Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 1 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Suspeito de estar com pneumonia aguarda exames


Rita Norberto
Do Diário do Grande ABC

27/04/2003 | 19:08


O morador de Santo André de 47 anos – primeiro caso de suspeita da Sars (Síndrome Respiratória Aguda Severa), nome científico da pneumonia asiática – está bem, mas é mantido isolado e não há previsão de alta. Segundo a assessoria de imprensa do hospital Emílio Ribas, em São Paulo, ele “não precisaria estar internado se não tivesse estado na China”, país em que a pneumonia virou epidemia. A Sars é uma doença respiratória aguda grave, que pode levar à morte. Os primeiros casos surgiram na China, em 2002.

Segundo o hospital, ele só deve ter alta após serem concluídos os exames que estão sendo realizados no Instituto Adolfo Lutz – ainda não há data prevista. Os casos anteriores de suspeitas da doença, da jornalista inglesa Sally Blower (que já teve alta e voltou para o seu país) e do garoto chinês de Sorocaba (interior de São Paulo), ainda não foram confirmados e aguardam término dos exames.

O caso do morador de Santo André se tornou suspeito porque ele esteve recentemente em Pequim, na China, por conta de uma viagem a trabalho que durou cinco dias. O homem retornou ao Brasil no último dia 15 e, quase dez dias depois, começou a sentir os sintomas que levantaram a suspeita de ter contraído a doença: febre alta, tosse e dificuldade para respirar.

Segundo informações dos médicos do hospital, fornecidas pela assessoria de imprensa, domingo ele “estava ótimo”, se alimentando bem, e não tinha mais febre. Também não utilizava aparelhos para auxiliar a respiração. Ele está “normal, não tem nada, está internado para a realização de exames”, informou a assessoria.

O paciente permanece internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), segundo o hospital, isolado e não pode receber visitas. O homem também não tem contato com funcionários (apenas um médico e um enfermeiro cuidam dele). Segundo a assessoria, todo cuidado é pouco para que não ocorra como na China, onde um hospital chegou a ser interditado depois da internação de um paciente de Sars, por causa da contaminação.

Vigilância Sanitária – Após a internação do homem no hospital Emílio Ribas, o CEV (Centro de Vigilância Sanitária), da Secretaria Estadual de São Paulo avisou a Secretaria Municipal de Saúde, que realizou exames na família do paciente e em pessoas que teriam tido algum contato com ele. Segundo a diretora do Departamento de Vigilância à Saúde, a médica Rosa Maria Pinto de Aguiar, houve um contato domingo com a família e todos permanecem bem. Segundo ela, não há motivo para pânico. “O caso é ainda uma suspeita, portanto a população deve ficar tranqüila”, disse a médica.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Suspeito de estar com pneumonia aguarda exames

Rita Norberto
Do Diário do Grande ABC

27/04/2003 | 19:08


O morador de Santo André de 47 anos – primeiro caso de suspeita da Sars (Síndrome Respiratória Aguda Severa), nome científico da pneumonia asiática – está bem, mas é mantido isolado e não há previsão de alta. Segundo a assessoria de imprensa do hospital Emílio Ribas, em São Paulo, ele “não precisaria estar internado se não tivesse estado na China”, país em que a pneumonia virou epidemia. A Sars é uma doença respiratória aguda grave, que pode levar à morte. Os primeiros casos surgiram na China, em 2002.

Segundo o hospital, ele só deve ter alta após serem concluídos os exames que estão sendo realizados no Instituto Adolfo Lutz – ainda não há data prevista. Os casos anteriores de suspeitas da doença, da jornalista inglesa Sally Blower (que já teve alta e voltou para o seu país) e do garoto chinês de Sorocaba (interior de São Paulo), ainda não foram confirmados e aguardam término dos exames.

O caso do morador de Santo André se tornou suspeito porque ele esteve recentemente em Pequim, na China, por conta de uma viagem a trabalho que durou cinco dias. O homem retornou ao Brasil no último dia 15 e, quase dez dias depois, começou a sentir os sintomas que levantaram a suspeita de ter contraído a doença: febre alta, tosse e dificuldade para respirar.

Segundo informações dos médicos do hospital, fornecidas pela assessoria de imprensa, domingo ele “estava ótimo”, se alimentando bem, e não tinha mais febre. Também não utilizava aparelhos para auxiliar a respiração. Ele está “normal, não tem nada, está internado para a realização de exames”, informou a assessoria.

O paciente permanece internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), segundo o hospital, isolado e não pode receber visitas. O homem também não tem contato com funcionários (apenas um médico e um enfermeiro cuidam dele). Segundo a assessoria, todo cuidado é pouco para que não ocorra como na China, onde um hospital chegou a ser interditado depois da internação de um paciente de Sars, por causa da contaminação.

Vigilância Sanitária – Após a internação do homem no hospital Emílio Ribas, o CEV (Centro de Vigilância Sanitária), da Secretaria Estadual de São Paulo avisou a Secretaria Municipal de Saúde, que realizou exames na família do paciente e em pessoas que teriam tido algum contato com ele. Segundo a diretora do Departamento de Vigilância à Saúde, a médica Rosa Maria Pinto de Aguiar, houve um contato domingo com a família e todos permanecem bem. Segundo ela, não há motivo para pânico. “O caso é ainda uma suspeita, portanto a população deve ficar tranqüila”, disse a médica.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;