Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Moradores reclamam de obras da Sabesp em rua

Trânsito intenso de caminhões pesados prejudica estrutura das casas


Lukas Kenji
Especial para o Diário

01/02/2012 | 07:00


Obra da Sabesp no bairro Ferrazópolis, em São Bernardo, tem causado dor de cabeça a quem mora na Rua Ministro Adaucto Cardoso. Rachaduras apareceram e comprometem a estrutura de casas e calçadas.

Os danos deixam preocupada a auxiliar de enfermagem Valdira Bezerra de Oliveira, 64 anos, que mora há 40 na mesma casa e diz que nunca teve problemas. "Na rua sempre passaram caminhões e ônibus, carros pesados e nada aconteceu. A dor de cabeça só começou depois dessas obras." A moradora afirma ainda que um funcionário que trabalha no local foi averiguar a situação do imóvel e responsabilizou a estrutura pelo ocorrido.

Além de entrar na casa, os estragos feitos pela obra danificaram as ruas e as calçadas. "Meu carro está o dia inteiro fora de casa porque não dá para entrar com ele na garagem. Eles quebraram tudo aqui em frente e não quero que meu carro fique parado em um buraco", completa Valdira.

A Defesa Civíl já foi ao local e descartou a possibilidade de as casas terem suas estruturas comprometidas de forma mais intensa, mas se prontificou a voltar à rua, caso mais danos sejam feitos.

A Sabesp não informou o motivo das obras nem ao menos o prazo de conclusão. A companhia afirmou que vai averiguar a reclamação dos moradores para saber se os estragos na rua foram causados pelas intervenções na via, e que pode indenizar as famílias dependendo da apuração. O morador afetado deve ligar para o número 195 para que sua casa seja vistoriada.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Moradores reclamam de obras da Sabesp em rua

Trânsito intenso de caminhões pesados prejudica estrutura das casas

Lukas Kenji
Especial para o Diário

01/02/2012 | 07:00


Obra da Sabesp no bairro Ferrazópolis, em São Bernardo, tem causado dor de cabeça a quem mora na Rua Ministro Adaucto Cardoso. Rachaduras apareceram e comprometem a estrutura de casas e calçadas.

Os danos deixam preocupada a auxiliar de enfermagem Valdira Bezerra de Oliveira, 64 anos, que mora há 40 na mesma casa e diz que nunca teve problemas. "Na rua sempre passaram caminhões e ônibus, carros pesados e nada aconteceu. A dor de cabeça só começou depois dessas obras." A moradora afirma ainda que um funcionário que trabalha no local foi averiguar a situação do imóvel e responsabilizou a estrutura pelo ocorrido.

Além de entrar na casa, os estragos feitos pela obra danificaram as ruas e as calçadas. "Meu carro está o dia inteiro fora de casa porque não dá para entrar com ele na garagem. Eles quebraram tudo aqui em frente e não quero que meu carro fique parado em um buraco", completa Valdira.

A Defesa Civíl já foi ao local e descartou a possibilidade de as casas terem suas estruturas comprometidas de forma mais intensa, mas se prontificou a voltar à rua, caso mais danos sejam feitos.

A Sabesp não informou o motivo das obras nem ao menos o prazo de conclusão. A companhia afirmou que vai averiguar a reclamação dos moradores para saber se os estragos na rua foram causados pelas intervenções na via, e que pode indenizar as famílias dependendo da apuração. O morador afetado deve ligar para o número 195 para que sua casa seja vistoriada.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;