Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Polícia prende chefe do tráfico no Jardim Cerqueira Leite


Rafael Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

29/11/2012 | 07:00


Policiais civis do 1º DP (Centro) de Mauá prenderam na manhã de ontem Denis Dias de Souza, 19 anos, apontado como o chefe do tráfico de drogas do Jardim Cerqueira Leite.

Souza é investigado desde que saiu da Fundação Casa, quando era menor de idade e já se destacava no tráfico.

Atualmente, é acusado de ser o gerente de diversos pontos de vendas de entorpecentes da cidade e também da Zona Leste da Capital, nos bairros que fazem divisa com Mauá.

Além de quantidade pequena de drogas, os policiais encontraram em sua casa um colete à prova de balas, projéteis calibre 28, 32 e 45, mais de R$ 1.000 em espécie e anotações do balanço financeiro de alguns pontos do tráfico, nos quais a arrecadação chegava a cerca de R$ 6.000 por dia.

Nas cartas apreendidas, enviadas por comparsas presos, Souza é alertado para a onda de violência na região e também recebe pedido para cobrar alguns responsáveis pelo tráfico que não estariam realizando o repasse do pagamento.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Polícia prende chefe do tráfico no Jardim Cerqueira Leite

Rafael Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

29/11/2012 | 07:00


Policiais civis do 1º DP (Centro) de Mauá prenderam na manhã de ontem Denis Dias de Souza, 19 anos, apontado como o chefe do tráfico de drogas do Jardim Cerqueira Leite.

Souza é investigado desde que saiu da Fundação Casa, quando era menor de idade e já se destacava no tráfico.

Atualmente, é acusado de ser o gerente de diversos pontos de vendas de entorpecentes da cidade e também da Zona Leste da Capital, nos bairros que fazem divisa com Mauá.

Além de quantidade pequena de drogas, os policiais encontraram em sua casa um colete à prova de balas, projéteis calibre 28, 32 e 45, mais de R$ 1.000 em espécie e anotações do balanço financeiro de alguns pontos do tráfico, nos quais a arrecadação chegava a cerca de R$ 6.000 por dia.

Nas cartas apreendidas, enviadas por comparsas presos, Souza é alertado para a onda de violência na região e também recebe pedido para cobrar alguns responsáveis pelo tráfico que não estariam realizando o repasse do pagamento.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;