Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Golden Square, de São Bernardo, tem 50% de ocupação


Michele Loureiro
Do Diário do Grande ABC

14/09/2009 | 07:00


Cerca de 50% das 232 lojas do Golden Square já estão com ocupação garantida. Apesar de o lançamento do shopping estar previsto para 2011, o complexo de São Bernardo já chama a atenção.

Com investimento na casa dos R$ 220 milhões, o empreendimento será dedicado ao público das classes A e B. A princípio, a inauguração estava programada para outubro de 2010, porém, segundo os idealizadores, o tempo seria curto para organizar a complexa estrutura que está sendo preparada.

Tomando o lugar do antigo Golden Shopping, o Golden Square terá 30 mil m², além de seis salas de cinema e estacionamento com cerca de 1.600 vagas. "Será um empreendimento diferente de tudo que o Grande ABC já tem", promete um dos empreendedores, Cláudio Politi.

O complexo vai abrigar quatro lojas âncoras, oito megastores, cerca de 220 lojas satélites e uma praça de alimentação que, somada a marcas de redes de alimentação, contemplará cinco restaurantes no ‘Espaço Gourmet'.

Segundo os empresários envolvidos com a administração do complexo, a megaestrutura deve gerar cerca de 10 mil postos de trabalho, entre vagas diretas e indiretas.

PÚBLICO - Apesar de apenas 15% dos consumidores brasileiros pertencerem às classes A e B - renda média familiar entre R$ 1.669 e R$ 7.793 - , segundo empresários do ramo, é extremamente rentável viabilizar empreendimentos para esse grupo. A explicação para o fenômeno é quase matemática: é mais rentável vender muito para poucos, do que pouco para muitos. O Golden Square Shopping é mais um exemplo dessa matemática e foi idealizado para os públicos A e B pelo consórcio formado por quatro empresas do segmento (Squarestone, Construtora São José, a Jorge's Participações e Nancy Empreendimentos & Participações).

De acordo com Arthur Gorenstein, diretor da divisão de shoppings da construtora São José, a escolha da cidade de São Bernardo foi feita em função do potencial econômico da região.

Para Politi, o Grande ABC exporta consumidores para São Paulo, portanto, é preciso suprir as necessidades dos compradores e valorizar o comércio local.

"As pessoas não vão mais precisar sair da região para ter acesso a serviço diferenciado e direcionado. O empreendimento vai contemplar os consumidores de classe alta e tenho certeza que o movimento pode até ser revertido: muita gente da Capital vai se interessar pelo shopping", prevê o empresário.

Para a escolha do local, as empresas levaram em conta pesquisas de mercado que indicam que as cidades que sediam trechos do Rodoanel - o Trecho Sul da obra passa por São Bernardo, Santo André, Ribeirão Pires e Mauá - seguem forte tendência de registrar crescimento econômico mais consistente que outras localidades.
Representante da Squarestone no Brasil, Politi, afirma que a crise não alterou o prazo de abertura do novo shopping, já que a perspectiva é de que haverá uma retomada da economia até lá. "Estamos dentro do timing (momento) certo", revela.

HISTÓRICO - Localizado na Avenida Kennedy, em São Bernardo, o Golden Shopping, estabelecimento desativado no fim de 2007, tinha 10 mil m² e era destinado às classes B e C.

Segundo ex-funcionários e lojistas do extinto Golden, o local foi fechado porque sofria com a falta de investimentos e baixo índice de ocupação.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Golden Square, de São Bernardo, tem 50% de ocupação

Michele Loureiro
Do Diário do Grande ABC

14/09/2009 | 07:00


Cerca de 50% das 232 lojas do Golden Square já estão com ocupação garantida. Apesar de o lançamento do shopping estar previsto para 2011, o complexo de São Bernardo já chama a atenção.

Com investimento na casa dos R$ 220 milhões, o empreendimento será dedicado ao público das classes A e B. A princípio, a inauguração estava programada para outubro de 2010, porém, segundo os idealizadores, o tempo seria curto para organizar a complexa estrutura que está sendo preparada.

Tomando o lugar do antigo Golden Shopping, o Golden Square terá 30 mil m², além de seis salas de cinema e estacionamento com cerca de 1.600 vagas. "Será um empreendimento diferente de tudo que o Grande ABC já tem", promete um dos empreendedores, Cláudio Politi.

O complexo vai abrigar quatro lojas âncoras, oito megastores, cerca de 220 lojas satélites e uma praça de alimentação que, somada a marcas de redes de alimentação, contemplará cinco restaurantes no ‘Espaço Gourmet'.

Segundo os empresários envolvidos com a administração do complexo, a megaestrutura deve gerar cerca de 10 mil postos de trabalho, entre vagas diretas e indiretas.

PÚBLICO - Apesar de apenas 15% dos consumidores brasileiros pertencerem às classes A e B - renda média familiar entre R$ 1.669 e R$ 7.793 - , segundo empresários do ramo, é extremamente rentável viabilizar empreendimentos para esse grupo. A explicação para o fenômeno é quase matemática: é mais rentável vender muito para poucos, do que pouco para muitos. O Golden Square Shopping é mais um exemplo dessa matemática e foi idealizado para os públicos A e B pelo consórcio formado por quatro empresas do segmento (Squarestone, Construtora São José, a Jorge's Participações e Nancy Empreendimentos & Participações).

De acordo com Arthur Gorenstein, diretor da divisão de shoppings da construtora São José, a escolha da cidade de São Bernardo foi feita em função do potencial econômico da região.

Para Politi, o Grande ABC exporta consumidores para São Paulo, portanto, é preciso suprir as necessidades dos compradores e valorizar o comércio local.

"As pessoas não vão mais precisar sair da região para ter acesso a serviço diferenciado e direcionado. O empreendimento vai contemplar os consumidores de classe alta e tenho certeza que o movimento pode até ser revertido: muita gente da Capital vai se interessar pelo shopping", prevê o empresário.

Para a escolha do local, as empresas levaram em conta pesquisas de mercado que indicam que as cidades que sediam trechos do Rodoanel - o Trecho Sul da obra passa por São Bernardo, Santo André, Ribeirão Pires e Mauá - seguem forte tendência de registrar crescimento econômico mais consistente que outras localidades.
Representante da Squarestone no Brasil, Politi, afirma que a crise não alterou o prazo de abertura do novo shopping, já que a perspectiva é de que haverá uma retomada da economia até lá. "Estamos dentro do timing (momento) certo", revela.

HISTÓRICO - Localizado na Avenida Kennedy, em São Bernardo, o Golden Shopping, estabelecimento desativado no fim de 2007, tinha 10 mil m² e era destinado às classes B e C.

Segundo ex-funcionários e lojistas do extinto Golden, o local foi fechado porque sofria com a falta de investimentos e baixo índice de ocupação.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;