Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 29 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Em clássico decisivo do Brasileirão, São Paulo e Santos se enfrentam no Pacaembu

Erwin Oliveira / Estadão Conteúdo  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

No estádio do Pacaembu, às 17 horas, o clube tricolor tentará engatar a tão sonhada segunda vitória seguida



28/10/2017 | 06:20


A 31.ª rodada é decisiva para os objetivos dos grandes paulistas no Campeonato Brasileiro. São Paulo e Santos se enfrentam neste sábado em momento crucial para os dois, no confronto que marca o reencontro do técnico Dorival Junior com a sua ex-equipe. No estádio do Pacaembu, às 17 horas, o clube tricolor tentará engatar a tão sonhada segunda vitória seguida - algo que aconteceu apenas uma única vez neste torneio -, que é vista como fundamental para que o time se afaste de vez do risco de rebaixamento.

A favor do clube tricolor, um tabu particular de seu comandante: Dorival ganhou todos os seus últimos 13 jogos no estádio municipal - dois à frente do atual time e outros 11 enquanto era técnico do Santos.

O treinador minimiza o retrospecto. "São apenas números, naturalmente são respeitados, mas o principal é que façamos na rodada seguinte, novamente, pontos. É isso que buscamos", disse. "Tivemos, como o próprio Santos, alguns problemas, mas a grande maioria dos jogos foi consistente e isso é o mais importante. São duas equipes que têm tudo para apresentar um grande espetáculo na rodada".

O Santos jogará para mostrar que ainda pode sonhar com o título e espera "dormir" a três pontos do líder Corinthians, que joga só neste domingo. Contra o São Paulo, a equipe terá ainda o desafio de deixar para fora do gramado a turbulência recente nos bastidores do clube. A "quase" demissão do técnico Levir Culpi na semana passada e a saída conturbada do lateral-esquerdo Zeca fizeram a tensão aumentar.

O técnico santista tentará defender o seu retrospecto de 100% de aproveitamento em clássicos desde que assumiu a equipe (1 a 0 duas vezes sobre o Palmeiras; 2 a 0 sobre o Corinthians; e 3 a 2 diante do São Paulo).

TIMES - Depois da boa atuação diante do Flamengo, no último domingo, em que venceu por 2 a 0, a tendência é que Dorival Junior escale o São Paulo sem novidades para o duelo contra os santistas, mantendo Jucilei como primeiro volante e Edimar na lateral esquerda.

Na equipe visitante, Levir Culpi terá de fazer escolhas: Daniel Guedes ou Victor Ferraz, recuperado de lesão, para a lateral direita e, no setor ofensivo, a escalação de Alison ao lado do colombiano Copete. Devido ao impasse contratual com Zeca, Jean Mota jogará na lateral esquerda.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em clássico decisivo do Brasileirão, São Paulo e Santos se enfrentam no Pacaembu

No estádio do Pacaembu, às 17 horas, o clube tricolor tentará engatar a tão sonhada segunda vitória seguida


28/10/2017 | 06:20


A 31.ª rodada é decisiva para os objetivos dos grandes paulistas no Campeonato Brasileiro. São Paulo e Santos se enfrentam neste sábado em momento crucial para os dois, no confronto que marca o reencontro do técnico Dorival Junior com a sua ex-equipe. No estádio do Pacaembu, às 17 horas, o clube tricolor tentará engatar a tão sonhada segunda vitória seguida - algo que aconteceu apenas uma única vez neste torneio -, que é vista como fundamental para que o time se afaste de vez do risco de rebaixamento.

A favor do clube tricolor, um tabu particular de seu comandante: Dorival ganhou todos os seus últimos 13 jogos no estádio municipal - dois à frente do atual time e outros 11 enquanto era técnico do Santos.

O treinador minimiza o retrospecto. "São apenas números, naturalmente são respeitados, mas o principal é que façamos na rodada seguinte, novamente, pontos. É isso que buscamos", disse. "Tivemos, como o próprio Santos, alguns problemas, mas a grande maioria dos jogos foi consistente e isso é o mais importante. São duas equipes que têm tudo para apresentar um grande espetáculo na rodada".

O Santos jogará para mostrar que ainda pode sonhar com o título e espera "dormir" a três pontos do líder Corinthians, que joga só neste domingo. Contra o São Paulo, a equipe terá ainda o desafio de deixar para fora do gramado a turbulência recente nos bastidores do clube. A "quase" demissão do técnico Levir Culpi na semana passada e a saída conturbada do lateral-esquerdo Zeca fizeram a tensão aumentar.

O técnico santista tentará defender o seu retrospecto de 100% de aproveitamento em clássicos desde que assumiu a equipe (1 a 0 duas vezes sobre o Palmeiras; 2 a 0 sobre o Corinthians; e 3 a 2 diante do São Paulo).

TIMES - Depois da boa atuação diante do Flamengo, no último domingo, em que venceu por 2 a 0, a tendência é que Dorival Junior escale o São Paulo sem novidades para o duelo contra os santistas, mantendo Jucilei como primeiro volante e Edimar na lateral esquerda.

Na equipe visitante, Levir Culpi terá de fazer escolhas: Daniel Guedes ou Victor Ferraz, recuperado de lesão, para a lateral direita e, no setor ofensivo, a escalação de Alison ao lado do colombiano Copete. Devido ao impasse contratual com Zeca, Jean Mota jogará na lateral esquerda.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;