Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Meio Ambiente lança campanha contra sacola plástica



22/06/2009 | 07:00


A preservação da natureza é a tônica da campanha nacional Saco é um Saco que o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, lançará amanhã, em São Paulo, com o apoio da rede de supermercados Wal-Mart Brasil. Um dos objetivos é incentivar a substituição de sacolas plásticas, utilizando outras alternativas para o transporte de compras e a colocação do lixo.

Os detalhes serão anunciados por Minc em entrevista coletiva após a solenidade, que será realizada no Hotel Hyatt. A secretária de Articulação Institucional do ministério Samyra Crespo disse que o foco é mudar o hábito do consumidor no ponto de venda. É uma educação para o consumo consciente e sustentável.

Samyra afirmou que a ideia é mostrar ao consumidor quais as opções para uma atitude responsável. "Nós não vamos dizer para ele que nunca mais poderá usar uma sacola de plástico. Nós vamos dizer quais as consequências dos atos dele na hora em que usa uma. O foco é na redução do consumo", acrescentou.

De acordo com a Abras (Associação Brasileira de Supermercados), o Brasil consome a cada ano 12 bilhões de sacolas plásticas. Cada cidadão usa em torno de 66 unidades por mês. Como se trata de um material que exige longo tempo para decomposição, estimado em cerca de 500 anos, o plástico provoca danos irreparáveis ao meio ambiente.

Segundo a Wal-Mart, a campanha aposta no poder de decisão do consumidor como ação transformadora de hábitos. O argumento é que embora os sacos plásticos não custem nada na hora das compras, eles representam um custo que não pode ser mensurado quando jogados nos rios, bueiros, ou mesmo no mar, matando peixes, tartarugas e outros animais. A natureza sofre, soterrada por uma maré de lixo, e a qualidade de vida diminui, como se pode ver pelas enchentes que vêm assolando as cidades brasileiras, adverte a rede de varejo.

O grupo lembra que, em todo o mundo, milhares de cidadãos já estão adotando alternativas às sacolas plásticas.

Desde dezembro de 2008, a Wal-Mart Brasil criou o programa Cliente Consciente Merece Desconto. Esse é, até o momento, o único programa no Brasil que repassa benefícios financeiros aos consumidores que recusarem os sacos plásticos para transportar compras.

A meta é reduzir 50% o uso de sacolas plásticas em suas lojas até 2013, que na prática, repassam em seus caixas o custo de R$ 0,03 por unidade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Meio Ambiente lança campanha contra sacola plástica


22/06/2009 | 07:00


A preservação da natureza é a tônica da campanha nacional Saco é um Saco que o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, lançará amanhã, em São Paulo, com o apoio da rede de supermercados Wal-Mart Brasil. Um dos objetivos é incentivar a substituição de sacolas plásticas, utilizando outras alternativas para o transporte de compras e a colocação do lixo.

Os detalhes serão anunciados por Minc em entrevista coletiva após a solenidade, que será realizada no Hotel Hyatt. A secretária de Articulação Institucional do ministério Samyra Crespo disse que o foco é mudar o hábito do consumidor no ponto de venda. É uma educação para o consumo consciente e sustentável.

Samyra afirmou que a ideia é mostrar ao consumidor quais as opções para uma atitude responsável. "Nós não vamos dizer para ele que nunca mais poderá usar uma sacola de plástico. Nós vamos dizer quais as consequências dos atos dele na hora em que usa uma. O foco é na redução do consumo", acrescentou.

De acordo com a Abras (Associação Brasileira de Supermercados), o Brasil consome a cada ano 12 bilhões de sacolas plásticas. Cada cidadão usa em torno de 66 unidades por mês. Como se trata de um material que exige longo tempo para decomposição, estimado em cerca de 500 anos, o plástico provoca danos irreparáveis ao meio ambiente.

Segundo a Wal-Mart, a campanha aposta no poder de decisão do consumidor como ação transformadora de hábitos. O argumento é que embora os sacos plásticos não custem nada na hora das compras, eles representam um custo que não pode ser mensurado quando jogados nos rios, bueiros, ou mesmo no mar, matando peixes, tartarugas e outros animais. A natureza sofre, soterrada por uma maré de lixo, e a qualidade de vida diminui, como se pode ver pelas enchentes que vêm assolando as cidades brasileiras, adverte a rede de varejo.

O grupo lembra que, em todo o mundo, milhares de cidadãos já estão adotando alternativas às sacolas plásticas.

Desde dezembro de 2008, a Wal-Mart Brasil criou o programa Cliente Consciente Merece Desconto. Esse é, até o momento, o único programa no Brasil que repassa benefícios financeiros aos consumidores que recusarem os sacos plásticos para transportar compras.

A meta é reduzir 50% o uso de sacolas plásticas em suas lojas até 2013, que na prática, repassam em seus caixas o custo de R$ 0,03 por unidade.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;