Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Cantora é morta ao tentar fugir de assaltantes no RJ


Do Diário do Grande ABC

25/06/2000 | 15:20


A cantora Inês Vanderley Medeiros, 27 anos, foi assassinada na noite de sábado ao tentar escapar de um assalto, na Vila da Penha, Zona Norte do Rio. Testemunhas contaram que dois homens em um automóvel Polo roubado emparelharam junto ao Gol de Inês para roubar o veículo. Ela teria acelerado o carro, sendo morta em seguida com dois tiros de pistola na cabeça. Os bandidos fugiram em seguida, sem levar o Gol.

Inês havia deixado o namorado e uma amiga numa festa, na Rua Apia. Ela estava indo buscar músicos da banda In, da qual era vocalista, para retornar à festa - onde o grupo deveria se apresentar -, quando foi abordada pelos bandidos. Ela morreu na hora.

Policiais informaram que o veículo ocupado pelos criminosos já havia furado blitze montadas pela PM no mesmo dia. Os bandidos tentaram roubar o carro de Inês para se livrar do Polo, acreditam os policiais.

O carro fora dado de presente a Inês havia 15 dias, pelo pai, Jonas Furtado de Medeiros, que é dono de concessionária Jonas Car Veículos Ltda, localizada na zona norte da cidade. O empresário e a mulher, Matilde Wanderlei, se disseram chocados com o crime. "Ela era nossa única filha mulher", disse Medeiros. "Desde os 8 anos era apaixonada por música e ultimamente me ajudava bastante na loja."

A cantora, que se apresentava cantando MPB e rock em shows e festas, trabalhava durante o dia na contabilidade da concessionária. O sepultamento do corpo de Inês, que iria completar 28 anos na semana que vem, foi marcado para as 16h30 deste domingo, no cemitério do Cacuia, na Ilha do Governador (Zona Norte).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cantora é morta ao tentar fugir de assaltantes no RJ

Do Diário do Grande ABC

25/06/2000 | 15:20


A cantora Inês Vanderley Medeiros, 27 anos, foi assassinada na noite de sábado ao tentar escapar de um assalto, na Vila da Penha, Zona Norte do Rio. Testemunhas contaram que dois homens em um automóvel Polo roubado emparelharam junto ao Gol de Inês para roubar o veículo. Ela teria acelerado o carro, sendo morta em seguida com dois tiros de pistola na cabeça. Os bandidos fugiram em seguida, sem levar o Gol.

Inês havia deixado o namorado e uma amiga numa festa, na Rua Apia. Ela estava indo buscar músicos da banda In, da qual era vocalista, para retornar à festa - onde o grupo deveria se apresentar -, quando foi abordada pelos bandidos. Ela morreu na hora.

Policiais informaram que o veículo ocupado pelos criminosos já havia furado blitze montadas pela PM no mesmo dia. Os bandidos tentaram roubar o carro de Inês para se livrar do Polo, acreditam os policiais.

O carro fora dado de presente a Inês havia 15 dias, pelo pai, Jonas Furtado de Medeiros, que é dono de concessionária Jonas Car Veículos Ltda, localizada na zona norte da cidade. O empresário e a mulher, Matilde Wanderlei, se disseram chocados com o crime. "Ela era nossa única filha mulher", disse Medeiros. "Desde os 8 anos era apaixonada por música e ultimamente me ajudava bastante na loja."

A cantora, que se apresentava cantando MPB e rock em shows e festas, trabalhava durante o dia na contabilidade da concessionária. O sepultamento do corpo de Inês, que iria completar 28 anos na semana que vem, foi marcado para as 16h30 deste domingo, no cemitério do Cacuia, na Ilha do Governador (Zona Norte).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;