Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Saulo quer aliado de Volpi na equipe


Cynthia Tavares
Do Diário do Grande ABC

19/11/2012 | 07:00


Clóvis Volpi (PV) e Saulo Benevides (PMDB), atual e futuro prefeito de Ribeirão Pires, respectivamente, são inimigos políticos declarados. Mas os problemas de relacionamento entre eles não impedem que o peemedebista sonhe com aliados do verde na sua administração a partir de 1º de janeiro.

O empresário Marcelo Menato (PR) foi secretário de Desenvolvimento Econômico durante os dois mandatos de Volpi. Saiu no começo deste ano, pois estava na briga pela vice do candidato governista ao Paço, Edinaldo de Menezes, o Dedé (PPS).

Nas últimas semanas, Saulo procurou o aliado de Volpi para sondá-lo sobre a possibilidade retomar a carreira pública. "Ele é competente. Houve conversas, mas ele se mostrou disposto a cuidar dos negócios da família", lamentou o futuro prefeito.

Menato confirmou que não pretende voltar à administração pública tão cedo, mas agradeceu o convite. "A minha empresa tem uma história de 100 anos na cidade e estou focado em cuidar dela neste momento. O Saulo conversou comigo, mas apenas garanti que posso estar junto dele como ribeirão-pirense, que ama a cidade", ponderou o empresário da área de contabilidade.

Para tentar seduzir o republicano, o peemedebista destacou que, na sua visão, Menato foi injustiçado por Volpi. No segundo mandato, o atual chefe do Executivo transferiu o setor de Turismo - que era agregado à Pasta de Desenvolvimento Econômico - para a Sejel (Secretaria de Juventude, Esporte, Lazer e Cultura), comandada pelo seu filho, Guto Volpi.

Na época, a troca melindrou Menato, pois a área do Turismo agrega o Festival do Chocolate, principal evento da cidade no ano e que foi iniciado pelo republicano em 2005.

Apesar do ocorrido, o ex-secretário reiterou que o convite para retornar ao Paço enalteceu seu trabalho. "A sondagem foi o reconhecimento do trabalho técnico que fiz na minha secretaria. Tinha o lado político também, mas optei por tratar as coisas de forma mais administrativa e por isso os projetos deram certo", considerou o integrante do PR.

Com a recusa do empresário, Saulo possui outros dois nomes para a área de Desenvolvimento Econômico: Paulo Silotti e Eliete Vieira, ambos da iniciativa privada.

TUCANATO

Os tucanos da cidade estão de olho em Menato. Nesta semana, a executiva municipal pretende formalizar o convite para o republicano ingressar na legenda. Segundo fontes do PSDB, a agremiação entende que o empresário é um quadro importante para o processo de renovação da sigla.

As investidas cresceram após aumentar a especulação de que Menato estaria descontente no PR por não ter sido indicado como vice na chapa de Dedé. "Não tenho pretensões políticas e por isso permaneço no PR de forma tranquila. Não houve nada formal do PSDB", desconversou.

Menato é amigo pessoal de Cezar de Carvalho, dirigente estadual do PSDB e líder da legenda na cidade. O fato pode ajudar na aproximação entre o republicano e o tucanato municipal.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Saulo quer aliado de Volpi na equipe

Cynthia Tavares
Do Diário do Grande ABC

19/11/2012 | 07:00


Clóvis Volpi (PV) e Saulo Benevides (PMDB), atual e futuro prefeito de Ribeirão Pires, respectivamente, são inimigos políticos declarados. Mas os problemas de relacionamento entre eles não impedem que o peemedebista sonhe com aliados do verde na sua administração a partir de 1º de janeiro.

O empresário Marcelo Menato (PR) foi secretário de Desenvolvimento Econômico durante os dois mandatos de Volpi. Saiu no começo deste ano, pois estava na briga pela vice do candidato governista ao Paço, Edinaldo de Menezes, o Dedé (PPS).

Nas últimas semanas, Saulo procurou o aliado de Volpi para sondá-lo sobre a possibilidade retomar a carreira pública. "Ele é competente. Houve conversas, mas ele se mostrou disposto a cuidar dos negócios da família", lamentou o futuro prefeito.

Menato confirmou que não pretende voltar à administração pública tão cedo, mas agradeceu o convite. "A minha empresa tem uma história de 100 anos na cidade e estou focado em cuidar dela neste momento. O Saulo conversou comigo, mas apenas garanti que posso estar junto dele como ribeirão-pirense, que ama a cidade", ponderou o empresário da área de contabilidade.

Para tentar seduzir o republicano, o peemedebista destacou que, na sua visão, Menato foi injustiçado por Volpi. No segundo mandato, o atual chefe do Executivo transferiu o setor de Turismo - que era agregado à Pasta de Desenvolvimento Econômico - para a Sejel (Secretaria de Juventude, Esporte, Lazer e Cultura), comandada pelo seu filho, Guto Volpi.

Na época, a troca melindrou Menato, pois a área do Turismo agrega o Festival do Chocolate, principal evento da cidade no ano e que foi iniciado pelo republicano em 2005.

Apesar do ocorrido, o ex-secretário reiterou que o convite para retornar ao Paço enalteceu seu trabalho. "A sondagem foi o reconhecimento do trabalho técnico que fiz na minha secretaria. Tinha o lado político também, mas optei por tratar as coisas de forma mais administrativa e por isso os projetos deram certo", considerou o integrante do PR.

Com a recusa do empresário, Saulo possui outros dois nomes para a área de Desenvolvimento Econômico: Paulo Silotti e Eliete Vieira, ambos da iniciativa privada.

TUCANATO

Os tucanos da cidade estão de olho em Menato. Nesta semana, a executiva municipal pretende formalizar o convite para o republicano ingressar na legenda. Segundo fontes do PSDB, a agremiação entende que o empresário é um quadro importante para o processo de renovação da sigla.

As investidas cresceram após aumentar a especulação de que Menato estaria descontente no PR por não ter sido indicado como vice na chapa de Dedé. "Não tenho pretensões políticas e por isso permaneço no PR de forma tranquila. Não houve nada formal do PSDB", desconversou.

Menato é amigo pessoal de Cezar de Carvalho, dirigente estadual do PSDB e líder da legenda na cidade. O fato pode ajudar na aproximação entre o republicano e o tucanato municipal.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;