve uma nova audiência sobre o caso.

A viúva de Kurt Cobain está respondendo a acusações de uso ilegal de substâncias controladas e má conduta, após ser detida tentando invadir a casa de um ex-namorado, alegando estar tentando recuperar um antigo CD emprestado. Depois de solta, teve de ser levada a um hospital, por conta de uma overdose.

Segundo a polícia, várias pílulas foram encontradas com a cantora na ocasião da prisão. Entre os medicamentos estavam analgésicos de venda controlada e uso difundido entre viciados como “heroína de pobres”. Caso seja condenada, a cantora pode pegar até três anos de cadeia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Courtney Love usou cocaína quando foi presa em 2003

Do Diário OnLine

04/05/2004 | 12:45


A cantora Courtney Love estava sob efeitos de cocaína quando foi presa em 2003, segundo resultados de testes divulgados pelo promotor Jerry Baik. A artista não compareceu ao tribunal, na segunda-feira, quando houve uma nova audiência sobre o caso.

A viúva de Kurt Cobain está respondendo a acusações de uso ilegal de substâncias controladas e má conduta, após ser detida tentando invadir a casa de um ex-namorado, alegando estar tentando recuperar um antigo CD emprestado. Depois de solta, teve de ser levada a um hospital, por conta de uma overdose.

Segundo a polícia, várias pílulas foram encontradas com a cantora na ocasião da prisão. Entre os medicamentos estavam analgésicos de venda controlada e uso difundido entre viciados como “heroína de pobres”. Caso seja condenada, a cantora pode pegar até três anos de cadeia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;