Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Aluguel de imóveis residenciais recua 0,29% em setembro, diz Fipezap

Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


17/10/2017 | 08:28


O preço médio de locação dos imóveis no Brasil teve uma queda de 0,29% em setembro, na comparação com agosto, em termos nominais. Nos últimos 12 meses, houve um recuo de 0,66%. Além disso, foi registrada uma diminuição de 0,29% nos valores entre agosto e setembro de 2017. Já o valor médio do aluguel de imóveis foi de R$ 28,36 por metro quadrado no País.

As informações são de pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) com base nos anúncios do site Zap Imóveis, o Índice FipeZap. Os dados são de 15 cidades e os cálculos são feitos com base em novos contratos, sem considerar a correção dos aluguéis nos contratos vigentes.

Em setembro, os locais com maior aumento de preço ante agosto foram Recife (+0,97%), Curitiba (+0,91%) e São Bernardo do Campo (+0,41%), em contrapartida à média nacional. Rio de Janeiro (-1,31%), Florianópolis (-1,23%) e Niterói (-1,10%) registraram a maior variação no índice, que teve queda real de 2,11% no ano, frente à inflação de 1,78% no período.

Considerando os últimos 12 meses, as cidades que apresentaram maior queda foram Rio de Janeiro (-7,74%), Campinas (-4,55%) e Porto Alegre (-1,43%). Em compensação, Distrito Federal (+3,47%), Recife (+3,23%) e São Bernardo do Campo (+3,07%) tiveram as maiores altas. Levando em conta a inflação de 2,54% registrada no período, a queda real nos preços foi de 3,12% no Brasil.

Por fim, São Paulo é a cidade com o maior valor médio por metro quadrado do País, com R$ 35,68, seguida por Rio de Janeiro (R$ 32,49) e Distrito Federal (R$ 29,80). Já entre as cidades com o valor mais barato estão Goiânia (R$ 14,85), Fortaleza (R$ 16,24) e Curitiba (R$ 16,64).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aluguel de imóveis residenciais recua 0,29% em setembro, diz Fipezap


17/10/2017 | 08:28


O preço médio de locação dos imóveis no Brasil teve uma queda de 0,29% em setembro, na comparação com agosto, em termos nominais. Nos últimos 12 meses, houve um recuo de 0,66%. Além disso, foi registrada uma diminuição de 0,29% nos valores entre agosto e setembro de 2017. Já o valor médio do aluguel de imóveis foi de R$ 28,36 por metro quadrado no País.

As informações são de pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) com base nos anúncios do site Zap Imóveis, o Índice FipeZap. Os dados são de 15 cidades e os cálculos são feitos com base em novos contratos, sem considerar a correção dos aluguéis nos contratos vigentes.

Em setembro, os locais com maior aumento de preço ante agosto foram Recife (+0,97%), Curitiba (+0,91%) e São Bernardo do Campo (+0,41%), em contrapartida à média nacional. Rio de Janeiro (-1,31%), Florianópolis (-1,23%) e Niterói (-1,10%) registraram a maior variação no índice, que teve queda real de 2,11% no ano, frente à inflação de 1,78% no período.

Considerando os últimos 12 meses, as cidades que apresentaram maior queda foram Rio de Janeiro (-7,74%), Campinas (-4,55%) e Porto Alegre (-1,43%). Em compensação, Distrito Federal (+3,47%), Recife (+3,23%) e São Bernardo do Campo (+3,07%) tiveram as maiores altas. Levando em conta a inflação de 2,54% registrada no período, a queda real nos preços foi de 3,12% no Brasil.

Por fim, São Paulo é a cidade com o maior valor médio por metro quadrado do País, com R$ 35,68, seguida por Rio de Janeiro (R$ 32,49) e Distrito Federal (R$ 29,80). Já entre as cidades com o valor mais barato estão Goiânia (R$ 14,85), Fortaleza (R$ 16,24) e Curitiba (R$ 16,64).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;