Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

51 mercadistas atenderão à convocação da Vigilância


Gabriel Batista
Do Diário do Grande ABC

13/01/2006 | 08:21


Dos 65 supermercados e sacolões convocados pela Vigilância Sanitária de Santo André, 51 confirmaram presença na reunião marcada para as 10h desta sexta em que o órgão municipal orientará os estabelecimentos sobre conservação de carnes, frios e congelados. A aula aos mercadistas é necessária, de acordo com a Vigilância, em razão do alto índice de reclamações feitas por consumidores – uma por dia, em média. Entre as lojas convocadas, estão grandes redes como Pão de Açúcar, Extra, Carrefour, Wal-Mart, Compre Bem, O Dia, Coop, Joanin e Sam’s Club.

A reunião ocorrerá na sede da Vigilância, na rua Primeiro de Maio, 127, no Centro. Na semana que vem, o órgão inicia blitze em todas as lojas da cidade, principalmente as que foram chamadas à reunião.

A princípio, a Vigilância Sanitária pretendia chamar apenas os supermercados e pequenos mercados. Nesta quinta, anunciou ter convocado à reunião também os sacolões de Santo André – aumentando assim de 56 para 65 a lista dos estabelecimentos notificados. De acordo com o órgão, pelo menos mais cinco lojas devem confirmar presença nesta sexta.

O discurso da Vigilância continua a ser o de endurecer a conduta com relação aos supermercados e sacolões. As lojas que faltarem à reunião desta sexta, que na verdade será uma aula de armazenamento de alimentos, terão prioridade nas blitze do órgão. “Vamos deixar claro nossa preocupação e nosso papel de fiscalizadores na reunião de amanhã (sexta). O estabelecimento do qual o técnico ou o responsável não comparecer vai ser vistoriado imediatamente, assim que começar a blitz”, disse nesta quinta a gerente da Vigilância Sanitária de Santo André, Sônia Oliveira Barbosa.

A preocupação do órgão se acentuou com a prisão de três gerentes da loja do Wal-Mart na avenida dos Estados na segunda-feira passada, quando a Polícia Civil apreendeu 1.080 produtos alimentícios em condições irregulares no estabelecimento. Os gerentes pagaram fiança e foram liberados em seguida, porém, responderão a processo por crime contra a relação de consumo.

 


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;