Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 21 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Comércio interno de produtos químicos tem alta de 21,95%



06/04/2010 | 07:00


A indústria química brasileira encerrou o primeiro bimestre de 2010 com expansão de 21,95% nas vendas de produtos químicos de uso industrial, na comparação com o mesmo período do ano passado. A elevação, de acordo com a Abiquim (Associação Brasileira da Indústria Química), é justificada pela fraca base de comparação do início de 2009, no período mais adverso da crise econômica mundial.

Na comparação por segmento, o único mercado que teve queda no bimestre foi o de Outros produtos químicos orgânicos, com retração de 0,54% nas vendas. O segmento de resinas termoplásticas, por outro lado, disparou 30,91% no intervalo.

O indicador de vendas domésticas da Abiquim também apresentou alta de 10,11% na comparação entre fevereiro de 2010 e do ano passado. Já na relação entre fevereiro e janeiro, o índice teve queda de 5,93%, ocasionada principalmente pelo menor número de dias úteis em fevereiro.

O desempenho das vendas internas também apresenta retração, de 0,94%, na comparação dos últimos 12 meses, ou seja, do intervalo entre março de 2009 a fevereiro de 2010 e o mesmo período de 2009.

Alinhada à alta nas vendas, a produção doméstica também teve forte elevação no primeiro bimestre de 2010. O levantamento aponta que a produção doméstica teve alta de 21,12% sobre os dois primeiros meses do ano passado.

O resultado foi puxado pelos segmentos Outros produtos químicos orgânicos (51,07%), intermediários para plastificantes (46,10%), plastificantes (43,74%), produtos petroquímicos básicos (39,29%) e intermediários para detergentes (36,39%). Na comparação de fevereiro com o mesmo mês de 2008, o indicador de produção cresceu 9,53%.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;