Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Prefeito de Santo André quer edital de transporte bem avaliado


Do Diário do Grande ABC

27/06/2006 | 07:59


A Prefeitura de Santo André quer descartar qualquer possibilidade de irregularidade no processo de licitação do serviço de transporte coletivo do município, cujo edital está previsto para ser publicado em julho. Uma comissão formada por técnicos da área de transporte, advogados e usuários foi constituída pelos próprios petistas para acompanhar o certame. Levantou-se a possibilidade, inclusive, de o governo do prefeito João Avamileno (PT) fazer um contrato emergencial para que o edital seja mais bem avaliado.

Embora não descarte um contrato emergencial, o prefeito João Avamileno (PT) afirmou nesta segunda que essa não é a idéia no momento. “Estamos fazendo toda a tramitação legal, com audiência pública, discussões com partido e segmentos da cidade. Se for necessário, faremos um contrato emergencial. Não está descartada a possibilidade. Mas esperamos que não seja necessário, pois queremos concretizar a licitação e fazer novo acordo com empresários vencedores”, garantiu o chefe do Executivo.

O vereador e líder de governo na Câmara, Claudio Malatesta (PT), reiterou a importância do envolvimento do partido na questão. “São ações casadas e necessárias entre governo e PT. A idéia é arredondar a licitação, pois quem vencer a concorrência ficará por muito tempo à frente dos transportes na cidade”, avalia, referindo-se ao período – de dez ou 15 anos – que o vencedor do certame terá de prestar serviço para a Prefeitura.

Câmara – Paralelamente às discussões internas, o Legislativo também participa do processo. Os vereadores convidaram a EPT (Empresa Pública de Transporte) a comparecer à Casa de Leis na próxima quinta-feira, às 16h, para explicar pontos da concorrência. A reunião será aberta ao público, no plenário da Câmara.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prefeito de Santo André quer edital de transporte bem avaliado

Do Diário do Grande ABC

27/06/2006 | 07:59


A Prefeitura de Santo André quer descartar qualquer possibilidade de irregularidade no processo de licitação do serviço de transporte coletivo do município, cujo edital está previsto para ser publicado em julho. Uma comissão formada por técnicos da área de transporte, advogados e usuários foi constituída pelos próprios petistas para acompanhar o certame. Levantou-se a possibilidade, inclusive, de o governo do prefeito João Avamileno (PT) fazer um contrato emergencial para que o edital seja mais bem avaliado.

Embora não descarte um contrato emergencial, o prefeito João Avamileno (PT) afirmou nesta segunda que essa não é a idéia no momento. “Estamos fazendo toda a tramitação legal, com audiência pública, discussões com partido e segmentos da cidade. Se for necessário, faremos um contrato emergencial. Não está descartada a possibilidade. Mas esperamos que não seja necessário, pois queremos concretizar a licitação e fazer novo acordo com empresários vencedores”, garantiu o chefe do Executivo.

O vereador e líder de governo na Câmara, Claudio Malatesta (PT), reiterou a importância do envolvimento do partido na questão. “São ações casadas e necessárias entre governo e PT. A idéia é arredondar a licitação, pois quem vencer a concorrência ficará por muito tempo à frente dos transportes na cidade”, avalia, referindo-se ao período – de dez ou 15 anos – que o vencedor do certame terá de prestar serviço para a Prefeitura.

Câmara – Paralelamente às discussões internas, o Legislativo também participa do processo. Os vereadores convidaram a EPT (Empresa Pública de Transporte) a comparecer à Casa de Leis na próxima quinta-feira, às 16h, para explicar pontos da concorrência. A reunião será aberta ao público, no plenário da Câmara.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;