Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Centrais se reúnem com Lupi para falar de garantias


Vivian Costa
Do Diário do Grande ABC

20/11/2008 | 07:00


As centrais sindicais brasileiras - Força Sindical, CUT, CGTB, CTB, UGT e NCST - apresentaram na quarta-feira o documento para o ministro Carlos Lupi contendo propostas para garantir os empregos durante a crise financeira iniciada nos Estados Unidos.

Segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano, Aparecido Inácio da Silva, o Cidão, a recepção foi ótima e o ministro afirmou que vai se esforçar politicamente para que as propostas sejam colocadas em práticas, como por exemplo, a ampliação do seguro desemprego para aqueles que forem demitidos. Atualmente, o seguro-desemprego pode ser pago de três a cinco meses.

Entre esses 18 pontos, as centrais sugerem são a redução do superávit primário, com o objetivo de assegurar recursos para as obras públicas, a redução da taxa de juros e a extinção do fator previdenciário nos cálculos das aposentadorias concedidas pelo INSS.

No dia 3 de dezembro as centrais pretendem organizar em Brasília mais uma edição da Marcha dos Trabalhadores e, até lá, as centrais ainda tentarão se reunir com outros ministros para também conversar sobre essas sugestões.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Centrais se reúnem com Lupi para falar de garantias

Vivian Costa
Do Diário do Grande ABC

20/11/2008 | 07:00


As centrais sindicais brasileiras - Força Sindical, CUT, CGTB, CTB, UGT e NCST - apresentaram na quarta-feira o documento para o ministro Carlos Lupi contendo propostas para garantir os empregos durante a crise financeira iniciada nos Estados Unidos.

Segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano, Aparecido Inácio da Silva, o Cidão, a recepção foi ótima e o ministro afirmou que vai se esforçar politicamente para que as propostas sejam colocadas em práticas, como por exemplo, a ampliação do seguro desemprego para aqueles que forem demitidos. Atualmente, o seguro-desemprego pode ser pago de três a cinco meses.

Entre esses 18 pontos, as centrais sugerem são a redução do superávit primário, com o objetivo de assegurar recursos para as obras públicas, a redução da taxa de juros e a extinção do fator previdenciário nos cálculos das aposentadorias concedidas pelo INSS.

No dia 3 de dezembro as centrais pretendem organizar em Brasília mais uma edição da Marcha dos Trabalhadores e, até lá, as centrais ainda tentarão se reunir com outros ministros para também conversar sobre essas sugestões.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;