Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Jovens profissionais: reter ou reter...

Um bom gestor, que converse de forma aberta e transparente com seus colaboradores jovens, pode ajudar neste processo


Cíntia Bortotto

30/07/2012 | 00:00


Na semana passada, ministrei uma palestra para a equipe de recrutamento e seleção de uma grande empresa aérea. A discussão mais importante, além dos conceitos de gerações, foi a de como atrair e reter jovens profissionais. Temos outros países na América Latina que não têm um mercado com o tamanho e nível de aquecimento do Brasil. Ao mesmo tempo, temos nosso país, que absorve e tem espaço para jovens talentos e disputa cada um deles. Seguem algumas considerações.

Trainee ou estagiário?

O trainee tem perfil diferenciado, que será ainda mais aprimorado para ser um líder/executivo no futuro. O estagiário também pode ter um perfil diferenciado, mas é selecionado para fazer um aprendizado na prática da teoria vista na universidade, por isso é necessário que ainda esteja estudando.

Atrair ou Reter?

Na verdade, é necessário primeiro atrair, com uma marca forte, um programa sério bem desenhado e conduzido. Nesse momento, é importante a escolha de parceiros fortes. É importante também investir mais tempo na discussão da retenção. É isso que vai permitir que o retorno sobre o investimento feito ocorra. Se você atrair bons trainees, mas não os mantiver, certamente eles sairão e o investimento feito (que é alto) não reverterá para a companhia.

Imediatismo da geração Y

Como reter uma geração ávida pelo imediatismo e a recompensa a curto prazo? Um bom gestor, que converse de forma aberta e transparente com seus colaboradores jovens, pode ajudar neste processo.Os líderes devem ser treinados para a abertura, capacidade de escuta e boa comunicação.

Salário minimamente na mediana de mercado é fundamental. A partir do momento que os talentos foram identificados, estes devem ser remunerados de forma diferenciada.

Benefícios além dos que já são um padrão de mercado fazem a diferença para este pessoal. A Google, por exemplo, investe aproximadamente R$ 16 mil em treinamento por ano, sendo que 20% deste valor pode ser utilizado para a realização de cursos inspiradores (gourmet, dança, artes, etc). Outro ponto importante é a possibilidade de carreiras internacionais, os jovens se encantam com isso. Outro destaque que demanda baixo investimento com alto retorno é o programa de mentoring, em que executivos mais experientes atuam como "gurus" para os jovens talentos. Se você é empresa ou um jovem em início de carreira, atente-se aos programas de trainees e às melhores práticas de atração e retenção no mercado. Siga confiante e boa sorte!



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jovens profissionais: reter ou reter...

Um bom gestor, que converse de forma aberta e transparente com seus colaboradores jovens, pode ajudar neste processo

Cíntia Bortotto

30/07/2012 | 00:00


Na semana passada, ministrei uma palestra para a equipe de recrutamento e seleção de uma grande empresa aérea. A discussão mais importante, além dos conceitos de gerações, foi a de como atrair e reter jovens profissionais. Temos outros países na América Latina que não têm um mercado com o tamanho e nível de aquecimento do Brasil. Ao mesmo tempo, temos nosso país, que absorve e tem espaço para jovens talentos e disputa cada um deles. Seguem algumas considerações.

Trainee ou estagiário?

O trainee tem perfil diferenciado, que será ainda mais aprimorado para ser um líder/executivo no futuro. O estagiário também pode ter um perfil diferenciado, mas é selecionado para fazer um aprendizado na prática da teoria vista na universidade, por isso é necessário que ainda esteja estudando.

Atrair ou Reter?

Na verdade, é necessário primeiro atrair, com uma marca forte, um programa sério bem desenhado e conduzido. Nesse momento, é importante a escolha de parceiros fortes. É importante também investir mais tempo na discussão da retenção. É isso que vai permitir que o retorno sobre o investimento feito ocorra. Se você atrair bons trainees, mas não os mantiver, certamente eles sairão e o investimento feito (que é alto) não reverterá para a companhia.

Imediatismo da geração Y

Como reter uma geração ávida pelo imediatismo e a recompensa a curto prazo? Um bom gestor, que converse de forma aberta e transparente com seus colaboradores jovens, pode ajudar neste processo.Os líderes devem ser treinados para a abertura, capacidade de escuta e boa comunicação.

Salário minimamente na mediana de mercado é fundamental. A partir do momento que os talentos foram identificados, estes devem ser remunerados de forma diferenciada.

Benefícios além dos que já são um padrão de mercado fazem a diferença para este pessoal. A Google, por exemplo, investe aproximadamente R$ 16 mil em treinamento por ano, sendo que 20% deste valor pode ser utilizado para a realização de cursos inspiradores (gourmet, dança, artes, etc). Outro ponto importante é a possibilidade de carreiras internacionais, os jovens se encantam com isso. Outro destaque que demanda baixo investimento com alto retorno é o programa de mentoring, em que executivos mais experientes atuam como "gurus" para os jovens talentos. Se você é empresa ou um jovem em início de carreira, atente-se aos programas de trainees e às melhores práticas de atração e retenção no mercado. Siga confiante e boa sorte!

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;