Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Alex Manente questiona BNDES sobre crédito à Mercedes

Deputado quer esclarecimento sobre contrato com a montadora, por causa de demissões


Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

19/06/2015 | 07:00


Com o objetivo de obter esclarecimentos sobre o contrato de financiamento de R$ 1,2 bilhão firmado pelo BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) em 2010 com a Mercedes-Benz, o deputado federal Alex Manente (PPS), de São Bernardo, entrou nesta semana com requerimento na Câmara dos Deputados. Na época, a montadora havia divulgado que a ampliação de capacidade fabril em São Bernardo, que seria feita com parte desse dinheiro, levaria à geração de 1.900 empregos na região.

Alex quer saber qual a garantia que existia no contrato para a manutenção dos postos de trabalho. Ele acrescenta que não é justo que uma empresa receba recursos públicos e promova demissões. “Queremos detalhar o que ficou comprometido com a Mercedes-Benz”, diz. A expectativa de geração de vagas, ele assinala, levou funcionários da montadora a questionar se o contrato foi cumprido e se os empregos prometidos foram efetivamente criados. Isso porque a empresa, em maio, anunciou o desligamento 500 pessoas da fábrica de São Bernardo. Questionada pela equipe do Diário, a companhia respondeu, por meio de nota, que as demissões da Mercedes-Benz são decorrentes da forte queda de vendas de veículos comerciais no mercado brasileiro. “Não têm relação com os investimentos citados”, informa.

Por sua vez, o BNDES diz que sua missão é financiar projetos que permitam a manutenção e estimulem a geração de novos empregos no País, mas cada empresa possui sua dinâmica própria e podem ocorrer situações em que ela decida realizar demissões. “Em nenhum momento, entretanto, a ação do BNDES colabora para intensificar esse movimento, pelo contrário.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Alex Manente questiona BNDES sobre crédito à Mercedes

Deputado quer esclarecimento sobre contrato com a montadora, por causa de demissões

Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

19/06/2015 | 07:00


Com o objetivo de obter esclarecimentos sobre o contrato de financiamento de R$ 1,2 bilhão firmado pelo BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) em 2010 com a Mercedes-Benz, o deputado federal Alex Manente (PPS), de São Bernardo, entrou nesta semana com requerimento na Câmara dos Deputados. Na época, a montadora havia divulgado que a ampliação de capacidade fabril em São Bernardo, que seria feita com parte desse dinheiro, levaria à geração de 1.900 empregos na região.

Alex quer saber qual a garantia que existia no contrato para a manutenção dos postos de trabalho. Ele acrescenta que não é justo que uma empresa receba recursos públicos e promova demissões. “Queremos detalhar o que ficou comprometido com a Mercedes-Benz”, diz. A expectativa de geração de vagas, ele assinala, levou funcionários da montadora a questionar se o contrato foi cumprido e se os empregos prometidos foram efetivamente criados. Isso porque a empresa, em maio, anunciou o desligamento 500 pessoas da fábrica de São Bernardo. Questionada pela equipe do Diário, a companhia respondeu, por meio de nota, que as demissões da Mercedes-Benz são decorrentes da forte queda de vendas de veículos comerciais no mercado brasileiro. “Não têm relação com os investimentos citados”, informa.

Por sua vez, o BNDES diz que sua missão é financiar projetos que permitam a manutenção e estimulem a geração de novos empregos no País, mas cada empresa possui sua dinâmica própria e podem ocorrer situações em que ela decida realizar demissões. “Em nenhum momento, entretanto, a ação do BNDES colabora para intensificar esse movimento, pelo contrário.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;