Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Travessa de paralelepípedos dá prejuízo a motoristas e pedestres


Angela Martins
Especial para o Diário

13/05/2006 | 08:29


Os moradores da travessa Suzano, na Vila Lucinda, em Santo André, não agüentam mais conviver com o péssimo calçamento da via. Há cerca de um ano, a rua de paralelepípedos está repleta de elevações e depressões. As pedras saem da posição correta e muitos pedestres tropeçam, chegando a se machucar seriamente. Tais falhas também prejudicam carros e trazem prejuízos aos motoristas.

“O solo estufa e os paralelepípedos ficam tortos. A Prefeitura até vem arrumar, mas depois de um mês, o problema volta”, reclama o aposentado José Furlan, 60 anos. Aproximadamente dois anos atrás, os moradores organizaram um abaixo-assinado pedindo que a Prefeitura trocasse os paralelepípedos por asfalto, mas não obtiveram resposta. A promotora de vendas Maria Helena Furlan, 56 anos, conta que a mãe, de 92 anos, tropeçou nos paralelepípedos e se machucou gravemente. Já o marceneiro Ricardo Daniel Santos, 28, perdeu a conta de quantas vezes teve o carro avariado pelo calçamento.

O DVP (Departamento de Vias Públicas) da Prefeitura de Santo André promete enviar uma equipe à travessa Suzano para verificar as denúncias. Caso sejam constatados os problemas, reparos na via serão incluídos em programação. A administração não falou em possibilidade de asfaltamento. (Supervisão de Adriana Gomes)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Travessa de paralelepípedos dá prejuízo a motoristas e pedestres

Angela Martins
Especial para o Diário

13/05/2006 | 08:29


Os moradores da travessa Suzano, na Vila Lucinda, em Santo André, não agüentam mais conviver com o péssimo calçamento da via. Há cerca de um ano, a rua de paralelepípedos está repleta de elevações e depressões. As pedras saem da posição correta e muitos pedestres tropeçam, chegando a se machucar seriamente. Tais falhas também prejudicam carros e trazem prejuízos aos motoristas.

“O solo estufa e os paralelepípedos ficam tortos. A Prefeitura até vem arrumar, mas depois de um mês, o problema volta”, reclama o aposentado José Furlan, 60 anos. Aproximadamente dois anos atrás, os moradores organizaram um abaixo-assinado pedindo que a Prefeitura trocasse os paralelepípedos por asfalto, mas não obtiveram resposta. A promotora de vendas Maria Helena Furlan, 56 anos, conta que a mãe, de 92 anos, tropeçou nos paralelepípedos e se machucou gravemente. Já o marceneiro Ricardo Daniel Santos, 28, perdeu a conta de quantas vezes teve o carro avariado pelo calçamento.

O DVP (Departamento de Vias Públicas) da Prefeitura de Santo André promete enviar uma equipe à travessa Suzano para verificar as denúncias. Caso sejam constatados os problemas, reparos na via serão incluídos em programação. A administração não falou em possibilidade de asfaltamento. (Supervisão de Adriana Gomes)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;