Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 19 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Policial militar é vítima de latrocínio no bairro Sacadura Cabral

André Henriques/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Rodrigo Vieira dos Santos, 40 anos, seguia para o trabalho quando foi abordado por dois criminosos


Juliana Stern

09/05/2018 | 07:00


O cabo da PM (Polícia Militar) Rodrigo Vieira dos Santos, 40 anos, foi morto na madrugada de ontem, vítima de latrocínio, no bairro Sacadura Cabral, em Santo André. O morador de Ribeirão Pires seguia de moto para o trabalho, a 2ª Companhia do 24º Batalhão, no bairro Piraporinha, em Diadema, quando foi abordado por dois indivíduos. O policial teria reagido ao assalto e, durante tiroteio, foi alvejado por três disparos de arma de fogo. Os criminosos fugiram.

Durante todo o dia de ontem, a comunidade da favela Sacadura Cabral foi alvo de ação das polícias Civil e Militar. No total, pelo menos 20 viaturas rodaram pelas ruas do bairro na tentativa de adquirir alguma informação sobre os dois suspeitos, flagrados por câmeras de trânsito. “Estaremos aqui diariamente até conseguirmos alguma informação. A ideia é saturar o lugar, fazer o máximo de abordagens e divulgar a linha 181 para denúncias anônimas”, informou o investigador-chefe do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos), Marcos Medina.

Com a operação intensiva os moradores da vila ficam apreensivos. Nenhum dos comércios locais abriu as portas, amedrontados pela possibilidade de sofrer represálias por parte de criminosos que atuam na comunidade. “O crime está tão enraizado aqui dentro que faz com que a comunidade não colabore com a gente. É difícil conseguir alguma coisa”, afirma Medina.

O crime aconteceu por volta das 5h, na alça de acesso que liga o Viaduto Luiz Meira à Avenida Prestes Maia, sentido São Bernardo. Os criminosos anunciaram o assalto na tentativa de roubar a moto do policial, no entanto, após o tiroteio, fugiram levando a arma de Santos e seus pertences. Segundo colegas, o policial teria comprado a motocicleta, uma Yamaha branca, na semana anterior.

Nos três primeiros meses do ano, o Grande ABC registrou quatro latrocínios – dois em São Bernardo, um em Santo André e um em Diadema, conforme a SSP (Secretaria da Segurança Pública) do Estado.

Homem é preso ao tentar furtar sepultura

Equipe da GCM (Guarda Civil Municipal) de Santo André efetuou a prisão de um indivíduo, na madrugada de ontem, durante tentativa de furto de sepulturas no Cemitério Camilópolis, situado na Praça Camilo Pedutti.

De acordo com a corporação municipal, os guardas da segunda classe Félix, e da terceira classe Conrado seguiam em patrulhamento pela área do 2º Subdistrito andreense, por volta das 3h, quando avistaram uma movimentação atípica no interior da necrópole. Ao se aproximarem, localizaram Carlos Eduardo Ramos, 39 anos, na tentativa de furtar itens de sepulturas localizadas na quadra sete do cemitério.

Após exarada voz de prisão, o autor do crime foi conduzido ao 2º DP (Camilópolis), onde o criminoso foi autuado em flagrante delito. Ramos permanece à disposição da Justiça.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Policial militar é vítima de latrocínio no bairro Sacadura Cabral

Rodrigo Vieira dos Santos, 40 anos, seguia para o trabalho quando foi abordado por dois criminosos

Juliana Stern

09/05/2018 | 07:00


O cabo da PM (Polícia Militar) Rodrigo Vieira dos Santos, 40 anos, foi morto na madrugada de ontem, vítima de latrocínio, no bairro Sacadura Cabral, em Santo André. O morador de Ribeirão Pires seguia de moto para o trabalho, a 2ª Companhia do 24º Batalhão, no bairro Piraporinha, em Diadema, quando foi abordado por dois indivíduos. O policial teria reagido ao assalto e, durante tiroteio, foi alvejado por três disparos de arma de fogo. Os criminosos fugiram.

Durante todo o dia de ontem, a comunidade da favela Sacadura Cabral foi alvo de ação das polícias Civil e Militar. No total, pelo menos 20 viaturas rodaram pelas ruas do bairro na tentativa de adquirir alguma informação sobre os dois suspeitos, flagrados por câmeras de trânsito. “Estaremos aqui diariamente até conseguirmos alguma informação. A ideia é saturar o lugar, fazer o máximo de abordagens e divulgar a linha 181 para denúncias anônimas”, informou o investigador-chefe do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos), Marcos Medina.

Com a operação intensiva os moradores da vila ficam apreensivos. Nenhum dos comércios locais abriu as portas, amedrontados pela possibilidade de sofrer represálias por parte de criminosos que atuam na comunidade. “O crime está tão enraizado aqui dentro que faz com que a comunidade não colabore com a gente. É difícil conseguir alguma coisa”, afirma Medina.

O crime aconteceu por volta das 5h, na alça de acesso que liga o Viaduto Luiz Meira à Avenida Prestes Maia, sentido São Bernardo. Os criminosos anunciaram o assalto na tentativa de roubar a moto do policial, no entanto, após o tiroteio, fugiram levando a arma de Santos e seus pertences. Segundo colegas, o policial teria comprado a motocicleta, uma Yamaha branca, na semana anterior.

Nos três primeiros meses do ano, o Grande ABC registrou quatro latrocínios – dois em São Bernardo, um em Santo André e um em Diadema, conforme a SSP (Secretaria da Segurança Pública) do Estado.

Homem é preso ao tentar furtar sepultura

Equipe da GCM (Guarda Civil Municipal) de Santo André efetuou a prisão de um indivíduo, na madrugada de ontem, durante tentativa de furto de sepulturas no Cemitério Camilópolis, situado na Praça Camilo Pedutti.

De acordo com a corporação municipal, os guardas da segunda classe Félix, e da terceira classe Conrado seguiam em patrulhamento pela área do 2º Subdistrito andreense, por volta das 3h, quando avistaram uma movimentação atípica no interior da necrópole. Ao se aproximarem, localizaram Carlos Eduardo Ramos, 39 anos, na tentativa de furtar itens de sepulturas localizadas na quadra sete do cemitério.

Após exarada voz de prisão, o autor do crime foi conduzido ao 2º DP (Camilópolis), onde o criminoso foi autuado em flagrante delito. Ramos permanece à disposição da Justiça.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;