Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Festival de Berlim abre com filme sobre crise econômica



05/02/2009 | 07:00


No ano passado, os caminhos de ambos cruzaram-se no Festival de Berlim. O diretor Costa-Gavras presidia o júri que outorgou o Urso de Ouro ao filme brasileiro Tropa de Elite, de José Padilha. A atriz Tilda Swinton participava da competição com Júlia, com direção do francês Erick Zonca, que integrava a competição. Neste ano, as posições invertem-se, ou quase. Tilda agora preside o júri, mas não terá de julgar o filme de Costa-Gavras, que fará o encerramento da 59ª Berlinale. Éden à L'Ouest será exibido, fora de concurso, dia 15. O próprio Padilha estará de volta, mas desta vez na seção paralela Panorama Dokument, que vai exibir seu documentário sobre a fome no Brasil (e no mundo), Garapa.

 Com Cannes e Veneza, Berlim integra a trinca dos maiores festivais de cinema do mundo. E é o primeiro a realizar-se, todo ano, em pleno inverno europeu, quase sempre sob muito frio e muita neve. A paisagem está pronta para o festival que começa hoje, apresentando, fora de concurso, o thriller The International, do diretor alemão Tom Tykwer. O filme trata de dupla de agentes que investiga as atividades supranacionais de um banco.

 Segundo o diretor artístico Dieter Kosslick, The International vai iniciar a Berlinale de 2009 sob o signo da atualidade. Com a economia mundial tentando juntar os cacos da crise do ano passado, eis aí um filme que discute o capitalismo como apátrida e todo-poderoso - tão poderoso que o tal banco pode eliminar concorrentes e clientes indesejáveis, sem que nada disso afete a paz e credibilidade de sua cúpula.

 Cerca de 19 mil profissionais de 120 países, incluindo 4.000 jornalistas, estarão em Berlim para o festival, que dura 11 dias. Mais de 200 mil ingressos já foram vendidos. Para a mídia, a menina-dos-olhos da programação é a mostra competitiva - 18 filmes foram selecionados para a disputa do Urso de Ouro, mais oito que vão passar fora de concurso na mostra principal.

 Os olhos da imprensa estarão atentos para essa verdadeira parada de grandes filmes internacionais, mas nenhum jornalista que se preze quererá perder as duas mostras paralelas. O Forum é o território por excelência da experimentação e Panorama concentra o maior número de produções independentes e filmes considerados de arte. É nela que estão os únicos filmes brasileiros da seleção oficial - o já citado Garapa, e a ficção Vingança, de Paulo Pons.

 Grandes diretores e diretores consagrados, premiados em festivais como Cannes, Veneza e até Berlim concorrem ao Urso de Ouro. Stephen Frears, com Chéri, uma adaptação do romance de Colette, interpretada por Michelle Pfeiffer; I'n the Electric Mist", thriller norte-americano, filmado em Louisiana, de Bertrand Tavernier, com Tommy Lee Jones; e Lanfang, de Chen Kaige.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Festival de Berlim abre com filme sobre crise econômica


05/02/2009 | 07:00


No ano passado, os caminhos de ambos cruzaram-se no Festival de Berlim. O diretor Costa-Gavras presidia o júri que outorgou o Urso de Ouro ao filme brasileiro Tropa de Elite, de José Padilha. A atriz Tilda Swinton participava da competição com Júlia, com direção do francês Erick Zonca, que integrava a competição. Neste ano, as posições invertem-se, ou quase. Tilda agora preside o júri, mas não terá de julgar o filme de Costa-Gavras, que fará o encerramento da 59ª Berlinale. Éden à L'Ouest será exibido, fora de concurso, dia 15. O próprio Padilha estará de volta, mas desta vez na seção paralela Panorama Dokument, que vai exibir seu documentário sobre a fome no Brasil (e no mundo), Garapa.

 Com Cannes e Veneza, Berlim integra a trinca dos maiores festivais de cinema do mundo. E é o primeiro a realizar-se, todo ano, em pleno inverno europeu, quase sempre sob muito frio e muita neve. A paisagem está pronta para o festival que começa hoje, apresentando, fora de concurso, o thriller The International, do diretor alemão Tom Tykwer. O filme trata de dupla de agentes que investiga as atividades supranacionais de um banco.

 Segundo o diretor artístico Dieter Kosslick, The International vai iniciar a Berlinale de 2009 sob o signo da atualidade. Com a economia mundial tentando juntar os cacos da crise do ano passado, eis aí um filme que discute o capitalismo como apátrida e todo-poderoso - tão poderoso que o tal banco pode eliminar concorrentes e clientes indesejáveis, sem que nada disso afete a paz e credibilidade de sua cúpula.

 Cerca de 19 mil profissionais de 120 países, incluindo 4.000 jornalistas, estarão em Berlim para o festival, que dura 11 dias. Mais de 200 mil ingressos já foram vendidos. Para a mídia, a menina-dos-olhos da programação é a mostra competitiva - 18 filmes foram selecionados para a disputa do Urso de Ouro, mais oito que vão passar fora de concurso na mostra principal.

 Os olhos da imprensa estarão atentos para essa verdadeira parada de grandes filmes internacionais, mas nenhum jornalista que se preze quererá perder as duas mostras paralelas. O Forum é o território por excelência da experimentação e Panorama concentra o maior número de produções independentes e filmes considerados de arte. É nela que estão os únicos filmes brasileiros da seleção oficial - o já citado Garapa, e a ficção Vingança, de Paulo Pons.

 Grandes diretores e diretores consagrados, premiados em festivais como Cannes, Veneza e até Berlim concorrem ao Urso de Ouro. Stephen Frears, com Chéri, uma adaptação do romance de Colette, interpretada por Michelle Pfeiffer; I'n the Electric Mist", thriller norte-americano, filmado em Louisiana, de Bertrand Tavernier, com Tommy Lee Jones; e Lanfang, de Chen Kaige.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;