Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 19 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

População quer horta em terreno tomado por mato

Nario Barbosa/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Área da AES Eletropaulo, na Rua dos Aliados, concentra lixo e vazamento de esgoto


Bianca Barbosa

09/05/2018 | 07:00


A comunidade da Vila Nova Baeta, no bairro Baeta Neves, em São Bernardo, tem plano de construir horta em terreno localizado na Rua dos Aliados, área pertencente à AES Eletropaulo. Entretanto, o projeto esbarra nas condições atuais do terreno que, além de estar tomado por lixo e entulho, concentra vazamento de esgoto há pelo menos nove meses. Ao invés de verduras, moradores têm de conviver com insetos, ratos e mau cheiro.

Com filhos pequenos, a dona de casa Tamires Cristine Ferreira, 27 anos, se preocupa com a saúde das crianças. “Tem gente que não pode nem abrir a janela, que já entra um monte de moscas e bichos dentro de casa. Os meus filhos brincam aqui na rua, os cachorros também”, relata. 

Outra moradora, a diarista Anezia Cândido da Silva, 52, conta que o vazamento de esgoto impede a implementação da horta. “No terreno de cima (área próxima localizada em rua paralela), as pessoas fizeram a horta, mas lá não tem esgoto jorrando. Moro aqui há 18 anos, poucas vezes a AES Eletropaulo veio cuidar deste lugar.”

Segundo o autônomo Rubens José Teodoro, 53, que mora ao lado do terreno, o esgoto está infiltrando nas casas ao redor, por não ter saída. “Já fizemos várias solicitações, mas fica essa briga entre os dois grandes (Eletropaulo e Sabesp), enquanto nós, que somos pequenos, sofremos com essa situação”, critica. 

OUTRO LADO

Questionada, a AES Eletropaulo informou que “realiza regularmente cortes da vegetação na área -- sendo o último serviço efetuado em 9 de abril” e que direcionará equipe para verificar as condições do local. Segundo a empresa, interessados em solicitar contrato de comodato para cultivo de hortas rasteiras devem encaminhar um e-mail para o endereço hortas@eletropaulo.com.br, informando seus dados pessoais e o endereço completo do terreno de interesse. A disponibilidade e o procedimento serão esclarecidos pontualmente ao solicitante.

Já a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) destacou ter aberto protocolo junto à AES Eletropaulo solicitando a autorização para fazer a manutenção na rede de esgoto na Rua dos Aliados, no bairro Baeta Neves, em São Bernardo.

A Prefeitura de São Bernardo, por meio da Secretaria de Serviços Urbanos, ressaltou que vistoriou o referido local e constatou que a AES Eletropaulo atendeu à notificação de limpeza no ano de 2018, porém a empresa foi novamente notificada para a retirada de entulho. Com relação ao esgoto, a administração municipal observou que “a concessionária Sabesp foi notificada para, junto à AES Eletropaulo, interceder por uma solução”. O Centro de Controle de Zoonoses também foi acionado para atuar contra a infestação de insetos. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

População quer horta em terreno tomado por mato

Área da AES Eletropaulo, na Rua dos Aliados, concentra lixo e vazamento de esgoto

Bianca Barbosa

09/05/2018 | 07:00


A comunidade da Vila Nova Baeta, no bairro Baeta Neves, em São Bernardo, tem plano de construir horta em terreno localizado na Rua dos Aliados, área pertencente à AES Eletropaulo. Entretanto, o projeto esbarra nas condições atuais do terreno que, além de estar tomado por lixo e entulho, concentra vazamento de esgoto há pelo menos nove meses. Ao invés de verduras, moradores têm de conviver com insetos, ratos e mau cheiro.

Com filhos pequenos, a dona de casa Tamires Cristine Ferreira, 27 anos, se preocupa com a saúde das crianças. “Tem gente que não pode nem abrir a janela, que já entra um monte de moscas e bichos dentro de casa. Os meus filhos brincam aqui na rua, os cachorros também”, relata. 

Outra moradora, a diarista Anezia Cândido da Silva, 52, conta que o vazamento de esgoto impede a implementação da horta. “No terreno de cima (área próxima localizada em rua paralela), as pessoas fizeram a horta, mas lá não tem esgoto jorrando. Moro aqui há 18 anos, poucas vezes a AES Eletropaulo veio cuidar deste lugar.”

Segundo o autônomo Rubens José Teodoro, 53, que mora ao lado do terreno, o esgoto está infiltrando nas casas ao redor, por não ter saída. “Já fizemos várias solicitações, mas fica essa briga entre os dois grandes (Eletropaulo e Sabesp), enquanto nós, que somos pequenos, sofremos com essa situação”, critica. 

OUTRO LADO

Questionada, a AES Eletropaulo informou que “realiza regularmente cortes da vegetação na área -- sendo o último serviço efetuado em 9 de abril” e que direcionará equipe para verificar as condições do local. Segundo a empresa, interessados em solicitar contrato de comodato para cultivo de hortas rasteiras devem encaminhar um e-mail para o endereço hortas@eletropaulo.com.br, informando seus dados pessoais e o endereço completo do terreno de interesse. A disponibilidade e o procedimento serão esclarecidos pontualmente ao solicitante.

Já a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) destacou ter aberto protocolo junto à AES Eletropaulo solicitando a autorização para fazer a manutenção na rede de esgoto na Rua dos Aliados, no bairro Baeta Neves, em São Bernardo.

A Prefeitura de São Bernardo, por meio da Secretaria de Serviços Urbanos, ressaltou que vistoriou o referido local e constatou que a AES Eletropaulo atendeu à notificação de limpeza no ano de 2018, porém a empresa foi novamente notificada para a retirada de entulho. Com relação ao esgoto, a administração municipal observou que “a concessionária Sabesp foi notificada para, junto à AES Eletropaulo, interceder por uma solução”. O Centro de Controle de Zoonoses também foi acionado para atuar contra a infestação de insetos. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;