Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Grupo paramilitar decide manter trégua na Irlanda do Norte


Do Diário do Grande ABC

23/06/2000 | 12:07


O principal grupo paramilitar da Irlanda do Norte recuou. Após ameaçar romper a trégua em vigor desde outubro de 1994, o grupo Combatentes pela Liberdade do Ulster, emitiu um comunicado desistindo de novos ataques. No entanto, reafirmou que nao vai tolerar investidas contra áreas protestantes no norte e oeste de Belfast.

A busca de uma soluçao através de negociaçoes pacíficas foi decidida após os apelos feitos pelos líderes de sua própria ala política, o partido Democrático de Ulster.

A trégua foi vital para a negociaçao do acordo de paz, celebrado há dois anos, pondo fim à violência entre protestantes, que formam a maioria e defendem a manutençao dos laços com o Reino Unido, e os católicos, defensores da independência da província.

O grupo paramilitar conta com mais de 2 mil membros em locais de classe operária de Belfast, e acusa a populaçao católica de tentar promover uma ``limpeza étnica'' na cidade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grupo paramilitar decide manter trégua na Irlanda do Norte

Do Diário do Grande ABC

23/06/2000 | 12:07


O principal grupo paramilitar da Irlanda do Norte recuou. Após ameaçar romper a trégua em vigor desde outubro de 1994, o grupo Combatentes pela Liberdade do Ulster, emitiu um comunicado desistindo de novos ataques. No entanto, reafirmou que nao vai tolerar investidas contra áreas protestantes no norte e oeste de Belfast.

A busca de uma soluçao através de negociaçoes pacíficas foi decidida após os apelos feitos pelos líderes de sua própria ala política, o partido Democrático de Ulster.

A trégua foi vital para a negociaçao do acordo de paz, celebrado há dois anos, pondo fim à violência entre protestantes, que formam a maioria e defendem a manutençao dos laços com o Reino Unido, e os católicos, defensores da independência da província.

O grupo paramilitar conta com mais de 2 mil membros em locais de classe operária de Belfast, e acusa a populaçao católica de tentar promover uma ``limpeza étnica'' na cidade.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;