Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 17 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Reitoria da UFABC analisa três propostas de nova graduação


Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

06/07/2017 | 07:00


 A UFABC (Universidade Federal do ABC) analisa três propostas de criação de novos cursos de graduação na área de Ciência e Tecnologia da Vida e da Saúde: os bacharelados em Biotecnologia e Bioprocessos e Biotecnologia, e o curso de Engenharia de Infraestrutura.

Conforme o cronograma estabelecido pela instituição de Ensino Superior, o resultado definitivo da análise será conhecido até o fim do mês. A expectativa da reitoria é a de, caso aprovados pelo Consu (Conselho Universitário) e, posteriormente, pelo MEC (Ministério da Educação), os novos cursos sejam implementados em prazo médio de dois anos.

As possíveis novas graduações foram sugeridas por meio de consulta pública aberta à comunidade em março e finalizada em abril. No período, foram recebidas cinco propostas, sendo duas delas indeferidas: os bacharelados em Educação Física e Saúde e em Obstetrícia. No primeiro caso, o proponente não mencionou no edital se haveria necessidade de laboratórios de práticas de ensino, e no segundo faltou especificar o tempo de integralização do curso em quadrimestres (carga horária) e o número previsto de vagas por cada um dos dois campi (Santo André e São Bernardo).

O próximo passo, conforme a UFABC, será a avaliação detalhada das três propostas inicialmente aprovadas por comissão julgadora nomeada pela reitoria. A instituição de Ensino Superior destacou, entretanto, que o grupo é de caráter propositivo, não deliberativo. “As decisões competirão, futuramente, aos colegiados superiores da UFABC (Conselho Universitário e Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão)”, informou em nota.

A nova graduação deverá ser compatível com o BC&T (Bacharelado em Ciência e Tecnologia) e atender critérios de formação em áreas que ainda não sejam contempladas na instituição de ensino. A universidade deverá levar em conta questões como necessidade de criação de estrutura física complementar e de contratação de profissionais durante o processo de avaliação das propostas. A instituição oferece atualmente 24 cursos entre o BC&T e o BC&H (Bacharelado em Ciência e Humanidades) e tem 13,4 mil alunos matriculados.

O PDI (Plano de Desenvolvimento Institucional), documento que planeja as ações da universidade até 2022, prevê a abertura de terceira linha de bacharelado, essa na área de Ciências da Vida, e que pode incluir Medicina. No entanto, o cenário econômico do País não é favorável. A instituição conta com orçamento de R$ 38,5 milhões para custeio e R$ 27 milhões para obras neste ano, montante correspondente a 22,45% menos recursos para manutenção e queda de 35,71% nos investimentos, respectivamente.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;