Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

A arte de Denise Stoklos

Atriz e coreógrafa ganha fim de semana no Sesc Santo André; três peças serão encenadas durante a oficina


Thiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

18/11/2009 | 07:00


O corpo que dialoga, para a atriz, diretora e coreógrafa Denise Stoklos, é o que através dos gestos e das palavras, como pontes do pensamento, discursa o amor e a liberdade, em um tempo que não está exatamente configurado, e que pode ser absorvido e aplicado na realidade de qualquer pessoa.

Todas as lições desse corpo podem ser vistas e aprendidas no Sesc Santo André, que apresenta a partir do dia 20, o Repertório Denise Stoklos, com encenação de três peças-chaves, "Vozes Dissonantes", "Mary Stuart" e "Calendário da Pedra". Completa a programação a oficina "Quarenta Anos do Teatro Essencial de Denise Stoklos", em que a atriz percorre os caminhos que trilhou para identificar sua arte. O curso aborda exercícios de dramaturgia, passando da direção à produção e divulgação.

Denise, que formou-se em mímica em Londres, é a atriz em atividade que mais apresentou suas obras pelo mundo. Mas sua marca está na autoria de uma linguagem teatral que utiliza o mínimo de recursos materiais e se apoia nos instrumentos de trabalho do próprio ator, que são o corpo, a voz e o pensamento.

Escolhidas aleatoriamente as peças apresentam pontos importantes da criação de Denise. "Mary Stuart", a mais antiga, foi apresentada em 1987, primeiramente em Nova York. Baseada em vários textos sobre a história verídica, a atriz, sozinha no palco, dá vida à rainha da Escócia, Mary, e à prima carrasca Elizabeth 1ª, que a condenou à morte por uma disputa de poderes.

"Vozes Dissonantes", de 1999, um monólogo criado em comemoração aos 500 anos do descobrimento do Brasil, traz textos de gente como Tiradentes e Padre Antonio Vieira, que na história do País levantaram a voz contra as ordens oficiais. "Calendário da Pedra", inspirada em um poema de Gertrude Stein, é a mais introspectiva, mas carrega em si todo o peso social das outras. Apresenta pensamentos, emoções e ações interiores de um personagem que contexta valores e o sistema social em que vive.

Repertório Denise Stoklos - Teatro. Vozes Dissonantes, dia 20, às 21h. Mary Stuart, dia 21, às 20h. Calendário da Pedra, dia 22, às 20h. Sesc Santo André - Rua Tamarutaca, 302. Tel.: 4469-1200 Ingr.: R$ 3 a R$ 12.

Quarenta Anos do Teatro Essencial de Denise Stoklos - Oficina (40 vagas). Dia 20 e 21, das 14h às 18h. Grátis.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

A arte de Denise Stoklos

Atriz e coreógrafa ganha fim de semana no Sesc Santo André; três peças serão encenadas durante a oficina

Thiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

18/11/2009 | 07:00


O corpo que dialoga, para a atriz, diretora e coreógrafa Denise Stoklos, é o que através dos gestos e das palavras, como pontes do pensamento, discursa o amor e a liberdade, em um tempo que não está exatamente configurado, e que pode ser absorvido e aplicado na realidade de qualquer pessoa.

Todas as lições desse corpo podem ser vistas e aprendidas no Sesc Santo André, que apresenta a partir do dia 20, o Repertório Denise Stoklos, com encenação de três peças-chaves, "Vozes Dissonantes", "Mary Stuart" e "Calendário da Pedra". Completa a programação a oficina "Quarenta Anos do Teatro Essencial de Denise Stoklos", em que a atriz percorre os caminhos que trilhou para identificar sua arte. O curso aborda exercícios de dramaturgia, passando da direção à produção e divulgação.

Denise, que formou-se em mímica em Londres, é a atriz em atividade que mais apresentou suas obras pelo mundo. Mas sua marca está na autoria de uma linguagem teatral que utiliza o mínimo de recursos materiais e se apoia nos instrumentos de trabalho do próprio ator, que são o corpo, a voz e o pensamento.

Escolhidas aleatoriamente as peças apresentam pontos importantes da criação de Denise. "Mary Stuart", a mais antiga, foi apresentada em 1987, primeiramente em Nova York. Baseada em vários textos sobre a história verídica, a atriz, sozinha no palco, dá vida à rainha da Escócia, Mary, e à prima carrasca Elizabeth 1ª, que a condenou à morte por uma disputa de poderes.

"Vozes Dissonantes", de 1999, um monólogo criado em comemoração aos 500 anos do descobrimento do Brasil, traz textos de gente como Tiradentes e Padre Antonio Vieira, que na história do País levantaram a voz contra as ordens oficiais. "Calendário da Pedra", inspirada em um poema de Gertrude Stein, é a mais introspectiva, mas carrega em si todo o peso social das outras. Apresenta pensamentos, emoções e ações interiores de um personagem que contexta valores e o sistema social em que vive.

Repertório Denise Stoklos - Teatro. Vozes Dissonantes, dia 20, às 21h. Mary Stuart, dia 21, às 20h. Calendário da Pedra, dia 22, às 20h. Sesc Santo André - Rua Tamarutaca, 302. Tel.: 4469-1200 Ingr.: R$ 3 a R$ 12.

Quarenta Anos do Teatro Essencial de Denise Stoklos - Oficina (40 vagas). Dia 20 e 21, das 14h às 18h. Grátis.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;