Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Exército russo utiliza a força para recrutar


Do Diário do Grande ABC

22/06/2000 | 15:07


O exército russo está engrossando suas tropas na Chechênia mediante o recrutamento forçado e ilegal de homens nas ruas ou incorporando indivíduos doentes, segundo denunciou nesta quinta-feira uma organizaçao de defesa dos direitos humanos de Moscou.

O recrutamento, que se realiza duas vezes ao ano, envia homens com idades que variam entre 18 e 27 anos. Desde a ofensiva contra a Chechênia, os recrutas têm sido enviados para a guerra com apenas seis meses de treinamento. Milhares morrem nas frentes de combates, disse Valentina Melnikova, líder do Comitê de Maes dos Soldados.

De acordo com Menikova, o comando militar tem tomado medidas cada vez mais extremas para engrossar o número de suas tropas na república separatista, violando as leis.

``Nao existe leis para eles. Usam a força, a mentira, e ameaçam os jovens e seus pais. Esses sao os métodos para se recrutar``, denunciou Tatyana Kuznetsova, ativista do grupo de Moscou.

Atualmente, o número de recrutas oscila entre 160 mil e 200 mil homens. O exército, no entanto, informou que por causa de uma série de exceçoes o recrutamento só estava sendo capaz de cumprir com 60% da demanda necessária de soldados.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Exército russo utiliza a força para recrutar

Do Diário do Grande ABC

22/06/2000 | 15:07


O exército russo está engrossando suas tropas na Chechênia mediante o recrutamento forçado e ilegal de homens nas ruas ou incorporando indivíduos doentes, segundo denunciou nesta quinta-feira uma organizaçao de defesa dos direitos humanos de Moscou.

O recrutamento, que se realiza duas vezes ao ano, envia homens com idades que variam entre 18 e 27 anos. Desde a ofensiva contra a Chechênia, os recrutas têm sido enviados para a guerra com apenas seis meses de treinamento. Milhares morrem nas frentes de combates, disse Valentina Melnikova, líder do Comitê de Maes dos Soldados.

De acordo com Menikova, o comando militar tem tomado medidas cada vez mais extremas para engrossar o número de suas tropas na república separatista, violando as leis.

``Nao existe leis para eles. Usam a força, a mentira, e ameaçam os jovens e seus pais. Esses sao os métodos para se recrutar``, denunciou Tatyana Kuznetsova, ativista do grupo de Moscou.

Atualmente, o número de recrutas oscila entre 160 mil e 200 mil homens. O exército, no entanto, informou que por causa de uma série de exceçoes o recrutamento só estava sendo capaz de cumprir com 60% da demanda necessária de soldados.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;