Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Diário

cartas


Dgabc

11/05/2011 | 00:00


Magnífica a matéria publicada neste Diário com depoimentos de funcionários (Setecidades, dia 8). O Diário é leitura necessária para o cotidiano. A informação coerente produzida por jornalistas de quilate avançado é a tônica de referência que tornou famoso este periódico. Em nosso Gabinete, optamos pela leitura cotidiana do Diário, suficiente o necessário para a boa e confiável informação e não mendiga outros informativos complementares. Há 53 anos circulou o primeiro número do News Seller, que nasceu acanhado, mas com os propósitos hoje alcançados pela sua pujança, diante da seriedade respeitada em todo País. Parabéns pela passagem.

Gilberto França

Vereador São Bernardo

Miséria

Em petróleo, não, mas, depois de oito anos de governo Lula, 16 milhões comprovam que o Brasil é autossuficiente em pobreza extrema.

Roberto Twiaschor

Capital

Manutenção

A Prefeitura de Santo André tem mania de arrumar praças e jardins e deixá-los aos cuidados da mãe natureza. Quando se lembra que precisa fazer manutenção, já nada mais há para ser feito a não ser arrancar e fazer tudo de novo. É louvável o que a Prefeitura fez nas praças Kennedy e Getulio Vargas, esta em frente à Igreja Matriz de Santo André, na Vila Assunção. O que eu espero é que não achem que fizeram e não precisam fazer mais nada. Na Praça Getulio Vargas, Vila Assunção, por que a Prefeitura faz belas praças e não olha em seu entorno? A Praça Getulio Vargas, Vila Assunção, ficou muito bonita, porém as calçadas de todas as ruas vizinhas são verdadeiro lixo. Onde estão os funcionários pagos para executar esses serviços? Onde estão os vereadores, que moram em algum lugar da cidade? Será que eles não veem o que existe debaixo de seus narizes? É tão simples e barato cuidar das calçadas. Isso serve, também, para o prefeito Aidan, que parece ter esquecido que é médico e que limpeza é primordial para a saúde.

Sebastião Carlos de Oliveira

Santo André

Rodoviária

Conforme reportagem deste Diário sobre rodoviárias (Setecidades, dia 24), achei bastante pertinente. Embora todas causem transtornos aos passageiros, a Prefeito Saladino, em Santo André, é a pior. Uma rodoviária que serve linhas de ônibus municipais, estaduais, interestaduais junto à estação de trem e com trânsito tremendamente intenso jamais poderia ter locado a Ciretran junto à rodoviária. Oras, ao invés de ampliar e adequar melhor o terminal foi feito esta besteira. Seria muito importante que a atual administração, na visão do prefeito Aidan e seus técnicos, tomasse a iniciativa de arrumar outro local para instalar a Ciretran. A administração passada não tinha visão dos problemas que futuramente apareceriam.

Manoel Borges

Santo André

Resposta

Em resposta à carta publicada nesta coluna (Oportunismo, dia 9), gostaria de esclarecer ao leitor Gercio Vidal que durante a inserção partidária veiculada na TV, em nenhum momento disse que sou o único responsável pela chegada do Metrô ABC, mas trabalhamos, desde 2008, para cobrar do governo estadual rapidez nas obras. Acho conveniente lembrá-lo de que no dia 12 de janeiro, período de férias para alguns políticos, estive em audiência com o prefeito José Auricchio Júnior na Secretaria dos Transportes, onde fomos recebidos pelo secretário Jurandir Fernandes, que nos informou o andamento do projeto. Caro leitor, para defender o prefeito Luiz Marinho não é preciso agredir os demais políticos. Todos são importantes no processo da chegada do Metrô: prefeitos, deputados, vereadores e a sociedade. Sempre defendi a união suprapartidária para garantir conquistas à nossa região.

Alex Manente

Deputado estadual



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário

cartas

Dgabc

11/05/2011 | 00:00


Magnífica a matéria publicada neste Diário com depoimentos de funcionários (Setecidades, dia 8). O Diário é leitura necessária para o cotidiano. A informação coerente produzida por jornalistas de quilate avançado é a tônica de referência que tornou famoso este periódico. Em nosso Gabinete, optamos pela leitura cotidiana do Diário, suficiente o necessário para a boa e confiável informação e não mendiga outros informativos complementares. Há 53 anos circulou o primeiro número do News Seller, que nasceu acanhado, mas com os propósitos hoje alcançados pela sua pujança, diante da seriedade respeitada em todo País. Parabéns pela passagem.

Gilberto França

Vereador São Bernardo

Miséria

Em petróleo, não, mas, depois de oito anos de governo Lula, 16 milhões comprovam que o Brasil é autossuficiente em pobreza extrema.

Roberto Twiaschor

Capital

Manutenção

A Prefeitura de Santo André tem mania de arrumar praças e jardins e deixá-los aos cuidados da mãe natureza. Quando se lembra que precisa fazer manutenção, já nada mais há para ser feito a não ser arrancar e fazer tudo de novo. É louvável o que a Prefeitura fez nas praças Kennedy e Getulio Vargas, esta em frente à Igreja Matriz de Santo André, na Vila Assunção. O que eu espero é que não achem que fizeram e não precisam fazer mais nada. Na Praça Getulio Vargas, Vila Assunção, por que a Prefeitura faz belas praças e não olha em seu entorno? A Praça Getulio Vargas, Vila Assunção, ficou muito bonita, porém as calçadas de todas as ruas vizinhas são verdadeiro lixo. Onde estão os funcionários pagos para executar esses serviços? Onde estão os vereadores, que moram em algum lugar da cidade? Será que eles não veem o que existe debaixo de seus narizes? É tão simples e barato cuidar das calçadas. Isso serve, também, para o prefeito Aidan, que parece ter esquecido que é médico e que limpeza é primordial para a saúde.

Sebastião Carlos de Oliveira

Santo André

Rodoviária

Conforme reportagem deste Diário sobre rodoviárias (Setecidades, dia 24), achei bastante pertinente. Embora todas causem transtornos aos passageiros, a Prefeito Saladino, em Santo André, é a pior. Uma rodoviária que serve linhas de ônibus municipais, estaduais, interestaduais junto à estação de trem e com trânsito tremendamente intenso jamais poderia ter locado a Ciretran junto à rodoviária. Oras, ao invés de ampliar e adequar melhor o terminal foi feito esta besteira. Seria muito importante que a atual administração, na visão do prefeito Aidan e seus técnicos, tomasse a iniciativa de arrumar outro local para instalar a Ciretran. A administração passada não tinha visão dos problemas que futuramente apareceriam.

Manoel Borges

Santo André

Resposta

Em resposta à carta publicada nesta coluna (Oportunismo, dia 9), gostaria de esclarecer ao leitor Gercio Vidal que durante a inserção partidária veiculada na TV, em nenhum momento disse que sou o único responsável pela chegada do Metrô ABC, mas trabalhamos, desde 2008, para cobrar do governo estadual rapidez nas obras. Acho conveniente lembrá-lo de que no dia 12 de janeiro, período de férias para alguns políticos, estive em audiência com o prefeito José Auricchio Júnior na Secretaria dos Transportes, onde fomos recebidos pelo secretário Jurandir Fernandes, que nos informou o andamento do projeto. Caro leitor, para defender o prefeito Luiz Marinho não é preciso agredir os demais políticos. Todos são importantes no processo da chegada do Metrô: prefeitos, deputados, vereadores e a sociedade. Sempre defendi a união suprapartidária para garantir conquistas à nossa região.

Alex Manente

Deputado estadual

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;