Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Juro menor estimula criação de vagas


Da Agência Brasil

19/02/2010 | 07:00


A redução das taxas de juros para estimular o setor produtivo e a geração de empregos no País foi defendida, ontem, pelo ministro do Trabalho, Carlos Lupi. Ao divulgar os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), ele descartou risco "de bolha inflacionária" e avaliou que não há motivos para aumento.

"Cada vez que se aumenta a taxa de juros, há impacto sobre o capital produtivo para quem quer investir. Só favorece quem especula com o dinheiro. Por isso, sou o maior defensor das mais baixas taxas para alimentar o crescimento da economia", afirmou o ministro.

Embora alguns produtos apresentem variação de preços, como material escolar, em fevereiro, Lupi disse que não há risco de pressão inflacionária. "O País está produzindo bem", disse citando o desempenho do setor industrial em janeiro.

O consumo interno e a retomada das exportações, segundo o ministro, são sinais claros de recuperação depois da crise financeira mundial e favorecem a indústria, que registrou recorde no mês passado, com a criação de 68.920 vagas.

O setor industrial puxou a alta do emprego no mês, que bateu recorde histórico com a geração de 181 mil postos no primeiro mês do ano. A expectativa é que este resultado seja refletido neste mês, especialmente por causa do setor de serviços que teve alta demanda com as férias e o Carnaval.

Lupi voltou a estimar a geração de 2 milhões de empregos em 2010 - a expectativa do ministro da Fazenda, Guido Mantega, é de 1,6 milhão de novas vagas - e previu que a taxa de desemprego medida pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) deve ficar em 7,4% no ano.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;