Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Técnicos da Receita Federal param na próxima semana


Adriana Mompean
Do Diário do Grande ABC

23/07/2005 | 10:15


Os técnicos da Receita Federal realizam nova paralisação de protesto na próxima semana contra a criação da Super Receita, que irá unir a Secretaria da Receita Federal com a Auditoria Previdenciária, determinada na quinta-feira em Medida Provisória pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os Cacs (Centro de Atendimento ao Contribuinte) e as agências de todo o país abrem na segunda-feira, mas fecharão as portas na terça, quarta e quinta-feira.

"Será inevitável a formação de filas na segunda-feira. Por isso, pedimos que os contribuintes só se dirijam as agências em casos de urgência", afirmou José Henrique Pereira, diretor de comunicação do Sindireceita (Sindicato Nacional dos Técnicos da Receita Federal). Na região, a paralisação atingirá dois Cacs, um em Santo André e outro em São Bernardo, e as agências de São Caetano, Diadema, Mauá e Ribeirão Pires, totalizando 120 servidores.

Os técnicos realizaram nesta semana paralisação de 72 horas, que segundo o Sindireceita atingiu 90% das unidades do país. "Não somos contra o projeto. Só queríamos ter participado das discussões. Não concordamos com a forma que o governo conduziu a criação da Super Receita", afirma Pereira. De acordo com o governo, a medida foi tomada para melhor a fiscalização e arrecadação de impostos no país.

INSS – O comando nacional de greve dos servidores do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) esteve reunido nesta sexta-feira o dia inteiro em Brasília para discutir a proposta feita pelo governo para acabar com a greve da categoria, que nesta sexta-feira completou 51 dias. O prazo para que os grevistas tomassem alguma posição venceu nesta sexta-feira. A reunião não havia terminado até o fechamento desta edição.

O governo ofereceu aos funcionários de carreira do INSS aumento do valor da gratificação de desempenho que varia de 9,66% a 16,9% para os ativos e de 4,98% a 9,35% para os inativos. Para os servidores da Previdência Social, a oferta é de reajuste de 47,11% do passivo trabalhista pelo plano de cargos e salários, que será pago em seis anos, a partir de 2006 com duas parcelas anuais.

Nesta sexta-feira permaneceram fechadas as agências de Santo André, São Caetano, Mauá e Ribeirão Pires – estas unidades só atendem perícias médicas agendadas. As agências de São Bernardo e Diadema prestaram atendimento parcial, com perícias médicas agendadas e pagamentos de benefícios bloqueados.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Técnicos da Receita Federal param na próxima semana

Adriana Mompean
Do Diário do Grande ABC

23/07/2005 | 10:15


Os técnicos da Receita Federal realizam nova paralisação de protesto na próxima semana contra a criação da Super Receita, que irá unir a Secretaria da Receita Federal com a Auditoria Previdenciária, determinada na quinta-feira em Medida Provisória pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os Cacs (Centro de Atendimento ao Contribuinte) e as agências de todo o país abrem na segunda-feira, mas fecharão as portas na terça, quarta e quinta-feira.

"Será inevitável a formação de filas na segunda-feira. Por isso, pedimos que os contribuintes só se dirijam as agências em casos de urgência", afirmou José Henrique Pereira, diretor de comunicação do Sindireceita (Sindicato Nacional dos Técnicos da Receita Federal). Na região, a paralisação atingirá dois Cacs, um em Santo André e outro em São Bernardo, e as agências de São Caetano, Diadema, Mauá e Ribeirão Pires, totalizando 120 servidores.

Os técnicos realizaram nesta semana paralisação de 72 horas, que segundo o Sindireceita atingiu 90% das unidades do país. "Não somos contra o projeto. Só queríamos ter participado das discussões. Não concordamos com a forma que o governo conduziu a criação da Super Receita", afirma Pereira. De acordo com o governo, a medida foi tomada para melhor a fiscalização e arrecadação de impostos no país.

INSS – O comando nacional de greve dos servidores do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) esteve reunido nesta sexta-feira o dia inteiro em Brasília para discutir a proposta feita pelo governo para acabar com a greve da categoria, que nesta sexta-feira completou 51 dias. O prazo para que os grevistas tomassem alguma posição venceu nesta sexta-feira. A reunião não havia terminado até o fechamento desta edição.

O governo ofereceu aos funcionários de carreira do INSS aumento do valor da gratificação de desempenho que varia de 9,66% a 16,9% para os ativos e de 4,98% a 9,35% para os inativos. Para os servidores da Previdência Social, a oferta é de reajuste de 47,11% do passivo trabalhista pelo plano de cargos e salários, que será pago em seis anos, a partir de 2006 com duas parcelas anuais.

Nesta sexta-feira permaneceram fechadas as agências de Santo André, São Caetano, Mauá e Ribeirão Pires – estas unidades só atendem perícias médicas agendadas. As agências de São Bernardo e Diadema prestaram atendimento parcial, com perícias médicas agendadas e pagamentos de benefícios bloqueados.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;