Fechar
Publicidade

Sábado, 15 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Confira tendências e dicas da bolsa certa


Bruna Gonçalves
do Diário do Grande ABC

15/07/2012 | 07:00


Como tudo na moda vai e volta, com os acessórios não é diferente. As clutches (bolsão de mão), por exemplo, que conquistaram até as que preferem os modelos maiores eram as favoritas das mulheres no início do século.

As clutches que imitam carteira ganharam novos formatos e cores. Se antes eram usadas em festas, formaturas e casamentos, o modelo pode ser usado em diversas ocasiões. Quem achava que era difícil selecionar o que levar, a bolsa ganhou versão maiorizinha em formato de envelope.

As famosas bolsas Chanel - as primeiras foram lançadas em 1929 - com estrutura retangular com alça de corrente -, desejo de qualquer mulher da época continua até hoje. É um modelo tiracolo clássico que ganhou ares modernos.

Para a professora de moda Elizangela Gomes, da Escola Sigbol Fashion atualmente a moda está voltada ao passado. "Temos modelos para todos os gostos e claro que a tendência sempre traz modelos com materiais diferenciados", explica.

Independentemente do tamanho e formato a as apostas estão em estampas de animal, geométrica, floral, paetê e bordados. Tachinhas, fivelas frontais e laterais, além de materiais rígidos e flexíveis podem ser vistos nas vitrines. As cores também são as mais diversas. Tons básicos e intensos, como vinho,alaranjado, verde e azul estão em alta.

COMBINA?

Sabe aquela história que ouve da sua mãe ou avó que o sapato tem de combinar com bolsa? Esqueça! Desde o início de 2000 deixou de ser obrigatório. "Isso era muito comum nas décadas de 1950 a 1990. Acabou tornando-se uma regra de etiqueta. Atualmente não tem mais essa preocupação", afirma Elizangela.

Por essa flexibilidade é preciso tomar cuidado na hora de compor o look. "O importante é ter estilo. Mas se usar uma bolsa esporte, o conjunto todo precisa ser esportivo", ressalta.

A professora dá algumas dicas do que deve ser evitado. "Excesso de texturas. Se usar sapato colorido opte por bolsas em tons neutros e vice-versa. Mas quem gosta de misturar cores não tem problema. Vai da personalidade e o do estilo de cada uma."

Investir em cores que dá para usar sempre como tons neutros, como preto e nude é fundamental. "A gente sempre quer ter algo da estação. Mas é importante ter as peças-chave", afirma. Nesta estação, laranja é boa opção.

TAMANHO

Grande, média, pequena. Cada bolsa tem sua função. Basta saber qual é o modelo que vai adequar melhor a sua necessidade do dia a dia e ao seu estilo. Para quem sai cedo e só volta a noite para a casa a dica é optar para as maiores, porque tem de colocar tudo o que precisa. Para festas e baladas, as menores são as mais indicadas.

É tanta variedade que o acessório virou que nem sapato. Nunca é demais ter mais um modelo. "Não precisa ter 100, por exemplo. Mas ter a quantidade suficiente para suprir as necessidades e para todas as ocasiões é o que importa. A bolsa tem de fazer parte do visual e não atrapalhar", diz Elizangela. Para ela, ter tamanhos diferentes e de estilos diferentes é fundamental: esportiva (mochila), estilo sacola (para ir para a escola ou universidade), tira-colo (para sair) e estilo carteira (as clutches paras as festinhas e baladas).

Cuidado com os tamanhos do acessório e a sua altura. Para as baixinhas é bom evitar modelos grandes. "Se tem muito quadril modelo carteira pode aumentar ainda mais. Neste caso opte por bolsa de mão. Já as altas podem tudo", esclarece.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Confira tendências e dicas da bolsa certa

Bruna Gonçalves
do Diário do Grande ABC

15/07/2012 | 07:00


Como tudo na moda vai e volta, com os acessórios não é diferente. As clutches (bolsão de mão), por exemplo, que conquistaram até as que preferem os modelos maiores eram as favoritas das mulheres no início do século.

As clutches que imitam carteira ganharam novos formatos e cores. Se antes eram usadas em festas, formaturas e casamentos, o modelo pode ser usado em diversas ocasiões. Quem achava que era difícil selecionar o que levar, a bolsa ganhou versão maiorizinha em formato de envelope.

As famosas bolsas Chanel - as primeiras foram lançadas em 1929 - com estrutura retangular com alça de corrente -, desejo de qualquer mulher da época continua até hoje. É um modelo tiracolo clássico que ganhou ares modernos.

Para a professora de moda Elizangela Gomes, da Escola Sigbol Fashion atualmente a moda está voltada ao passado. "Temos modelos para todos os gostos e claro que a tendência sempre traz modelos com materiais diferenciados", explica.

Independentemente do tamanho e formato a as apostas estão em estampas de animal, geométrica, floral, paetê e bordados. Tachinhas, fivelas frontais e laterais, além de materiais rígidos e flexíveis podem ser vistos nas vitrines. As cores também são as mais diversas. Tons básicos e intensos, como vinho,alaranjado, verde e azul estão em alta.

COMBINA?

Sabe aquela história que ouve da sua mãe ou avó que o sapato tem de combinar com bolsa? Esqueça! Desde o início de 2000 deixou de ser obrigatório. "Isso era muito comum nas décadas de 1950 a 1990. Acabou tornando-se uma regra de etiqueta. Atualmente não tem mais essa preocupação", afirma Elizangela.

Por essa flexibilidade é preciso tomar cuidado na hora de compor o look. "O importante é ter estilo. Mas se usar uma bolsa esporte, o conjunto todo precisa ser esportivo", ressalta.

A professora dá algumas dicas do que deve ser evitado. "Excesso de texturas. Se usar sapato colorido opte por bolsas em tons neutros e vice-versa. Mas quem gosta de misturar cores não tem problema. Vai da personalidade e o do estilo de cada uma."

Investir em cores que dá para usar sempre como tons neutros, como preto e nude é fundamental. "A gente sempre quer ter algo da estação. Mas é importante ter as peças-chave", afirma. Nesta estação, laranja é boa opção.

TAMANHO

Grande, média, pequena. Cada bolsa tem sua função. Basta saber qual é o modelo que vai adequar melhor a sua necessidade do dia a dia e ao seu estilo. Para quem sai cedo e só volta a noite para a casa a dica é optar para as maiores, porque tem de colocar tudo o que precisa. Para festas e baladas, as menores são as mais indicadas.

É tanta variedade que o acessório virou que nem sapato. Nunca é demais ter mais um modelo. "Não precisa ter 100, por exemplo. Mas ter a quantidade suficiente para suprir as necessidades e para todas as ocasiões é o que importa. A bolsa tem de fazer parte do visual e não atrapalhar", diz Elizangela. Para ela, ter tamanhos diferentes e de estilos diferentes é fundamental: esportiva (mochila), estilo sacola (para ir para a escola ou universidade), tira-colo (para sair) e estilo carteira (as clutches paras as festinhas e baladas).

Cuidado com os tamanhos do acessório e a sua altura. Para as baixinhas é bom evitar modelos grandes. "Se tem muito quadril modelo carteira pode aumentar ainda mais. Neste caso opte por bolsa de mão. Já as altas podem tudo", esclarece.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;