Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Maranhão enaltece era Paulo Serra à frente do Consórcio

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeito de Rio Grande retorna à função um ano após ter pedido para se desligar da entidade


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

04/12/2019 | 07:00


O prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (Cidadania), foi eleito ontem presidente do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC para o próximo ano. Ele retorna à função depois de cinco anos – presidiu a entidade em 2015 – e terá como vice o chefe do Executivo de Diadema, Lauro Michels (PV).

Curiosamente, a dupla que vai dirigir a entidade, em 2017 e 2018, encaminhou processo de desligamento do colegiado regional. Lauro cumpriu todas as etapas e efetivamente se desligou do Consórcio – regressou neste ano. Maranhão teve autorização legislativa para o mesmo caminho, mas pediu para retornar ao bloco no período de quarentena – portanto, oficialmente, a cidade não foi tratada como ex-consorciada.

Maranhão sucede o prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), a quem rasgou elogios durante entrevista coletiva. Ele foi eleito por unanimidade pelos presentes à assembleia – estiveram no encontro o prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), e os vice-prefeitos de São Bernardo, Marcelo Lima (PSD), e de Ribeirão Pires, Gabriel Roncon (PTB), além do secretário de Relações Institucionais de Mauá, Carlos Thomaz.

Ao tomar posse como presidente do Consórcio, Maranhão afirmou que manterá maneira de gestão de Paulo Serra e declarou que o maior desafio da entidade regional é vencer a crise econômica “que também atinge todo o País”. “Um dos maiores papéis do Consórcio é a nossa união. O Grande ABC continua sendo essa grande pujança econômica e política, e a união faz com que tenhamos mais força junto ao governo do Estado e ao governo federal para trazer mais benefícios. Na maioria das vezes esse benefício não é individual aos municípios, é benefício coletivo”, disse.

Maranhão elogiou a política de Paulo Serra sobre enxugamento de gastos da entidade e reaglutinação dos municípios. O tucano bancou a redução da contribuição das prefeituras – de 0,17% para 0,15% da receita líquida – e o parcelamento de dívidas das cidades com o Consórcio em até 200 vezes.

Paulo Serra admitiu que o fato de Maranhão e Lauro não estarem diretamente envolvidos na eleição do ano que vem – já foram reeleitos em suas cidades em 2016 – contribuiu para a escolha da dupla.

“Claro que isso ajuda. É ano importante para o Consórcio e, ao mesmo tempo, também para os demais prefeitos em disputas municipais, não dá para ter nenhum tipo de hipocrisia. Eu acho que é um casamento perfeito, os dois prefeitos que não vão estar diretamente ligados ao processo (de eleição), vão poder conduzir esses 30 anos da melhor maneira possível”, declarou Paulo Serra. Em 2020, o Consórcio irá completar 30 anos desde sua fundação, em 1990.

Tucano visita Câmara de Mauá e cita reunificação como feito central

O prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), iniciou ontem, no Legislativo de Mauá, visitação às câmaras da região para realizar prestação de contas de sua gestão à frente do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC.

O tucano falou aos vereadores sobre as mudanças que elaborou na entidade e elegeu a reaglutinação das cidades no Consórcio como principal legado que deixará como presidente da entidade. “Eu acredito que o mais forte é a reunificação (dos municípios que participam do colegiado). A questão da diminuição do custo demos continuidade ao presidente anterior, que já vinha trabalhando nesse sentido (Paulo Serra herdou a vaga de Orlando Morando, do PSDB, prefeito de São Bernardo). A primeira grande conquista foi a reunificação”, alegou.

Na Câmara, prefeito teve sua gestão elogiada pelos vereadores de Mauá e também pôde responder questionamentos dos parlamentares acerca de como funciona o Consórcio. Hoje, o prefeito Paulo Serra visita o Legislativo de Rio Grande da Serra, às 19h30. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Maranhão enaltece era Paulo Serra à frente do Consórcio

Prefeito de Rio Grande retorna à função um ano após ter pedido para se desligar da entidade

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

04/12/2019 | 07:00


O prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (Cidadania), foi eleito ontem presidente do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC para o próximo ano. Ele retorna à função depois de cinco anos – presidiu a entidade em 2015 – e terá como vice o chefe do Executivo de Diadema, Lauro Michels (PV).

Curiosamente, a dupla que vai dirigir a entidade, em 2017 e 2018, encaminhou processo de desligamento do colegiado regional. Lauro cumpriu todas as etapas e efetivamente se desligou do Consórcio – regressou neste ano. Maranhão teve autorização legislativa para o mesmo caminho, mas pediu para retornar ao bloco no período de quarentena – portanto, oficialmente, a cidade não foi tratada como ex-consorciada.

Maranhão sucede o prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), a quem rasgou elogios durante entrevista coletiva. Ele foi eleito por unanimidade pelos presentes à assembleia – estiveram no encontro o prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), e os vice-prefeitos de São Bernardo, Marcelo Lima (PSD), e de Ribeirão Pires, Gabriel Roncon (PTB), além do secretário de Relações Institucionais de Mauá, Carlos Thomaz.

Ao tomar posse como presidente do Consórcio, Maranhão afirmou que manterá maneira de gestão de Paulo Serra e declarou que o maior desafio da entidade regional é vencer a crise econômica “que também atinge todo o País”. “Um dos maiores papéis do Consórcio é a nossa união. O Grande ABC continua sendo essa grande pujança econômica e política, e a união faz com que tenhamos mais força junto ao governo do Estado e ao governo federal para trazer mais benefícios. Na maioria das vezes esse benefício não é individual aos municípios, é benefício coletivo”, disse.

Maranhão elogiou a política de Paulo Serra sobre enxugamento de gastos da entidade e reaglutinação dos municípios. O tucano bancou a redução da contribuição das prefeituras – de 0,17% para 0,15% da receita líquida – e o parcelamento de dívidas das cidades com o Consórcio em até 200 vezes.

Paulo Serra admitiu que o fato de Maranhão e Lauro não estarem diretamente envolvidos na eleição do ano que vem – já foram reeleitos em suas cidades em 2016 – contribuiu para a escolha da dupla.

“Claro que isso ajuda. É ano importante para o Consórcio e, ao mesmo tempo, também para os demais prefeitos em disputas municipais, não dá para ter nenhum tipo de hipocrisia. Eu acho que é um casamento perfeito, os dois prefeitos que não vão estar diretamente ligados ao processo (de eleição), vão poder conduzir esses 30 anos da melhor maneira possível”, declarou Paulo Serra. Em 2020, o Consórcio irá completar 30 anos desde sua fundação, em 1990.

Tucano visita Câmara de Mauá e cita reunificação como feito central

O prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), iniciou ontem, no Legislativo de Mauá, visitação às câmaras da região para realizar prestação de contas de sua gestão à frente do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC.

O tucano falou aos vereadores sobre as mudanças que elaborou na entidade e elegeu a reaglutinação das cidades no Consórcio como principal legado que deixará como presidente da entidade. “Eu acredito que o mais forte é a reunificação (dos municípios que participam do colegiado). A questão da diminuição do custo demos continuidade ao presidente anterior, que já vinha trabalhando nesse sentido (Paulo Serra herdou a vaga de Orlando Morando, do PSDB, prefeito de São Bernardo). A primeira grande conquista foi a reunificação”, alegou.

Na Câmara, prefeito teve sua gestão elogiada pelos vereadores de Mauá e também pôde responder questionamentos dos parlamentares acerca de como funciona o Consórcio. Hoje, o prefeito Paulo Serra visita o Legislativo de Rio Grande da Serra, às 19h30. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;