Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Unilever vai fechar 100 fábricas no mundo


Do Diário do Grande ABC

22/02/2000 | 11:41


A Unilever anunciou nesta terça-feira que pretende cortar 25 mil empregos - 10% de todo o seu pessoal - nos próximos cinco anos, numa reestruturaçao global que vai custar cerca de custar quase US$ 5 bilhoes. O grupo britânico e holandês deverá fechar cerca de 100 fábricas no mundo.

O presidente da empresa, Niall Fitzgerald, nao deu muitos detalhes sobre onde os cortes ocorrerao. "Nós já dissemos que a grande maioria ocorrerá na Europa e nas Américas e agora estamos consultando nossas pessoas espalhadas ao redor do mundo", afirmou Fitzgerald.

A Unilever disse também que vai se concentrar na promoçao de 400 dos seus atuais 1.600 produtos, que incluem material de limpeza, alimentos, sorvetes e perfumaria. Dentro dessa estratégia, a Unilever pretende investir cerca de US$ 1,5 bilhao nas marcas consideradas prioritárias. "Com isso será mais fácil simplificar e melhorar a nossa rede de abastecimento e a maneira como operamos de maneira geral", disse Fitzgerald. "Os nossos negócios que nao atingirem o desempenho planejado ou que nao integrarem mais a nossa estratégia serao reorganizados ou vendidos", anunciou a empresa em comunicado oficial. O objetivo da Unilever, que tem várias unidades no Brasil, é o de alcançar em 2.004 cortes de despesas anuais de cerca de US$ 1,5 bilhao.

A empresa anunciou também nesta terça-feira os resultados de 1999. Os lucros brutos foram de cerca de US$ 4,7 bilhoes, uma queda de 5% em relaçao ao ano anterior. A vendas globais atingiram cerca de US$ 45 bilhoes, um crescimento de 2% em relaçao a 1999.

Segundo analistas, as medidas anunciadas hoje visam rechaçar a percepçao de que a empresa se mantinha passiva diante de suas dificuldades mais recentes. A Unilever pretende aumentar o seu faturamento em 5% até 2004. Informou também que almeja obter margens de lucros operacionais de 15% em 2004 - foram de 11,1% em 1999.

A Unilever informou também pretende reestruturar a sua unidade de cosméticos Elizabeth Arden ao longo deste ano e que vai investir cerca de US$ 200 milhoes em atividades de e-business, principalmente aquelas que possibilitem o corte dos custos de distribuiçao.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Unilever vai fechar 100 fábricas no mundo

Do Diário do Grande ABC

22/02/2000 | 11:41


A Unilever anunciou nesta terça-feira que pretende cortar 25 mil empregos - 10% de todo o seu pessoal - nos próximos cinco anos, numa reestruturaçao global que vai custar cerca de custar quase US$ 5 bilhoes. O grupo britânico e holandês deverá fechar cerca de 100 fábricas no mundo.

O presidente da empresa, Niall Fitzgerald, nao deu muitos detalhes sobre onde os cortes ocorrerao. "Nós já dissemos que a grande maioria ocorrerá na Europa e nas Américas e agora estamos consultando nossas pessoas espalhadas ao redor do mundo", afirmou Fitzgerald.

A Unilever disse também que vai se concentrar na promoçao de 400 dos seus atuais 1.600 produtos, que incluem material de limpeza, alimentos, sorvetes e perfumaria. Dentro dessa estratégia, a Unilever pretende investir cerca de US$ 1,5 bilhao nas marcas consideradas prioritárias. "Com isso será mais fácil simplificar e melhorar a nossa rede de abastecimento e a maneira como operamos de maneira geral", disse Fitzgerald. "Os nossos negócios que nao atingirem o desempenho planejado ou que nao integrarem mais a nossa estratégia serao reorganizados ou vendidos", anunciou a empresa em comunicado oficial. O objetivo da Unilever, que tem várias unidades no Brasil, é o de alcançar em 2.004 cortes de despesas anuais de cerca de US$ 1,5 bilhao.

A empresa anunciou também nesta terça-feira os resultados de 1999. Os lucros brutos foram de cerca de US$ 4,7 bilhoes, uma queda de 5% em relaçao ao ano anterior. A vendas globais atingiram cerca de US$ 45 bilhoes, um crescimento de 2% em relaçao a 1999.

Segundo analistas, as medidas anunciadas hoje visam rechaçar a percepçao de que a empresa se mantinha passiva diante de suas dificuldades mais recentes. A Unilever pretende aumentar o seu faturamento em 5% até 2004. Informou também que almeja obter margens de lucros operacionais de 15% em 2004 - foram de 11,1% em 1999.

A Unilever informou também pretende reestruturar a sua unidade de cosméticos Elizabeth Arden ao longo deste ano e que vai investir cerca de US$ 200 milhoes em atividades de e-business, principalmente aquelas que possibilitem o corte dos custos de distribuiçao.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;