Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Juiz indiano que pediu a prisão de Richard Gere é transferido


Das Agências

04/05/2007 | 17:12


Dinesh Gupta, o juiz indiano que emitiu um mandato de prisão para o ator norte-americano Richard Gere por ter beijado a atriz indiana Shilpa Shetty na bochecha publicamente, foi transferido nesta sexta-feira.

Segundo a agência Ansa, com base em informações publicadas no jornal indiano Times of India, o juiz foi transferido da cidade de Jaipur para Kishangarh. Ele emitiu o mandato contra o ator norte-americano julgando o abraço e o beijo na estrela de Bollywood muito eróticos e ofensivos para a moral indiana, após a denúncia de uma cidadã de Jaipur.

Porém, muitas pessoas consideraram a decisão excessiva, sobretudo depois de Gere ter declarado não ter intenções de ofender a moral indiana.

A atriz Shilpa Shetty defendeu Gere declarando que "a reação das pessoas ao beijo de Gere, o próprio mandato do juiz, foi a de uma minoria fanática e não reflete os sentimentos da maior parte dos indianos. Me entristece que esta seja a percepção que o Ocidente tem da Índia", disse Shilpa.

"O que o Ocidente viu até agora não é a Índia moderna. Hoje na Índia existe o divórcio, os adultérios, tem tudo aquilo que há no Ocidente", continuou. No dia seguinte ao beijo de Gere muitos indianos protestaram falando de obscenidade e de ofensa à moral indiana. Centenas de pessoas foram à praça queimando imagens do ator e de Shilpa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Juiz indiano que pediu a prisão de Richard Gere é transferido

Das Agências

04/05/2007 | 17:12


Dinesh Gupta, o juiz indiano que emitiu um mandato de prisão para o ator norte-americano Richard Gere por ter beijado a atriz indiana Shilpa Shetty na bochecha publicamente, foi transferido nesta sexta-feira.

Segundo a agência Ansa, com base em informações publicadas no jornal indiano Times of India, o juiz foi transferido da cidade de Jaipur para Kishangarh. Ele emitiu o mandato contra o ator norte-americano julgando o abraço e o beijo na estrela de Bollywood muito eróticos e ofensivos para a moral indiana, após a denúncia de uma cidadã de Jaipur.

Porém, muitas pessoas consideraram a decisão excessiva, sobretudo depois de Gere ter declarado não ter intenções de ofender a moral indiana.

A atriz Shilpa Shetty defendeu Gere declarando que "a reação das pessoas ao beijo de Gere, o próprio mandato do juiz, foi a de uma minoria fanática e não reflete os sentimentos da maior parte dos indianos. Me entristece que esta seja a percepção que o Ocidente tem da Índia", disse Shilpa.

"O que o Ocidente viu até agora não é a Índia moderna. Hoje na Índia existe o divórcio, os adultérios, tem tudo aquilo que há no Ocidente", continuou. No dia seguinte ao beijo de Gere muitos indianos protestaram falando de obscenidade e de ofensa à moral indiana. Centenas de pessoas foram à praça queimando imagens do ator e de Shilpa.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;