Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santos goleia o Criciúma e retoma a liderança do Brasileiro


Anderson Rodrigues
Do Diário do Grande ABC

21/07/2004 | 00:48


Todos os jogadores dos Santos e a comissão técnica assistiram pela manhã ao filme Pelé Eterno, num cinema da cidade, a convite e ao lado do protagonista Edison Arantes do Nascimento, o Rei do Futebol. A sessão inspirou a equipe na Vila Belmiro, que goleou o Criciúma por 5 a 2 à noite e reassumiu a liderança do Brasileiro com 31 pontos. O Peixe foi favorecido pelo Palmeiras, que perdeu para o Paysandu, em Belém, e devolveu o topo da tabela ao rival paulista.

O Santos iniciou a partida no ataque, mas quase levou um susto aos seis minutos, quando Ávallos errou um passe no meio-campo e entregou a bola de graça para Fernandinho, que driblou Tapia e foi derrubado fora da área. O árbitro mostrou apenas o cartão amarelo para o goleiro, último homem entre o adversário e o gol.

O Criciúma não teve vergonha ao assumir a retranca. Com dificuldades e sem espaço, o Peixe tinha a posse de bola. Inspirado com o filme de Pelé, Robinho levou na linha de fundo, tabelou com Deivid, que encenou o papel de Coutinho, e finalizou com tranqüilidade. O segundo gol saiu naturalmente. Preto Casagrande chutou de longe, Robinho pegou o rebote, driblou o goleiro e tocou para Elano marcar. O resultado relaxou o Santos. Após uma boa tabela, Reinaldo respondeu, aos 41, e diminui a diferença no placar, que permaneceu em 2 a 1 até o final do primeiro tempo.

Os donos da casa voltaram apáticos e, logo aos dez minutos, cederam o empate. Geninho apareceu sozinho dentro da área, recebeu passe da linha de fundo e só tocou para marcar o gol catarinense. Mesmo com a derrota do então líder Palmeiras (1 a 0 para o Paysandu), o resultado na Vila (2 a 2) não dava a ponta da tabela ao Santos. Com isso, o técnico Vanderlei Luxemburgo colocou rapidamente Basílio em campo.

A postura ofensiva deu resultado. Robinho mostrou oportunismo, aos 22, ao aproveitar cruzamento de Paulo César e marcar seu segundo gol na partida, que colocou o Santos novamente à frente no placar. Preto Casagrande e Elano deixaram a partida machucados, preocupando os médicos. Isso não interferiu na maneira do Peixe atuar. Tanto que, aos 32, Deivid desviou a cobrança de falta de Ricardinho e aumentou a contagem. O gol foi uma resposta à torcida, que pegava no pé do centroavante pela falta de aproveitamento. Ricardinho ainda teve tempo para marcar o quinto gol do time, aos 46, num chute colocado de fora da área.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;