Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 25 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Jogo aéreo do Paysandu elimina Palmeiras da Copa dos Campeões


Do Diário OnLine

28/07/2002 | 18:00


O 'Papão da Curuzu' mostrou sua força no Mangueirão e surpreendeu o favorito Palmeiras. De virada, o Paysandu venceu o alviverde paulistano por 3 a 1, neste domingo, em Belém (Pará), e avançou à decisão da Copa dos Campeões. O adversário do time paraense será o Cruzeiro, que eliminou o Flamengo. Nenê abriu o placar para o Palmeiras; Wandic, Trindade e Albertinho garantiram a reação dos donos da casa.

O resultado deste domingo derrubou duas invencibilidades na equipe paulista. O Palmeiras vinha invicto na Copa dos Campeões, e o goleiro Marcos estava sem sofrer um gol desde o jogo Brasil 2 x 1 Inglaterra, pelas quartas-de-final da Copa do Mundo. Uma supremacia de São Paulo na competição também caiu com a vitória do Paysandu: pela primeira vez, a Copa dos Campeões não contará com um time paulista na final (Palmeiras, em 2000, e São Paulo, em 2001, decidiram o torneio).

O público paraense confirmou o prognóstico que os palmeirenses fizeram durante toda a semana. A torcida do Paysandu lotou o Mangueirão e incentivou a equipe local desde o início. Mas coube ao Palmeiras o domínio da partida durante a primeira etapa. Especialmente graças às descidas do atacante Nenê, o jogador mais perigoso do Palmeiras.

E foi Nenê o responsável pelo gol palmeirense na partida, aos 13 do primeiro tempo. O camisa 11 driblou Marcos e Sérgio pela esquerda e disparou um petardo no ângulo direito do goleiro Marcão, que mal se mexeu.

O gol inverteu o quadro da partida. O Palmeiras se fechou mais atrás e o Paysandu se lançou em busca do empate. A perda de rendimento do alviverde teve o agravante da saída do lateral Leonardo, contundido, o que obrigou a volta de Arce para a ala direita (Magrão entrou para fechar o meio-campo). O time paraense só não empatou ainda no primeiro tempo graças às defesas de Marcos: aos 40, em uma saída arrojada do gol (primeiro com as mãos e depois com os pés), e aos 44, ao colocar para escanteio uma finalização de Jajá.

Mas demorou pouco para o empate do Paysandu chegar. Logo aos 3 do segundo tempo, o lateral Marcos cruzou da direita e Wandic completou de cabeça na entrada da pequena área, superando o goleiro palmeirense. O time paulista quase retomou a frente do placar aos 7, quando Marcão fez duas defesas à queima-roupa, em chutes consecutivos de Muñoz e Diego.

Melhor em campo, o ‘Papão’ virou o placar aos 23. Luiz Fernando alçou a bola na grande área em cobrança de falta pela esquerda e Trindade se antecipou com precisão ao goleiro Marcos para completar de cabeça. Paysandu 2 a 1.

O Palmeiras voltou a se lançar ao ataque depois de amargar a virada. Foi a hora de o goleiro Marcão, do Paysandu, brilhar. Mesmo pressionado, o time paraense manteve o equilíbrio e matou a partida já nos descontos. Aos 47, numa linda trama de ataque do 'Papão', Sandro cruzou na área para Jajá, que ajeitou para Albertinho se livrar da marcação e finalizar no canto de Marcos.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;