Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Saída da Grécia da zona do euro seria "começo do fim" do bloco, diz Tsipras



19/06/2015 | 06:51


O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, acredita que a eventual saída de seu país da zona do euro seria o começo do fim do bloco.

"A saída da Grécia não pode ser considerada uma opção, nem para os gregos nem para a União Europeia", disse Tsipras, em entrevista publicada hoje pelo jornal austríaco Kurier. "Seria um processo irreversível, seria o começo do fim da zona do euro. Seria muito negativo para os povos da Europa", acrescentou o premiê, segundo a publicação.

A entrevista vem um dia depois de a Grécia não conseguir fechar um acordo sobre seu programa de ajuda com credores internacionais, durante reunião do Eurogrupo, em Luxemburgo. Uma cúpula de líderes da zona do euro foi convocada para segunda-feira (22) para retomar as discussões.

Também ao Kurier, Tsipras disse que o povo grego não consegue lidar com os programas de corte de gastos impostos pelos credores, que incluem a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu (BCE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI). "(Os programas) não foram positivos para a economia...o conceito geral precisa ser mudado", afirmou o primeiro-ministro. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Saída da Grécia da zona do euro seria "começo do fim" do bloco, diz Tsipras


19/06/2015 | 06:51


O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, acredita que a eventual saída de seu país da zona do euro seria o começo do fim do bloco.

"A saída da Grécia não pode ser considerada uma opção, nem para os gregos nem para a União Europeia", disse Tsipras, em entrevista publicada hoje pelo jornal austríaco Kurier. "Seria um processo irreversível, seria o começo do fim da zona do euro. Seria muito negativo para os povos da Europa", acrescentou o premiê, segundo a publicação.

A entrevista vem um dia depois de a Grécia não conseguir fechar um acordo sobre seu programa de ajuda com credores internacionais, durante reunião do Eurogrupo, em Luxemburgo. Uma cúpula de líderes da zona do euro foi convocada para segunda-feira (22) para retomar as discussões.

Também ao Kurier, Tsipras disse que o povo grego não consegue lidar com os programas de corte de gastos impostos pelos credores, que incluem a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu (BCE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI). "(Os programas) não foram positivos para a economia...o conceito geral precisa ser mudado", afirmou o primeiro-ministro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;