Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Em Sto.André, moradores reclamam isolamento


Kelly Zucatelli
Do Diário do Grande ABC

28/06/2008 | 07:06


As cerca de 150 famílias que moram no bairro Clube de Campo, em Santo André, ainda lamentam a situação de isolamento em que vivem há cerca de seis meses, devido às obras do Trecho Sul do Rodoanel.

Segundo a população, o acesso ao comércio, posto de saúde, escola e creche tornou-se inviável, dizendo que com as intervenções estão longe da rede de serviços do bairro. A Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) informa que os moradores estão distantes 180 metros da área urbanizada, mas, percorrendo o local, a reportagem constatou que são cerca de 600 metros, a partir do início da Avenida Mico Leão Dourado até a Escola Estadual Professora Francisca Helena Fuia e, da escola até a região comercial.

Depois de algumas reuniões com a Promotoria de Santo André, a Dersa foi notificada para que desse uma solução para essas famílias.
"Queremos apenas ter as condições que tínhamos antes, quando podíamos chegar ao posto de saúde e ter pelo menos um ponto de ônibus próximo, o que hoje não temos mais", disse a moradora Lurdes Alves de Souza.

Com o isolamento, a população disse que está mais vulnerável. "Minha casa já foi assaltada três vezes desde que começaram as obras. As pessoas pensam que as residências estão abandonadas", disse Vanir Leite da Silva Amorim.

A Dersa informou que fará o que for determinado pela Justiça. O projeto prevê a construção de uma passarela para possibilitar o acesso de um lado para o outro e também, a duplicação da Avenida Mico Leão Dourado, o que facilitará o trânsito local.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em Sto.André, moradores reclamam isolamento

Kelly Zucatelli
Do Diário do Grande ABC

28/06/2008 | 07:06


As cerca de 150 famílias que moram no bairro Clube de Campo, em Santo André, ainda lamentam a situação de isolamento em que vivem há cerca de seis meses, devido às obras do Trecho Sul do Rodoanel.

Segundo a população, o acesso ao comércio, posto de saúde, escola e creche tornou-se inviável, dizendo que com as intervenções estão longe da rede de serviços do bairro. A Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) informa que os moradores estão distantes 180 metros da área urbanizada, mas, percorrendo o local, a reportagem constatou que são cerca de 600 metros, a partir do início da Avenida Mico Leão Dourado até a Escola Estadual Professora Francisca Helena Fuia e, da escola até a região comercial.

Depois de algumas reuniões com a Promotoria de Santo André, a Dersa foi notificada para que desse uma solução para essas famílias.
"Queremos apenas ter as condições que tínhamos antes, quando podíamos chegar ao posto de saúde e ter pelo menos um ponto de ônibus próximo, o que hoje não temos mais", disse a moradora Lurdes Alves de Souza.

Com o isolamento, a população disse que está mais vulnerável. "Minha casa já foi assaltada três vezes desde que começaram as obras. As pessoas pensam que as residências estão abandonadas", disse Vanir Leite da Silva Amorim.

A Dersa informou que fará o que for determinado pela Justiça. O projeto prevê a construção de uma passarela para possibilitar o acesso de um lado para o outro e também, a duplicação da Avenida Mico Leão Dourado, o que facilitará o trânsito local.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;