Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 11 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Grécia: comitê se reunirá para decidir se houve default



09/03/2012 | 04:14


O comitê da Associação Internacional de Derivativos e Swaps (ISDA) irá se reunir hoje, às 10 horas (de Brasília) para determinar se houve default da Grécia. A associação informou que recebeu novo pedido de análise sobre o país, aceito para consideração nesta sexta-feira. Não foi especificado o teor do pedido.

 

A ISDA já havia se pronunciado anteriormente sobre a inclusão de cláusulas de ação coletiva (CACs) na legislação grega e a subordinação de credores ao Banco Central Europeu. Segundo a associação, esses fatores não constituem eventos de crédito.

 

Entretanto, a entidade também tornou público entendimento de que, caso as CACs seja ativadas, poderão representar default formal, o que dispararia os contratos de swaps de default de crédito (CDS).

 

O governo grego anunciou hoje que credores representando que 172 bilhões de euros em títulos se manifestaram na oferta de troca de dívida em curso. Se as CACs foram ativadas, a participação dos investidores atingirá 95,7%, nível desejado pelo governo grego e visto como necessário para que o país receba novo pacote de resgate da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grécia: comitê se reunirá para decidir se houve default


09/03/2012 | 04:14


O comitê da Associação Internacional de Derivativos e Swaps (ISDA) irá se reunir hoje, às 10 horas (de Brasília) para determinar se houve default da Grécia. A associação informou que recebeu novo pedido de análise sobre o país, aceito para consideração nesta sexta-feira. Não foi especificado o teor do pedido.

 

A ISDA já havia se pronunciado anteriormente sobre a inclusão de cláusulas de ação coletiva (CACs) na legislação grega e a subordinação de credores ao Banco Central Europeu. Segundo a associação, esses fatores não constituem eventos de crédito.

 

Entretanto, a entidade também tornou público entendimento de que, caso as CACs seja ativadas, poderão representar default formal, o que dispararia os contratos de swaps de default de crédito (CDS).

 

O governo grego anunciou hoje que credores representando que 172 bilhões de euros em títulos se manifestaram na oferta de troca de dívida em curso. Se as CACs foram ativadas, a participação dos investidores atingirá 95,7%, nível desejado pelo governo grego e visto como necessário para que o país receba novo pacote de resgate da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;